dcsimg

ENCONTRE SEU
PLANO DE SAÚDE
EM 30 SEGUNDOS!

ENCONTRE SEU PLANO DE SAÚDE EM 30 SEGUNDOS!

Qual plano você precisa?

6 maneiras de gastar menos com cuidados médicos

Todo mundo quer economizar com despesas obrigatórias para sobrar mais dinheiro para o lazer e diversão.

Um dos custos que não pode ser ignorado é com a saúde, mas gastar menos com cuidados médicos pode parecer impossível para algumas pessoas.

Porém, depender apenas do Sistema único de Saúde (SUS) é praticamente contar com a sorte.

Então aprenda algumas dicas de como cuidar bem da sua saúde, sem comprometer todo o seu orçamento.

Clique aqui e faça a cotação do seu plano de saúde.

6 maneiras de gastar menos com cuidados médicos

1 – Saiba comprar seu medicamentos

Quando for comprar algum remédio, não entre na primeira farmácia e faça a compra. Existe uma grande variação de preço em relação ao mesmo medicamento, por isso é sempre bom pesquisar.

Algumas farmácias oferecem programas de fidelidade, concedendo descontos para quem for cadastrado.

Os medicamentos genéricos também podem ser uma boa alternativa, pois eles possuem a mesma fórmula, mas não têm um “nome” e, por isso, podem custar até metade do preço.

Que tal cuidar da sua saúde agora? Aproveite e faça a cotação do seu plano de saúde.

Sabia que você pode conseguir descontos em medicamentos pelo plano de saúde? Aproveite essa vantagem também!

2 – Escolha o plano de saúde com cuidado

Na hora de contratar um plano de saúde é preciso se atentar a diversos fatores. O valor da mensalidade pode pesar no bolso, mas se optar por um plano coparticipativo, cuidado com os valores a serem pagos.

É comum que se esqueçam que, no caso da coparticipação, é preciso pagar um valor a cada procedimento usado e que esse pode encarecer o plano.

Além disso, é preciso ficar atento à rede credenciada. Se ela não estiver próxima ou for acessível, precisará pagar para ter atendimento.

Se for contratar um plano para mais de um membro da família, optar pelos planos familiares pode ser mais vantajoso que os individuais.

Veja a diferença entre plano de saúde familiar, individual ou empresarial.

3 – Mesmo que seja particular, pesquise

Se decidir, por exemplo, fazer uma cirurgia plástica, a maioria dos planos médicos cobre apenas as corretivas, sendo preciso pagar à parte se for algo estético.

A questão é que os valores podem variar muito, pois será preciso pagar o médico cirurgião, anestesista, internação hospitalar, etc.

Veja quais hospitais possuem estrutura para o tipo de cirurgia a ser feita e cote os preços.

Faça o mesmo com o médico e anestesista.

É possível conseguir um bom preço pesquisando e negociando, sem colocar a sua saúde em risco com qualquer profissional.

4 – Negocie com o médico

No caso de consultas particulares, sempre busque negociar com o médico o preço da consulta. Se for preciso fazer um tratamento mais longo, com psicólogos, por exemplo, tente fechar pacotes para conseguir um desconto maior.

Além disso, existem as chamadas clínicas populares. Nelas é possível conseguir atendimento com um custo menor. No caso da ausência de um plano de saúde, vale a pena investir nesse recurso (mesmo o plano sendo mais vantajoso).

Veja como vale a pena ter um plano de saúde comparando valores.

5 – Questione sobre os exames e medicamentos

Sempre questione o médico sobre a necessidade dos exames e medicamentos receitados. Em alguns casos, eles podem ser substituídos por outros mais baratos.

Mesmo que for utilizar o plano de saúde para fazer os exames, se tiver coparticipação, precisará pagar por eles.

Converse com o médico e veja como ele pode ajudar, sem que essas mudanças possam interferir no diagnóstico ou tratamento da doença.

6 – Saiba buscar os atendimentos certos

Se está sentindo dores no corpo, mas não está em uma situação grave, vale mais a pena agendar uma consulta médica do que ir até um atendimento de urgência e emergência.

Dependendo do tipo de atendimento que se busca, ele costuma ter um custo maior, por isso, se estiver utilizando um plano coparticipativo ou atendimento particular, sempre leve isso em consideração.

Lembre-se: atendimento de urgência é somente para casos extremos.

Seguindo essas dicas, sua saúde fica em dia e você não gasta tanto com despesas médicas.

Compartilhe esse artigo nas redes sociais:
O que você achou deste artigo? Sua avaliação é muito importante para nós!
Por favor, atribua uma nota:

avaliação
Rating