dcsimg

Sintomas que parecem inocentes, mas podem indicar problemas de saúde

A maioria de nós não costuma dar atenção quando o corpo dá algum sinal. Alguns sintomas parecem inocentes como uma coceira passageira, uma mancha na pele, entre outros.

É normal esperar que a situação passe, sem nem mesmo se pensar em buscar ajuda médica. Esse sintoma pode permanecer até por bastante tempo, mas, por não incomodar, acaba sendo esquecido.

A questão é que não se atentar a esses probleminhas que parecem inocentes pode resultar em um sério problema de saúde.

O corpo costuma dar sinais e, se não ficarmos atentos, podemos descobrir uma doença em um estágio mais avançado. Veja alguns desses sinais que parecem não ter importância.

Sintomas que parecem inocentes, mas podem indicar problemas de saúde

Suor com um cheiro frutado

Muitas vezes, as pessoas usam uma grande quantidade de perfume e não conseguem sentir o próprio cheiro, mas é preciso estar atento a ele.

O cheiro frutado ou adocicado do suor pode ser percebido por você e pelas pessoas ao seu redor e indicam excesso de açúcar na corrente sanguínea.

Mas ficar com esse cheiro adocicado não é nada bom. Pode ser indício de uma dificuldade em sintetizar o açúcar, resultando na diabetes.

Sua escrita está mudando

Muita gente atribui a escrita a um estado emocional, mas eles pode estar diretamente ligada a problemas de coordenação motora.

Se perceber que as letras da sua caligrafia vêm mudando, principalmente ficando cada vez menores, é hora de procurar ajuda médica.

Isso pode ser um reflexo do maior esforço para manter a firmeza das mãos e um sintoma de doenças degenerativas, como o Parkinson.

Faz xixi o tempo todo

Ir a toda hora no banheiro só mesmo se beber muito líquido, anda mais se ele for diurético, como a cerveja.

Mas essa situação é passageira e, assim que a ingestão de líquidos diminui, volta-se a fazer xixi em uma frequência normal.

Se o problema persistir, pode ser indício de problemas de saúde, ainda mais quando há alteração da coloração da urina. É possível que seja a indicação de diabetes, infecção ou até algum câncer intestinal.

Mudanças na pele

Por conta da exposição excessiva ao sol ou ao vento frio, a pele pode ficar mais ressecada. A utilização de sabonetes e outros produtos diferentes do de costume também podem provocar alterações.

Mas, se sem nenhum motivo a pele mudou, ficando mais seca e mais áspera, e o problema persistir por algum tempo, é sinal de problema.

A pele mais espessa e ressacada pode ser sinal de pressão alta, problema renal, alteração da tireoide ou doença autoimune.

Fazer contas está cada vez mais difícil

Tudo bem que a matemática não é o forte de muita gente, mas quando ele se torna mais difícil do que sempre pareceu, atenção. Principalmente se você sempre teve facilidade com cálculos.

A dificuldade de raciocínio e de fazer contas simples pode indicar um princípio de demência ou Alzheimer.

Fica sem fôlego facilmente

Após subir apenas alguns degraus de uma escada ou fazer uma caminha curta já está cansado e sem fôlego? Se fosse um longo percurso, isso até poderia ser entendido, mas, em pequenas distâncias, não é normal.

O que muita gente atribui apenas ao cansaço ou a falta de preparo físico, pode ir muito além. Essa dificuldade para respirar pode estar relacionada a problemas cardíacos.

Sentir tontura ao levantar

Levantar muito rapidamente realmente pode causar tontura devido a uma mudança brusca de posição, mas não deve ocorrer no dia a dia, ainda mais quando se levanta normalmente.

Se sente tonturas ao levantar ou ao fazer determinados movimentos, é indício de que alguma coisa não está bem. Isso pode indicar diferentes problemas como a anemia, que deixa o corpo mais fraco, e até mesmo problemas cardíacos.

Fique atento a esses sintomas inocentes e, ao primeiro sinal, procure um médico.

Tabelas de Preços de Planos de Saúde no Rio de Janeiro

Planos de Saúde no Rio de JaneiroConferir as tabelas de preços de planos de Saúde no Rio de Janeiro faz com que se economize muito na hora de contratar o plano de saúde mais barato.

Pensando nisso, selecionamos as tabelas das operadoras de saúde mais confiáveis, conforme o site do Reclame Aqui, como Amil RJ, Assim Saúde RJ, Notredame RJ, One Health RJ, SulAmérica RJ e Unimed RJ para que confira os melhores valores e escolha o plano de saúde ideal para você e sua família.

Tabelas dos planos de Saúde no Rio de Janeiro

Confira um pouco sobre cada uma antes de fazer o download das tabelas de preços de planos de saúde no Rio de Janeiro.

Tabela de Plano de Saúde da Amil RJ

A Amil Saúde você já deve conhecer. Considerada uma das maiores operadoras do Brasil, possui excelentes hospitais e atendimento de saúde no Rio de Janeiro. Quer saber mais? Conheça a Amil no Rio de Janeiro. Precisa saber dos preços e as condições que ela oferece? Baixe agora a tabela de planos de saúde da Amil Empresarial RJ e veja abaixo todas as opções de planos no Rio de Janeiro para comparar valores e economizar.

Confira abaixo as Tabelas de Preços dos Planos de Saúde no Estado no Rio de Janeiro.

Tabela de Plano de Saúde da Assim Saúde RJ

A Assim Saúde RJ é bem reconhecida na região por prestar um atendimento de excelência e garantir uma boa rede credenciada nas cidades cariocas. Se você quer saber sobre os preços dos planos de saúde no Rio de Janeiro da Assim Saúde, não deixe de baixar a tabela de planos de saúde Assim Saúde RJ individual e compare as demais opções de planos de saúde RJ.

Tabela de Plano de Saúde da Notredame Intermédica RJ

A Notredame Intermedica RJ faz de tudo para que seus pacientes possam ter o melhor atendimento, em todos os momentos. Pensando nisso, ele oferece uma variedade de planos de saúde RJ. Para saber os valores, consulte a tabela de plano de saúde Notredame Intermédica no Rio de Janeiro e comece agora mesmo a cuidar de sua saúde.

Ah, você ainda pode ver algumas tabelas no texto que fizemos sobre preços de plano de saúde RJ. 🙂

Planos de saúde Individual e Familiar no Rio de Janeiro

Unimed – Plano Individual – RJ Baixar Tabela de preços
UNIMED – LESTE FLUMINENSE (ESSENCIAL 30) Individual Baixar Tabela de preços
UNIMED – LESTE FLUMINENSE (NACIONAL) – UNIMED MAIS Individual Baixar Tabela de preços
Tabela Unimed Rio Saúde – Pessoa Física Baixar Tabela de preços
Assim Saúde – Plano Individual – RJ Baixar Tabela de preços
EVERCROSS Individual Baixar Tabela de preços
MEDICALRIO Individual Baixar Tabela de preços
SAMOC SAÚDE Individual Baixar Tabela de preços
Onix Saude – Pessoa Fisica Baixar Tabela de preços
Silvestre Senior – Pessoa Fisica Baixar Tabela de preços
SindSaude Assistencia Medica – Pessoa Física Baixar Tabela de preços
UH Saúde – Pessoa Física Baixar Tabela de preços
UNIMED – LESTE FLUMINENSE (ESSENCIAL 30) Familiar – RJ Baixar Tabela de preços

Planos de saúde Empresarial no Rio de Janeiro

Amil – Plano Empresarial – RJ Baixar Tabela de preços
AMIL LIFE Empresarial – RJ Baixar Tabela de preços
ASSIM Saúde – Plano Empresarial – RJ Baixar Tabela de preços
Assim Saúde – Plano Familiar – RJ Baixar Tabela de preços
NOTREDAME INTERMÉDICA COM COPARTICIPAÇÃO (DIVICOM) – LINHA PREMIUM – INFINITY Empresarial Baixar Tabela de preços
NOTREDAME INTERMÉDICA COM COPARTICIPAÇÃO – LINHA SMART E ADVANCE Empresarial – RJ Baixar Tabela de preços
ONE HEALTH (COM COPARTICIPAÇÃO) Empresarial – RJ Baixar Tabela de preços
SULAMÉRICA COMPULSÓRIO – Ambulatorial e Hospitalar com Obstetrícia Empresarial – RJ Baixar Tabela de preços
SULAMÉRICA COMPULSÓRIO(Tarifa 1) – COM REMISSÃO – Ambulatorial e Hospitalar com Obstetrícia – Sem Coparticipação Empresarial – RJ  Baixar Tabela de preços
SULAMÉRICA COMPULSÓRIO(Tarifa 1) – SEM REMISSÃO – Ambulatorial e Hospitalar com Obstetrícia – Sem Coparticipação Empresarial – RJ Baixar Tabela de preços
UNIMED – LESTE FLUMINENSE (PREMIUM) Empresarial – RJ Baixar Tabela de preços
UNIMED RIO (HEALTHCARE) – COM COPARTICIPAÇÃO Empresarial – RJ Baixar Tabela de preços
UNIMED RIO (HEALTHCARE) – SEM COPARTICIPAÇÃO Empresarial – RJ Baixar Tabela de preços

É importante se atentar aos reajustes dos planos de saúde RJ.

Você mora em Duque de Caxias? Então, conheça as opções de planos de saúde em sua cidade! 

Como funciona o reajuste dos planos de saúde RJ

Assim como em todo o país, os reajustes dos planos de saúde RJ funcionam da seguinte maneira:

– Para planos familiares ou individuais: o reajuste anula é, previamente, autorizado pela ANS. Mas também é preciso que esteja claramente especificado no contrato, onde ocorre o reajuste com 1 ano após a contratação. A porcentagem de reajuste ocorre entre 8 e 15%.

– Para planos empresariais: o plano de saúde empresarial tem reajuste calculado conforme a sinistralidade. Nesse caso, a ANS não possui controle sobre o aumento dos planos de saúde no Rio de Janeiro, mas o valor aumenta menos do que ocorre com o plano por adesão, sendo ainda o menor entre todos os outros tipos de plano de saúde.

– Para plano coletivo por adesão: possui o maior reajuste do mercado e não é controlado pela ANS, tendo assim, uma média de aumento que varia entre 15 a 30%. Esse aumento ocorre em um determinado mês fixo, independentemente da data da contratação.

Agora que você já sabe como funcionam os reajustes dos planos de saúde RJ, fique atento na hora de escolher o seu.

*Tabelas publicadas em Agosto/2016. Os preços e informações podem sofrer atualizações e não garantimos os valores apresentados. Informe-se com um corretor de saúde!

Plano odontológico | Planodesaude.net

Sorria! Você pode ter um plano odontológico!

Uma dor de dente pode virar uma grande dor de cabeça! Mas isso pode ser rapidamente resolvido se você tiver um plano odontológico. Veja aqui dicas para escolher um que se adeque a seu perfil.

Plano odontológicoTodos nós queremos ter uma boa aparência, por isso investimos em roupas, academia tratamentos estéticos. Isso tudo ajuda muito, é claro, porém não há um cartão de visitas mais bonito do que um belo sorriso. Um belo sorriso com belos dentes!

Como os dentes ficam escondidinhos na boca, só nos lembramos deles quando doem! E como doem! Os problemas nos dentes podem começar com uma simples placa bacteriana e pode evoluir para uma cárie bem doída e virar um pesadelo quando se precisa fazer um canal ou até extrair o dente!

Mas muitas pessoas acham que isso tudo dói muito mais no bolso e acabam deixando o tratamento dentário de lado. Dependendo do tratamento, o preço pode ser muito alto, mas quando se trata de saúde, isso não pode ser motivo para deixar o cuidado de lado. Infecções nos dentes podem se alastrar pelo corpo, podendo causar danos sérios, como problemas no estômago e no coração.

A garantia de um tratamento odontológico

Antigamente o tratamento odontológico era privilégio para os mais abastados, porém hoje em dia isso mudou um pouco. Clínicas dentárias que possuem licenciamento oferecem planos de tratamento odontológico a preços acessíveis e um parcelamento bem amigável. Além disso, muitas empresas passaram a oferecem planos odontológicos para os clientes, cobrindo as despesas dos tratamentos.

O mesmo motivo para ter um plano de saúde serve para o plano odontológico: nunca se sabe quando você vai precisar. Além disso, os dentes são uma parte muito importante do nosso corpo e estão altamente relacionados com a qualidade da nossa saúde. Por isso um plano odontológico pode ser a garantia de que você não vai ter dor de dente nem muito menos dor de cabeça.

A odontologia avançou muito nos últimos anos e o que sempre foi um tormento para muitas pessoas, a dentadura, pode ser substituída por algo muito mais seguro: o implante dentário. Além disso, o implante é indicado quando há perda de um ou vários dentes ou quando não se está satisfeito com a mastigação ou próteses mal colocadas. O tratamento pode ser um pouco mais extenso, porém, muitos dentistas garantem que não é muito doloroso ou que possa existir rejeição.

A grande pergunta é: quanto custa fazer implantes? Infelizmente, poucos planos odontológicos cobrem implantes dentários, mas nem tudo está perdido. Muitas clínicas oferecem parcelamentos bem facilitados. O custo vai depender de cada caso, da quantidade de implantes na escolha dos materiais da prótese. Porém, é um consenso que o benefício que um implante proporciona supera inúmeras vezes o custo de colocá-lo.

Se o seu caso não requer implantes você pode pesquisar os tipos de plano odontológico existente. Quanto aos serviços, esses incluem atendimento de emergência, radiologia, tratamentos de canal, tratamento de gengiva, e restauração de cáries. Prevenção – limpeza e aplicação de flúor – e radiologia também entram no pacote. Esses são os serviços básicos para a saúde bucal e são garantidos por um plano odontológico simples.

Casos mais específicos também podem estar no seu perfil, porém, como os planos de saúde, quanto mais serviços, o preço fica um pouco maior. No final de contas, vale a pena pesquisar, e se estiver precisando de procedimentos mais complexos, você pode conversar com seu dentista e com o seu corretor de seguros, porque, afinal, ninguém quer perder o cliente!

Você é jovem? Anote dicas para cuidar melhor da sua saúde bucal!

Pesquise sempre! Essa é a dica mais importante para os planos odontológicos. Diferente dos planos de saúde, o plano odontológico não é cobrado por faixa etária e sim por tipo de serviços. Você pode fazer uma economia pesquisando e vendo qual se encaixa melhor no seu orçamento. Além disso, procure sempre uma empresa confiável, que tenha licença para oferecer o plano odontológico. Assim, não vão faltar motivos para você sorrir!

Procedimentos inclusos no plano odontológico

Entre os procedimentos mais comuns que um plano odontológico cobre, estão:

  • Consultas, inclusive urgência e emergência
  • Odontopediatria (para crianças)
  • Periodontia (tratamento gengiva)
  • Limpeza, aplicação de flúor e prevenção
  • Raios X (incluindo periapicais e panorâmicos)
  • Tratamento de canal
  • Cirurgias e extrações
  • Restaurações
  • Tratamento de canal
  • Instalação de aparelho ortodôntico e documentação completa
  • Clareamento de dente

Veja como manter uma alimentação saudável e garantir uma boa saúde.

Confira quais os procedimentos que serão cobertos pelo seu plano odontológico e veja se vale a pena contratá-lo. Para facilitar, faça várias cotações para saber qual a empresa que oferece um plano mais completo e um preço melhor, conforme suas necessidades.

Se você não quiser ficar buscando em cada empresa um plano mais adequado, faça a sua cotação aqui no PlanodeSaúde.net e receba diversas simulações. Assim você poderá escolher um plano que ofereça o que você realmente precisa e só paga pelo necessário a você e sua família.

Plano odontológico empresarial

Muitas empresas estão adquirindo o plano odontológico empresarial, já que os colaboradores reconhecem esse benefício, como um diferencial da empresa. Oferecer benefícios como esse é essencial para manter os funcionários, já que a rotatividade de colaboradores interfere diretamente com a produtividade.

Sem contar que a empresa consegue deixar a equipe motivada, o que gera um retorno positivo, economicamente falando. Além do plano de saúde empresarial, oferecer o plano odontológico é uma grande vantagem, visto que as pessoas estão se conscientizando sobre a importância de cuidar da saúde bucal de forma preventiva.

Você sabia que os planos odontológicos são acessíveis? Veja mais!

E para o trabalhador, além de poder contar com os serviços oferecidos dentro do plano, o valor é muito baixo. Então, o benefício se torna acessível e é descontado diretamente da folha de pagamento, sem gerar impacto no salário. E o melhor é que as empresas podem optar entre duas modalidades: facultativa e compulsória.

Na facultativa, o funcionário pode decidir se vai ou não optar pelo plano. Já na compulsória, todos os colaboradores precisam fazer parte da apólice. E para melhorar, é possível incluir dependentes no plano odontológico empresarial. E mais! Os funcionários também podem optar entre o plano básico e o premium, conforme suas necessidades.

Não é à toa que o plano odontológico tem sido o terceiro benefício mais solicitado nas organizações. Na frente dele, está apenas o plano de saúde e vales (alimentação ou refeição). Conforme a ANS, houve um aumento de 700 mil segurados no segmento em 2010 para 16,4 milhões em 2016.

Aproveite e ofereça já o plano odontológico para os seus colaboradores! Faça a sua cotação aqui em nosso site PlanodeSaúde.net e receba os planos das melhores operadoras.

Conheça dicas simples que podem trazer muitos benefícios à sua saúde!

Febre amarela: a prevenção de epidemia é urgente!

A febre amarela pode adquirir forma epidêmica no Brasil, se não for rapidamente combatida. Saiba quais os sintomas e o que fazer se eles aparecerem.

Febre amarela é uma doença viral, que é normalmente encontrada nas regiões tropicais, tanto do Brasil, como em outros países da América Latina e também na África. Afeta principalmente seres humanos e macacos, que são picados pelo mosquito Aedes. Pode ter consequências epidêmicas devastadoras, que podem ser prevenidas e controladas através das campanhas de vacinação em massa e medidas para erradicação do mosquito transmissor.

A característica principal da doença é a cor amarela nos olhos e no corpo. Apesar de o vírus ser perigoso, a maioria das pessoas contaminadas evolui para a cura, sem apresentarem sintomas.

Febre amarela: a prevenção de epidemia é urgente!

Entenda como é transmitida a febre amarela

Segundo a Organização Mundial da Saúde, existem três tipos de ciclo de transmissão:

  1. Silvestre – nas florestas e matas, a febre amarela ocorre em macacos, que passam o vírus para os mosquitos que se alimentam do seu sangue. Os mosquitos infectados picam seres humanos que entram na floresta, resultando em casos esporádicos de febre amarela, geralmente em homens jovens que trabalham ou ficam em alojamentos nas florestas.
  1. Intermediária – Em áreas úmidas ou semi-úmidas, ocorrem epidemias de pequena escala. Mosquitos semi-domésticos, isto é, que crescem nas matas e no entorno de residências, infectam tanto macacos como pessoas. O contato constante entre pessoas e mosquitos infectados leva à transmissão. Muitas cidades diferentes de uma mesma área podem apresentar casos simultaneamente. Este é o tipo mais comum de ocorrência na África e parece que é o que está ocorrendo no Brasil. Um surto pode se transformar numa epidemia séria, se a infecção for transferida para uma área mais populosa, onde existam tanto mosquitos domésticos quanto pessoas não vacinadas. 
  1. Urbana – Grandes epidemias podem ocorrer quando pessoas infectadas introduzem o vírus em áreas densamente povoadas, com um grande número de pessoas não imunizadas e mosquitos Aedes. Mosquitos infectados transmitem o vírus de pessoa para pessoa.

Casos de Febre Amarela 2017

Em janeiro de 2017, o estado de Minas Gerais começou a investigar os casos suspeitos de febre amarela. Até o mês de fevereiro já haviam sido notificados 991 ocorrências, com 69 mortes, enquanto que 100 mortes estavam sendo investigadas.

No estado do Espírito Santo foram 130 ocorrências, com 6 mortes confirmadas, enquanto 8 estavam sob investigação. No estado de São Paulo, foram 7 mortes confirmadas e 13 ocorrências sob investigação. Também registraram notificações a Bahia, com 11 ocorrências e 1 morte confirmada, o Tocantins, com 5 ocorrências e 1 morte e o Rio Grande do Norte, com 1 ocorrência. Nas cidades de Ribeirão Preto (SP) e São José do Rio Preto (SP) houve morte de macacos e dos óbitos com suspeitas de serem causados pela doença. Um dos casos foi confirmado, mas causado por transmissão silvestre.

Os especialistas alertam para a situação característica de surto da doença, que ainda não chegou ao estágio caracterizado como de expansão urbana, mas que pode chegar a se alastrar rapidamente, ganhando proporções incontroláveis se providências urgentes não forem tomadas para a eliminação do mosquito Aedes e vacinação em massa.

O Ministério da Saúde admite que a situação no Brasil é de surto, sendo que muito mais grave do que o último que ocorreu no país, entre 2008 e 2009, com um total de 51 casos.

A transmissão não ocorre entre pessoas

Não há registros de transmissão de febre amarela diretamente entre pessoas. Tanto para a doença por transmissão silvestre, em transmissão intermediária ou em transmissão urbana, a doença é a mesma, mas as estratégias para evitar a disseminação precisam ser diferentes. Quem adquire o vírus, através da picada do mosquito aedes se torna portador e é capaz de transmitir o vírus para mosquitos por até 7 dias depois da própria contaminação. Os sintomas se manifestam em quem não foi vacinado ou nunca teve a doença.

Grupos de risco

As pessoas mais suscetíveis à febre amarela são os idosos com mais de 60 anos de idade e pessoas com imunodeficiência devido ao HIV/AIDS.  Pessoas que viajam para os locais em que a doença é ativa, correr o risco de serem contaminadas, mesmo que a população local não tenha casos recentes da doença.

Fique atento/a aos sintomas da febre amarela

Fique atento/a aos sintomas da febre amarela

Os sintomas não se apresentam para todos os que são contaminados pelo vírus, mas quando ocorrem costumam durar entre três e quatro dias e são:

– Febre

– Dores musculares no corpo

– Dor de cabeça

– Perda de apetite

– Náuseas e vômitos

– Olhos, face e língua avermelhada

– Fobia à luz

– Cansaço e fraqueza

Algumas pessoas podem desenvolver um quadro grave, depois de 24 horas da recuperação dos sintomas mais simples. É a fase tóxica, quando o vírus ataca órgãos como o fígado e rins. Nessa fase os sintomas são:

– Febre alta

– Icterícia, pelo dano causado ao fígado

– Urina escura, pelo efeito nos rins

– Dores abdominais

– Sangramentos na boca, nariz, olhos ou estômago

– Delírios, convulsões e coma

Nessa fase mais grave da febre amarela, a morte pode ocorrer depois de sete a dez dias, dependendo do organismo afetado. Para evitar a crise mais grave, os sintomas devem ser observados e o tratamento ser iniciado o mais rápido possível, com assistência médica. A febre amarela pode ser confundida com hepatite, malária, leptospirose e dengue hemorrágica.

Tratamento e medicação

Fonte: G1

Tratamento e medicação

Nenhuma medicação antiviral provou ser eficaz para o tratamento da febre amarela. O resultado é que o tratamento consiste principalmente em cuidados de suporte, em um hospital. O paciente precisa receber soro e oxigênio, manter a adequada pressão arterial, receber restituição de perda sanguínea, diálise para a falência renal e o tratamento de outras infecções que se desenvolvam. Algumas pessoas recebem transfusões de plasma, para substituir as proteínas do sangue que promovem a coagulação.

Se você está com febre amarela, o seu médico vai também recomendar que você fique em casa, protegido de mosquitos, para evitar transmitir a doença para outras pessoas. Depois que você tiver febre amarela, estará imune a essa doença para o resto de sua vida. 

Complicações

Segundo informe da conceituada Clínica Mayo nos Estados Unidos, a febre amarela resulta em morte para 20 a 50% dos pacientes que desenvolvem a fase tóxica da doença. As pessoas que sobrevivem passam a se recuperar gradualmente durante um período de diversas semanas ou meses. Durante esse tempo, pode continuar sentido fadiga e fraqueza. Outras complicações incluem infecções secundárias bacterianas como pneumonia.

O diagnóstico deve ser feito por um médico

A qualquer sintoma da febre amarela, simples ou grave, é preciso buscar ajuda médica imediatamente. Além disso, nunca se deve viajar para uma região onde ocorre ou já ocorreu a doença sem antes tomar a vacina.

Especialistas que podem diagnosticar uma febre amarela são o clínico geral ou o infectologista. É preciso informar ao médico quais são os sintomas e há quanto tempo eles apareceram.

  • Uma lista com todos os sintomas, há quanto tempo eles apareceram e se houve exposição a mosquitos em regiões infectadas. Quando há a suspeita de febre amarela, o médico solicitará um exame de sangue que comprove a existência do vírus ou anticorpos que mostram a infecção anterior.

Devido ao risco da febre amarela se tornar hemorrágica, é contraindicado o uso de aspirina. Se os sintomas forem mais brandos, em sua forma mais simples, ainda assim alguns cuidados são necessários, tais como:

– Repouso

– Ingestão de líquidos, principalmente soro

– Uso de medicamentos indicados pelo médico.

– Uso de repelentes ou mosquiteiros, para não contaminar os mosquitos, que poderão transmitir a doença para outras pessoas.

A vacina é a melhor prevenção

A vacinação é a forma mais importante de prevenir a febre amarela, tanto para o indivíduo quanto para as comunidades, impedindo que a doença se espalhe. Nas áreas mais expostas ao vírus, é preciso que ao menos 80% da população seja imunizada para controlar a doença.

A vacinação nas regiões em que a doença já se manifestou deve seguir a seguinte orientação da Organização Mundial da Saúde:

– Em crianças de 6 meses a 9 meses de idade incompletos, a vacina só deve ser aplicada em situações de emergência epidemiológica, durante surtos, epidemias ou viagem inadiável para áreas de risco.

– Crianças de 9 meses até 4 anos 11 meses e 29 dias de idade, podem tomar uma dose aos 9 meses de idade e uma dose de reforço aos 4 anos de idade.

– Crianças a partir 5 anos de idade, se recebeu vacina antes, pode receber mais uma dose. Se nunca foi vacinada, é preciso dar uma dose inicial e outra de reforço, 10 anos depois.

Pessoas com mais de 60 anos, que nunca foram vacinadas, devem consultar um médico sobre a possibilidade de receberem a vacina, considerando o risco de eventos adversos nessa faixa etária. Gestantes e lactantes não podem tomar esta vacina, bem como as que têm deficiências do sistema imunológico.

Quando se viaja para áreas afetadas, deve-se tomar a vacina 10 dias antes da viagem, no caso da primeira vacinação, porque os anticorpos protetores aparecem de sete a dez dias depois. Alguns países exigem o certificado de vacinação contra a febre amarela de seus visitantes.

Cuidado com os alimentos que contêm pesticidas ou acrilamida!

Pesquisas demonstram a alta concentração de pesticidas ou substâncias cancerígenas, na maioria dos alimentos consumidos pelo brasileiro.

Somos constantemente informados da presença de pesticidas nos alimentos produzidos no Brasil. Mas um alerta trouxe ainda mais urgência na necessidade de escolher o que comemos, porque agora os pesticidas estão sendo encontrados em quantidades muito acima das permitidas.

Cuidado com os alimentos que contêm pesticidas ou acrilamida!

O consumidor deve exercer o seu direito por uma alimentação mais saudável, pressionando seus representantes para que haja segurança alimentar. A alternativa para as famílias passou a ser o consumo de alimentos orgânicos ou, para quem tem espaço disponível, o cultivo caseiro de hortaliças e frutas. Alimentos orgânicos são os que são cultivados sem fertilizantes, pesticidas ou herbicidas, não usam sementes geneticamente modificadas e nem adicionam aromatizantes ou corantes artificiais.

Novos alertas para a gravidade da situação

A instituição PROTESTE – Associação de consumidores – é quem fez o último alerta, demonstrando que uma grande parte dos alimentos que consumimos diariamente está contaminada com pesticidas em doses acima das permitidas e também com substâncias não permitidas para uso. Assim acontece com o pimentão, o tomate, morango, maçã, milho, alface, farinha de trigo e soja em grão.

Os alimentos foram analisados em laboratório, para a identificação de resíduos de pesticidas presentes e se as quantidades estavam adequadas ao que é autorizado pela legislação estabelecida pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Os alimentos foram comprados em supermercados e feiras, nas cidades do Rio de Janeiro e São Paulo.

Os resultados demonstraram que em 14% dos alimentos o teor de pesticidas estava acima do recomendado. E o mais grave é que 37% das amostras analisadas continham pesticidas não autorizados para o uso no plantio ou são proibidas no Brasil, devido ao perigo que representam.

Pimentão verde – O campeão dos venenos foi o pimentão verde, segundo a pesquisa realizada. Foram encontrados 19 resíduos de pesticidas diferentes em apenas 4 amostras de pimentão. Desses 19 pesticidas, 9 são proibidos para aplicação nesse alimento! Portanto, esse é um alimento que você deve evitar consumir, a não ser que seja de origem orgânica, ou seja, com garantia de cultivo livre de pesticidas.

Cuidado com os alimentos que contêm pesticidas ou acrilamida!

Morango – O morango é o segundo colocado no ranking da contaminação. Todas as amostras testadas demonstraram conter resíduos de agrotóxicos e o pior é que as substâncias não são autorizadas para esse cultivo, em metade dos casos. Além disso, há o caso de resíduos acima do limite máximo autorizado. Esses resultados só confirmaram a classificação da Anvisa.

Soja – Nas amostras de soja foram encontrados resíduos de pesticidas em todos s casos. Além disso, a quantidade de glifosato era bem superior ao limite máximo permitido.

Tomate – Os resíduos de pesticidas foram encontrados em todas as amostras analisadas. Foi constatada a presença do perigoso Oxamil, em um caso, produto proibido pela Anvisa para uso no Brasil.

Cuidado com os alimentos que contêm pesticidas ou acrilamida!

Alface – Apesar da alface ser o alimento com menos resíduos encontrados, foi constatado o uso de Ditiocarbamatos em uma quantidade acima do limite recomendado. Esse é um dos pesticidas mais utilizados no Brasil.

Maça – Em quatro das cinco amostras analisadas foram constatados resíduos de pesticidas. O Ditiocarbamatos estava acima do limite permitido em uma amostra. O Tiacloprido, pesticida não permitido para a cultura da maçã, estava presente em duas amostras.

Milho – Os resultados demonstraram que o Glifosato está sendo utilizado em dosagem excessiva. Duas das três amostras analisadas continham resíduos do Ácido Aminometilfosfônico, que indica que foi utilizado o Glifosato maciçamente.

O mesmo percentual de contaminação foi observado dentre as farinhas de trigo analisadas. Duas das três amostras continham resíduos de pesticidas, sendo um deles, o Glifosato, não permitido para essa cultura.

A quantidade de pesticidas constatada e a expansão do seu uso para várias culturas  aumentou em relação a testes anteriores feitos pela PROTESTE. Em 2008, o resultado de estudo do uso de pesticidas havia demonstrado que isso acontecia nas culturas de morangos e tomates.

Você ingere acrilamida?

Saiba que a acrilamida é uma das substâncias mais nocivas à saúde e uma das causas do câncer. E se você come batata tipo chips de pacote, você ou seus filhos ingerem acrilamida!

Cuidado com os alimentos que contêm pesticidas ou acrilamida!

Batata chips – Batatinhas chips, nos famosos pacotinhos plásticos ou em lata, são muito apreciados, por adultos e crianças, em todo o mundo. Ela é vendida livremente, sem nenhum alerta, mas contém uma substância muito prejudicial, a acrilamida, que é decorrente de seu processo de fabricação.

No processo de produção da batata chips, uma mistura de arroz, trigo, flocos de milho e flocos de batata são misturados até formar uma massa, que é moldada em forma de batata. Essa mistura é levada a fornos de temperatura altíssima e depois a ela são aplicados temperos e sal (muito sal!), além de sabores artificiais em pó, de cebola, bacon e outros. Mas é a alta temperatura, acima de 120 graus Celsius, que deixa as batatas crocantes é que faz com que a acrilamida seja formada, uma das substâncias causadoras do câncer.

A acrilamida também afeta o sistema nervoso, aumenta a infertilidade masculina e pode causar defeitos congênitos nos bebês.

Outros produtos que contém acrilamida, segundo a PROTESTE, que analisou 51 produtos, tais como: biscoitos doces e salgados, biscoitos cream cracker, salgadinhos diversos, torradas e pão francês. Todos eles contêm alta quantidade de acrilamida, porque são basicamente carboidratos, assados a temperaturas acima de 120ºC.

É este o quadro dos produtos analisados pela PROTESTE:

Cuidado com os alimentos que contêm pesticidas ou acrilamida!

A Anvisa já havia determinado, desde 2007, que os itens compostos por amido não sejam submetidos por muito tempo a temperaturas maiores do que 120ºC. No entanto, o que foi observado é que a recomendação não está sendo obedecida.

A acrilamida foi classificada como potencial causadora de câncer pela Agência Internacional de Pesquisa em Câncer. Apesar de ainda não se conhecer o limite máximo seguro para o consumo, a PROTESTE recomenda que se reduza a ingestão desses alimentos. Os fabricantes precisam rever os processos de fabricação e respeitar as metas para a redução da substância nos produtos.

O que se torna cada vez mais necessário é a necessidade de organização dos consumidores e cidadãos para que a saúde pública seja respeitada e haja mais cuidado e responsabilidade por parte da indústria de alimentos. Somente com informação e organização será possível exigir esse direito à segurança alimentar.

Plano de saúde Gravataí – RS

Plano de saúde Gravataí - RSSituada no estado do Rio Grande do Sul, Gravataí é uma cidade com pouco mais de 250 mil habitantes, porém vive os problemas que as cidades grandes enfrentam.

A população tem dificuldade para conseguir atendimento na área médica e por maior que seja o esforço da prefeitura realizando campanhas, esse problema persiste.

Os postos de saúde estão presentes em diversos pontos da cidades, mas mesmo assim ainda deixam a desejar. Por isso, as pessoas tem buscado outras alternativas.

O plano de saúde em Gravataí tem sido uma delas e cada vez mais surgem interessados.

Por que ter um plano de saúde em Gravataí

Sabendo que a saúde pública não atende tão bem, o plano de saúde tem sido a melhor opção encontrada. Ele pode proporcionar diversos benefícios como:

  • Permitir que escolha com qual profissional deseja realizar o atendimento
  • Ser atendido com hora marcada, não sendo preciso esperar em longas filas de espera e muitas vezes ficar sem atendimento
  • Possibilidade de adequar o plano conforme a sua necessidade, pois as operadoras contam com diferentes opções que incluem coberturas variadas.
  • Ter uma ampla rede de atendimento à disposição, assim sempre é possível encontrar uma unidade próximo de onde estiver
  • Planos tanto para pessoas físicas como jurídicas, democratizando o acesso aos serviços de saúde.

Operadoras de planos de saúde em Gravataí

Sabendo de todas as vantagens, todo mundo quer ter um plano de saúde. Porém, existem diversas operadoras que prestam o serviço, por isso conheça algumas que atuam na cidade.

Unimed

A Unimed é uma das operadoras de saúde mais bem conceituadas doa país e atua com uma cooperativa médica.

Ela possui planos para pessoas físicas e jurídicas e possui uma rede de atendimento própria e também credenciada.

Dentre os locais disponíveis para atendimento está o HOSPITAL DOM JOAO BECKER que fica localizado na Av. José Loureiro da Silva, 1561.

Amil

A Amil é uma operadora que contam com diferentes planos de saúde, sendo que alguns possuem abrangência nacional e outros são um pouco mais restritos, atendendo a um grupo de municípios.

Apesar disso, ela conta com uma excelente rede credenciada de atendimento, nela está presente o HOSPITAL DOM JOAO BECKER.

SulAmérica

A SulAmérica também está presente em Gravataí, levando anos de tradições na área de saúde e preocupação em atender bem os seus clientes.

Ela conta com profissionais de diferentes especialidades para garantir um atendimento completo, e na cidade quem busca por um hospital poderá contar com o HOSPITAL DOM JOAO BECKER.

Carnaval: cuidados antes, durante e depois da folia

Para aguentar a maratona do Carnaval é preciso energia. Alguns cuidados antes, durante e depois da festa, podem garantir a saúde.  

O Carnaval pode ser de três dias no calendário oficial, mas costuma durar de cinco a sete dias, dependendo da região do Brasil. Em Salvador ou Recife, por exemplo, o Carnaval começa na sexta-feira e vai até a quarta-feira de Cinzas. Muitos brasileiros e também estrangeiros esperam o Carnaval ansiosamente, como a maior festa do ano.

São dias de festa e animação, em que grande parte da população quer dançar e se divertir.  Mas como é muito comum, há exageros que colocam em risco a saúde. Mas, alguns cuidados podem ser tomados até antes do início do Carnaval, para que você possa participar da festa, se manter saudável até depois do Carnaval.

Infelizmente, essa também é uma época em que pessoas chegam aos hospitais com ferimentos devido a acidentes ou em estado de embriaguez, precisando de cuidados médicos. Além das estatísticas de contaminação por vírus HIV e gravidez precoce que ocorre nessa época. São pessoas que ignoram os avisos e não se previnem, para proteger a própria saúde.

Carnaval: cuidados antes, durante e depois da folia

Cuidados com a saúde antes do Carnaval

É preciso estar preparado fisicamente antes do Carnaval, principalmente quem pretende participar de blocos e grupos carnavalescos que fazem longos percursos, numa verdadeira maratona dançando e pulando. É preciso uma alimentação rica em vitaminas e sais minerais, que fortalecem o sistema imunológico. Assim há maior facilidade em eliminar o álcool do organismo e mais disposição para a festa. As vitaminas A, E, C e D são importantes, bem como minerais, como zinco, selênio e ferro.

Os alimentos indicados são laranja, abacaxi, kiwi, goiaba, feijão, carnes e peixes, amendoim, sementes de abóbora e linhaça. Os alimentos ricos em fibras também devem ser reforçados, como legumes, produtos integrais e frutas, para que no carnaval a alteração da rotina não prejudique a boa digestão.

Vacinas

As vacinas contra tétano e sarampo devem estar em dia, para evitar doenças transmitidas nos locais de grande aglomeração de pessoas e onde também podem ocorrer pequenos acidentes.

Durante o carnaval

Carnaval durante a folia

Carnaval durante a folia (Foto: Tuasaude)

Hidratação – Para passar o carnaval mantendo o corpo saudável e se recuperar rapidamente dos excessos, é preciso se manter bem hidratado, bebendo pelo menos 2 L de água ou sucos naturais por dia. A hidratação ajuda a evitar a ressaca, a desidratação e o ressecamento da pele e dos cabelos. A água além de manter a saúde, limpa os poros, que ficam com sujeira e suor.

  • Alimentação – Comer a cada 3 horas, para evitar ressaca e manter a energia física. Tentar fazer ao menos uma refeição completa por dia e complementar com alimentos de fácil preparo, como sanduíches e vitaminas de frutas. Coma coisas leves, para não ficar com o estômago pesado e acabar passando mal.
  • Proteção ao sol – Usar chapéu, protetor solar e óculos escuros, para se proteger de queimaduras solares e insolação.
Proteção ao sol
  • Sexo seguro – Usar preservativo nas relações sexuais, para evitar gravidez indesejada e doenças sexualmente transmissíveis. Nesse período é comum o contágio com essas doenças e é preciso estar atento e ir ao médico se perceber sintomas, como coceira, verrugas ou corrimento. Muitas doenças podem ser transmitidas pelo sexo, como a contaminação pelo vírus da Aids, da gonorreia, da herpes e da sífilis, pode ocorrer numa única relação sexual. A camisinha é eficaz para prevenir esses problemas. O preservativo é o melhor método para evitar Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs) e a gravidez. Outros métodos contraceptivos causam alterações hormonais, não previnem contra as doenças e podem prejudicar o organismo.
  • Beijos perigosos – Beijos em desconhecidos podem transmitir doenças. Existem alguns vírus que podem ser passados pelos beijos, como a mononucleose infecciosa. Ela pode levar a febre, dores de garganta e até aumento do fígado e do baço. Herpes labial também é transmitida pelo beijo. Ela se torna crônica e depois da primeira crise volta sempre que há uma queda da imunidade. Ela é aparente e pode ser notada nesse período em que é transmissível.

Energéticos atrapalham o coração – bebidas energéticas ou guaraná em pó dão mais energia para pular e dançar, mas os especialistas avisam: contém muita cafeína, impedem o sono, causam gastrite e sobrecarregam o coração, podendo até levar à arritmia cardíaca.

  • Beba com moderação – o problema com as bebidas alcoólicas, principalmente a cerveja, é que são potencialmente diuréticas, fazendo com que a pessoa elimine mais líquidos do que ingere, o que leva à desidratação. Por isso, os médicos recomendam que a cada copo de bebida alcoólica se tome um de água. Assim, se pode neutralizar os efeitos negativos e a ressaca. Coma sempre alguma coisa enquanto bebe, para manter o nível de glicose no sangue e evitar o mal estar.
  • Descansar – Dormir pelo menos 7h por dia, se não for à noite, ao menos em alguns períodos ao longo do dia ou depois do almoço.

Dicas especiais para mulheres

– Usar roupas leves e confortáveis – no meio da multidão, se você quiser dançar e pular as roupas pesadas ou apertadas vão ser um incômodo, nada como sentir-se livre.

– Escolha sapatos confortáveis – se a previsão é ficar muitas horas de pé, sambando, esqueça os saltos altos. Além de machucar seus pés, você poderá ter problemas na coluna e mais tarde aparecerá a dor nas costas e dores nas pernas.

– Limpe a maquiagem à noite – se pretende usar maquiagem pesada, com glitter e opções carnavalescas, mais um motivo para não dormir com a maquiagem, que poderá fazer mal para sua pele e seus olhos.

– Hidrate os cabelos – eles são o ponto alto da preocupação das mulheres com a aparência. Se for brincar o Carnaval na orla marítima, no sol, à beira da piscina, use xampu e condicionador hidratantes e faça uma hidratação depois do Carnaval, para reparar os cabelos que ficarem ressecados. Sempre que possível, use chapéu.

Carnaval: depois da folia

Carnaval: depois da folia (Foto: Tuasaude)

Depois do carnaval

Quando acaba o Carnaval é hora de desintoxicar o organismo, além de eliminar o álcool ingerido. A alimentação deve fornecer os nutrientes perdidos, com um reforço através de vitaminas de frutas, leite, sucos de pepino e couve, legumes, saladas, ovos, sopas e carnes magras.

O fígado e os rins não devem ser sobrecarregados, para se recuperarem dos excessos do Carnaval, depois de algum tempo. Pelo menos durante um mês deve se evitar alimentos gordurosos, com muito sal, como linguiças, bacon, salsichas, carnes vermelhas, refrigerantes e bebidas alcoólicas.

Se surgirem sintomas ou alterações na região íntima, deve-se procurar o médico para investigar a presença de doença sexualmente transmissível.

Plano de saúde Vitória da Conquista – BA

Vitória da Conquista é uma cidade considerada grande possui uma população de cerca de 350 mil habitantes.

Para que todos esses possam ser cuidar é preciso ter acesso a um plano de saúde Vitória da Conquista, afinal depender apenas da saúde pública não vai garantir que você possa se cuidar.

Os moradores da cidade já sabem que realmente a alternativa para tratamentos e diagnósticos tem sido os planos particulares e cada vez mais tem aderido a essa opção.

Plano de saúde Vitória da Conquista - BA

Por que ter um plano de saúde em Vitória da Conquista

Você pode estar se perguntando o porquê o plano de saúde é tão necessário, mas olhando os números fica mais fácil de entender.

A cidade possui apenas 7 Unidades Básicas de Saúde e 1 hospital municipal, o Esaú Matos. Considerando a quantidade de habitantes, fica fácil entender que isso não é suficiente.

Por mais que existam outras unidades de saúde como os postos, ainda assim, fica faltando atendimento.

Já quem tem um plano de saúde Vitória da Conquista conta com muito mais opções de pontos de atendimento, como clínicas e laboratórios espalhados por toda a cidade.

Sem falar na possibilidade de escolher o local que prefere para atendimento e o médico com quem irá se consultar. Tudo fica muito mais simples e rápido com quem conta com esse tipo de serviço.

Operadoras de planos de saúde em Vitória da Conquista

Sabendo que ter um plano de saúde acaba sendo bem mais vantajoso por diversos motivos e que permite um melhor cuidado com a saúde é preciso optar por um.

É possível encontrar diversas opções na cidade, e para te ajudar a escolher separamos alguns deles.

SulAmérica

A SulAmérica saúde é uma boa opção para quem busca um atendimento completo. Ela possui planos com coberturas abrangentes que englobam atendimento ambulatorial, hospitalar e obstétrica.

Além disso, possui planos para todas as pessoa, tanto físicas como jurídicas, tendo um portfólio completo.

Quem busca por atendimento na cidade, pode contar com o Hospital São Vicente que fica localizado na Praça Hercílio Lima, 95, centro.

Amil

A Amil é outra operadora bastante completa que garante atendimento em todas as áreas e possui profissionais altamente qualificados.

É possível fazer consultas, realizar exames médicos, internações e cirurgias contando com os seus planos de saúde.

Na hora de busca atendimento, a rede credenciada é bastante ampla e disponibiliza várias opções. Entre elas a Casa de Saúde São Geraldo, na Rua Góes Calmon, 6, centro.

Plano de saúde Petrolina – PE

Petrolina é uma cidade que está em constante crescimento, porém, não são todos os serviços públicos que tem acompanhado o crescimento populacional.

Quem mora na cidade sabe que para conseguir um bom atendimento na área da saúde precisa contar com um plano de saúde Petrolina, caso contrário pode ter de esperar por meses.

Por isso, é preciso buscar por alternativas que atendam a todas as necessidades sem deixar que a saúde acabe comprometida.

Plano de saúde Petrolina - PE

Por que ter um plano de saúde em Petrolina

Para se ter uma ideia, segundo dados do IBGE, a cidade possui 141 estabelecimentos de saúde, sendo que apenas 65 deles são públicos.

Em relação aos leitos de internação, são apenas 51 públicos contra 209 particulares, deixando bem claro que quem possui um plano de saúde está muito melhor amparado.

E por mais que haja esforço da saúde pública, oferecendo Serviço de Atenção Domiciliar, Consultório na Rua, entre outros, eles ainda são insuficientes.

Já quem possui planos de saúde, consegue atendimento a qualquer momento, sem precisar enfrentar longas filas, e ainda garante mais qualidade.

Basta escolher o profissional pelo qual deseja ser atendido, marcar a consulta e conseguir todos os cuidados que precisa.

Operadoras de planos de saúde em Petrolina

Sabendo dessas vantagens, é preciso escolher um bom plano de saúde para lhe atender e que oferece tudo o que você espera.

Como existem algumas opções na cidade, separamos algumas para que possa conhece rum pouco.

Unimed

Ela é conhecida nacionalmente e já recebeu diversos prêmios pela qualidade dos serviços prestados.

Além do atendimento hospitalar e ambulatorial, conta com programa de orientação e prevenção à saúde, garantindo bem estar e qualidade de vida.

Quem busca por atendimento pode contar com Hospital Imaculado Conceição, localizado na Ra Joaquim Nabuco, 685, centro.

Bradesco Saúde

Outra opção de operadora de saúde na cidade é a Bradesco Saúde, porém, para que se possa fazer a adesão é preciso ter um plano empresarial.

Mesmo assim, que possui os ser sérvios conta com o que há de mais moderno em tecnologia e recursos avançados na área médica.

Um dos hospitais que atende ao plano é o Memorial Petrolina, localizado na Rua Tobias Barreto, 2, centro.

Amil

Outra operadora de atuação nacional que está presente na cidade, oferecendo cobertura completa para consultas exames e internações.

Os planos podem ser adquiridos tanto por pessoas físicas como jurídicas e são diversas opções, com abrangências diferenciadas.

Dentre a rede de atendimento está o hospital Neurocardio, localizado na Rua Tobias Barreto, 8, centro.

Plano de saúde Paulista – PE

Paulista é uma cidade que está localizada no litoral de Pernambuco e possui pouco mais de 300 mil habitantes. E para atender a toda essa população existem poucos hospitais e postos de saúdes públicos, o que muitas vezes faz com que não se consiga atendimento.

Mesmo eles estando distribuídos pela cidade em bairros como Maranguape II, Jardim Paulista Baixo, centro e Janga, ainda são inacessíveis para muitas pessoas.

Por isso, quem deseja ter um bom atendimento em saúde não pode contar apenas com essa opção.

Plano de saúde Paulista - PE

Por que ter um plano de saúde em Paulista

Uma boa alternativa para ter um bom serviço de saúde é poder contar com um plano de saúde em Paulista. Isso porque ele vai proporcionar uma série de benefícios como:

  • Disponibilizar mais locais de atendimento, uma vez que possui ampla rede credenciada
  • Garantir opção de escolha do profissional eu irá prestar atendimento, pois dentro da rede credenciada é possível escolher um médico de sua preferência
  • Possibilidade de ter acesso a um serviço completo de acordo com o plano contratado, abrangendo atendimento ambulatorial, hospitalar e obstetrícia
  • Diferentes opções de operadoras, dando a escolha ao beneficiário para optar pela que melhor atende as suas necessidades
  • Possibilidade de fazer a adesão de um plano de saúde pela modalidade individual, coletiva ou empresarial

Operadoras de planos de saúde em Paulista

Sabendo de todos esses benefícios é preciso fazer a adesão o quanto antes. Para ajudar na sua escolha separamos algumas operadoras de saúde que atende a cidade.

Amil

A Amil é uma operadora que atua em todo o país e também está presente na cidade de Paulista.

Ela conta com diferentes opções de planos, que atendem apenas alguns municípios ou planos mais abrangentes que possuem cobertura em todo o território nacional.

Independente da opção escolhida, o morador de Paulista poderá contar com uma boa rede de atendimento na cidade, que inclui, por exemplo o HOSPITAL NOSSA SENHORA DO PAULISTA que fica localizado na rua Dr. Claudio Jose Gueiros Leite, 1229.

SulAmérica

Oura grande operadora de saúde presente na cidade é a SulAmérica. Ela possui anos de tradição em ofertar planos de saúde com qualidade.

Os seus planos podem ser adquiridos na modalidade individual, coletivo ou empresarial, dando a opção de escolha para quem desejar fazer a adesão.

A sua rede de atendimento inclui boas referências como a Clínica Paulista que está localizada na Travessa da Mangueira, 705, no centro.