dcsimg

Tabela plano de saúde estudantil – Consulte preços

Veja os preços da tabela plano de saúde estudantil, que podem variar de acordo com o seu estado e faixa etária, e ficam entre R$ 69,90 e R$ 333.65. Descubra a diferença de valores por operadora de saúde.

A tabela plano de saúde estudantil é voltada para os estudantes que desejam cuidar bem de sua saúde, com um plano de assistência médica. Como os estudantes possuem idades variadas, na tabela completa, é possível encontrar informações para todas as faixas etárias.

Os estudantes mais novos são crianças e não possuem um poder de decisão sobre o plano de saúde que utilizarão, mas os seu pais podem fazer essa escolha.

Já os universitários e outros grupos de estudantes maiores de idades, podem adquirir o serviço, conforme a sua necessidade.

São muitas as operadoras que oferecem esse tipo de serviço, cada uma disponibiliza um tipo de cobertura, desde que cumpra com os requisitos mínimos da ANS.

Devido a essas variações, os valores do plano também oscilam, portanto, o ideal é fazer uma pesquisa para optar pelo mais adequado.

Tabela plano de saúde estudantil

Motivos para consultar a tabela plano de saúde estudantil

Saber o que o plano de saúde inclui é essencial para decidir por um serviço, entretanto, existe uma informação que possui um grande peso no momento da decisão: o valor.

Por isso, saber tudo o que o plano inclui é importante, mas saber o valor da mensalidade a ser paga também.

Por isso, veja alguns bons motivos para consultar a tabela plano de saúde estudantil.

  • Saber o valor dos planos de saúde e, dessa forma, programar o orçamento para não atrasar as faturas;
  • Comparar os valores de diferentes operadoras/planos e encontrar o que se encaixa melhor ao orçamento;
  • Saber que existe reajuste de acordo com a faixa etária e saber quando cada serviço passará por essa mudança;
  • Ter acesso aos valores de uma forma simplificada e fácil de entender.

Consulte a tabela plano de saúde estudantil

Se pretende ter um plano de saúde para estudante é bom consultar as tabelas de valores. Como são muitas operadoras e valores que variam por faixa etária, colocar todas aqui daria muito trabalho para localizar as informações.

Por conta disso, fizemos um resumo com sugestões de algumas operadoras e das faias etárias que possuem um maior número de pessoas estudantes.

Na nossa tabela poderá ter acesso a algumas dessas informações, porém, se deseja fazer uma consulta completa também é possível. Nesse caso, basta clicar no link correspondente ao seu estado para ser direcionado a outra página com tabela completas.

Veja alguns dos valores dos planos para estudantes e já comece a pensar no seu, mas lembre-se das regras de reajuste dos valores dos planos da ANS.

ESTADO OPERADORA FAIXA ETÁRIA VALOR
Amazonas Unimed Manaus 0 a 18 R$ 143.66
Amazonas Unimed Manaus 19 a 23 R$ 212.61
Bahia BOA SAÚDE 0 a 18 R$ 69,90
Bahia Unimed Manaus 19 a 23 R$ 80,21
Ceará  Unimed Fortaleza 0 a 18 R$ 162.93
Ceará  Unimed Fortaleza 19 a 23 R$ 187.35
Espírito Santo Vida Plan 0 a 18 R$ 158.84
Espírito Santo Vida Plan 19 a 23 R$ 204.75
Minas Gerais VITALLIS 0 a 18 R$ 140,63
Minas Gerais VITALLIS 19 a 23 R$ 167,36
Paraná EVANGÉLICO SAÚDE 0 a 18 R$ 139,06
Paraná EVANGÉLICO SAÚDE 19 a 23 R$ 155,75
Paraná Hospitalar 0 a 18 R$ 134.79
Paraná Hospitalar 19 a 23 R$ 184.34
Pernambuco Unimed Vale do São Francisco 0 a 18 R$ 210.15
Pernambuco Unimed Vale do São Francisco 19 a 23 R$ 255.39
Rio de Janeiro Unimed Rio Saúde 0 a 18 R$ 258.64
Rio de Janeiro Unimed Rio Saúde 19 a 23 R$ 333.65
Rio de Janeiro ASSIM SAÚDE 0 a 18 R$ 168,00
Rio de Janeiro ASSIM SAÚDE 19 a 23 R$ 218,40
Rio Grande do Norte Unimed Natal 0 a 18 R$ 164.31
Rio Grande do Norte Unimed Natal 19 a 23 R$ 193.87
Rio Grande do Norte Hapvida Saúde 0 a 18 R$ 143.29
Rio Grande do Norte Hapvida Saúde 19 a 23 R$ 185.79
São Paulo GREN LINE SAÚDE 0 a 18 R$ 149,63
São Paulo GREN LINE SAÚDE 19 a 23 R$ 187,06
São Paulo Unimed Santos 0 a 18 R$ 213.30
São Paulo Unimed Santos 19 a 23 R$ 245.29
Sergipe Unimed Sergipe 0 a 18 R$ 175.66
Sergipe Unimed Sergipe 19 a 23 R$ 210.43
Sergipe Plamed 0 a 18 R$ 117.47
Sergipe Plamed 19 a 23 R$ 135.09

Agora é só escolher o seu serviço de assistência médica, após consultar a tabela plano de saúde estudantil.

Plano de saúde Qualicorp

Quando se pensa em saúde de qualidade, principalmente no Brasil o que logo vem à mente são os planos de saúde. E para poder administrar esses planos é que existe a Qualicorp. Conheça as vantagens e tudo sobre o plano de saúde Qualicorp.

Plano de saúde Qualicorp

Sobre a Qualicorp

Fundada em 1997, a Qualicorp hoje já conseguiu conquistar o título de maior administradora de benefícios do país.  Para isso ela atua em Grupos de Afinidade e Categorias Profissionais e também no segmento Corporativo.

Para poder oferecer o que há de melhor para seus clientes, possui parceria com as maiores e melhores operadoras de plano de saúde, como Unimed, Bradesco Saúde, Amil, Golden Cross e muitas outras. Como se isso não fosse o bastante, ainda conta com orientações sobre saúde.

No site da Qualicorp é possível encontrar uma área inteira dedicada ao bem-estar com artigos que orientam, esclarecem dúvidas e incentivam aos hábitos saudáveis. Os temas são os mais diversos e separados por categorias, assim fica mais fácil encontrar o que se procura. Existe também um guia sobre primeiros socorros para se fazer download e saber como agir em casos de emergência.

Como a Qualicorp trabalha?

A Qualicorp é uma administradora de benefícios, termo criado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar em 2009 para designar as empresas especializadas em administrar benefícios para empresas e profissionais.

Quer saber quais são os melhores planos oferecidos? Veja como identificar o melhor plano de saúde para você.

O plano de saúde Qualicorp reúne profissionais de uma mesma categoria por meio de uma entidade de classe e os ajuda a encontrar o melhor plano de saúde. Feito isso ela será responsável por toda a administração do benefício representando os clientes junto às operadoras. O foco desse grupo são os planos coletivos por adesão, que são destinados a um grupo de pessoas de acordo com sua categoria profissional.

Para esses profissionais é excelente, pois não precisam se preocupar com a burocracia do benefício e também podem conseguir ótimos valores por se tratar de um grupo.

Para as empresas, a Qualicorp consegue o melhor custo-benefício, prestando consultoria para a contratação, implementação e gestão do plano de saúde. Nesse caso ela irá trabalhar com os planos de saúde empresariais.

Como funciona o plano de saúde Qualicorp coletivos por adesão?

A categoria de profissionais vinculados a uma entidade de classe pode contar com diversos benefícios proporcionados pelo plano de saúde Qualicorp. Para começar, ele possui parceria com as melhores operadoras de planos de saúde do país, podendo assim, oferecer o que há de melhor na medicina com profissionais de qualidade e centros de atendimento modernos.

Os planos contam com cobertura ampla de abrangência regional ou nacional, conforme a opção de escolha. Para conhecer melhor o plano, a Qualicorp oferece um manual exclusivo que explica sobre seu funcionamento.

Ainda possuem a opção de coparticipação, pois assim se paga uma mensalidade baixa e somente se houver a utilização de algum serviço o beneficiário irá contribuir com um valor de acordo com o procedimento realizado. O que chama mais a atenção é poder contar com os melhores planos de saúde Qualicorp com os melhores preços e condições.

São muitos os tipos de planos de saúde, mas para ficar mais fácil escolher, nós te ajudamos a definir o melhor plano para você.

Os planos coletivos são disponibilizados para profissionais liberais ou autônomos, servidores públicos, profissionais do comércio, indústria e serviços e estudantes.

Por que optar pelo plano de saúde Qualicorp para empresas?

A Qualicorp visa agregar valor ao RH das empresas oferecendo um serviço de consultoria em saúde, gestão dos processos operacionais e comunicação. Para isso ela irá identificar as necessidades de cada empresa e os problemas. Assim poderá desenhar estratégias para solucionar esses problemas ao mesmo tempo em que implanta as ações.

Ela apoia o RH nesse processo operacional e gera informações para monitoramento e tomada de decisões.

Como resultado, se tem uma melhor política de benefícios para atrair e reter colaboradores, além de aumentar e melhor a produtividade por conta da melhoria de qualidade de vidas dos trabalhadores com um plano de saúde Qualicorp. E isso tudo com equilíbrio entre custo e qualidade.

Qual a vantagem do plano de saúde Qualicorp para pessoa física?

Os clientes podem conseguir informações e orientações sobre seus planos e contar com o suporte da Qualicorp. Pelo site é possível encontrar toda a rede de atendimento disponível de acordo com o seu plano de saúde Qualicorp. Ou seja, os clientes usufruem maior facilidade e proteção adequada.

É possível ainda escolher opções de plano de saúde Qualicorp para profissionais das mais diversas categorias, podendo optar pelo melhor no seu caso.

Entre as opções estão plano de saúde Qualicorp para professores, plano de saúde Qualicorp para médicos, plano de saúde Qualicorp para administradores, entre muitos outros. É só escolher sua categoria e ver as diversas opções.

Não entende ainda por que ter um plano de saúde é fundamental? Descubra como vale a pena investir em um.

Como contratar um plano de saúde Qualicorp?

Você pode contratar um plano de saúde Qualicorp entrando em contato diretamente com a operadora.

Não deixe de aproveitar o plano de saúde Qualicorp para estudantes também, que é uma ótima opção para quem estuda e sabe que precisa estar com a saúde em dia.

Quais os tipos de planos de saúde da Qualicorp?

Plano de saúde para Profissional Liberal

Quem atua por conta própria é chamado de profissional liberal, e esse pode atuar com diferentes segmentos como vendas, produção, ensino e muitas outra áreas. A questão é que ele receber por sua produtividade e por isso não pode ser afastar do trabalho. Com o Plano de saúde para Profissional Liberal ele consegue se cuidar e evita que qualquer problema de saúde se torne um transtorno.

Além disso, pode realizar consultas e exames preventivos, deixando a sua saúde sempre em dia. Assim, seja qual for o trabalho realizado não precisará ser interrompido por uma simples gripe.

Plano de saúde para Geólogo

Um profissional pouco conhecido, mas que presta um serviço fundamental para que possamos conhecer melhor o nosso planeta e as mudanças dele é o geólogo. Porém, nem sempre ele recebe o seu devido valor, mas parte do reconhecimento do seu trabalho pode ser conseguido com um Plano de saúde para Geólogo.

Apesar do plano de saúde para Geólogo não estar diretamente ligado ao seu trabalho, vai permitir que ele se cuide e goze de boa saúde. Assim, terá boas condições de fazer pesquisas e prever as transformações da natureza e ajudar e descobrir novos componentes químicos.

Plano de saúde para Marinheiro

Esse profissional é responsável por proteger o país e para isso passa por um rígido treinamento e tem um trabalho intenso. Para conseguir resistir a tudo isso, precisa contar com um Plano de saúde para Marinheiro para que tem um acompanhamento médico.

Será que existem planos de saúde bom e barato? Descubra aqui!

Quando ele passa muito tempo em alto mar, ao retornar para terra firme, precisa ainda mais de atenção médica. Por isso, mercê toda a atenção dos profissionais de saúde pelo trabalho que realiza em prol de toda a população.

Plano de saúde para Aeroviário

Apesar da profissão não ser muito conhecida, ela é fundamental para que o serviço terrestre de empresas aéreas possam acontecer. E cuida da movimentação de cargas, manutenção e muitos outros exige esforços físicos, que podem resultar em lesões. O Plano de saúde Aeroviário ajuda no tratamento desses problemas e faz com que em pouco tempo se esteja recuperado para voltar ao trabalho.

Assim, mesmo estando em terra, é possível se manter sempre saudável com o plano de saúde Aeroviário e ver o resultado do seu trabalha alçar voo.

Plano de saúde para taxista

Passar o dia todo dirigindo e levando passageiros de uma lado para outro, pode acabar exigindo mais do corpo do que se imagina. O resultado podem ser fortes dores devido a problemas na coluna por passar o dia todo em uma posição inadequada. E para se tratar nada melhor do que um plano de saúde para taxista.

Com um plano de saúde para taxista é possível ir ao médico e resolver de vez esse problema, tomando medicamentos e realizando um tratamento adequado. Assim, será possível transportar os passageiros para diversos pontos da cidade e ao final do dia ainda estar bem disposto.

Plano de saúde para caminhoneiro

Quem está sempre na estrada está sujeito a sofrer acidentes, e para garantir um ótimo atendimento nesses casos é preciso contar com um Plano de saúde para caminhoneiro. Dessa forma, além de garantir cuidados na hora de uma emergência também pode ter acesso a cuidados preventivos.

Tem medo de pagar muito em um plano de saúde? Veja quanto fica, em média, um plano e aproveite os benefícios!

Por isso, se quer rodar pelas estradas, sem ter nenhuma preocupação extra com a saúde, é preciso ter um plano de saúde para caminhoneiro.

Plano de saúde para arquiteto

Os arquitetos estão sempre empenhados em construir belas casas e empreendimentos, porém, o contanto constantes com certos materiais podem causar danos à saúde. Por isso, o plano de saúde para arquiteto é bastante indicado para garantir acesso a excelentes profissionais de saúde.

Dessa forma, é possível realizar consultas e exames evitando que se contraia alguma doença e tudo rapidamente, com um plano de saúde para arquiteto. Assim, estando sempre saudável e possível garantir belas construções.

Plano de saúde para Biólogo

Os biólogos podem atuar em diversas áreas, e muitas vezes acabam analisando plantas e animais, o que aumenta o risco de adquirem uma doenças. Para que possam realizar as suas atividades sem preocupação, podem contar com um plano de saúde para Biólogo.

Ao fazer isso, mesmo que tenham contato com possíveis parasitas ou outros transmissores de doenças, terão um sistema imunológico resistente devido aos cuidados preventivos com a saúde por causa do plano de saúde para Biólogo. Dessa forma, a preocupação para realizar as suas atividades será mínima e ainda poderão contribuir para muitas descobertas.

Plano de saúde para Profissional de Processamento de Dados

A área de Ti é fundamental em qualquer empresa privada ou pública, pois a maior parte de funcionamento delas depende de sistemas. Quem cuida do processamento de dados desenvolve os softwares e aplicados que serão usados no dia a dia e por isso esse profissional precisa estar sempre presente. Para que ele não se afaste por problemas de saúde, é preciso contar com um Plano de saúde para profissional de Processamento de Dados.

Dessa forma poderão ser realizadas consultas e exames preventivos com o plano de saúde para Profissional de Processamento de Dados, evitando o afastamento do trabalho por doença. Isso não apenas será positivo para quem desenvolve o trabalho, mas para toda a organização, assim o sistema não entra em colapso.

Quer saber como fazer a contratação de um plano de saúde? Siga as nossas dicas!

Qual o valor do plano de saúde Qualicorp?

Para saber o valor do plano de saúde Qualicorp, você precisa fazer uma cotação. Para isso, entre em contato com a empresa e simule diretamente por lá. Aproveite os preços e condições de pagamento, coberturas, serviços, opções diversificadas de planos e um manual exclusivo da empresa.

O plano de saúde Qualicorp é bom?

Para saber se o plano de saúde da Qualicorp é bom, faça uma pesquisa online. São muitos os sites com informações e experiências de usuários do plano. Neles você encontra as experiências positivas e negativas de cada usuário e poderá ver como a empresa reagiu.

Por exemplo, no site do Reclame Aqui, a seguradora recebeu uma nota de 5.15 pelos usuários reclamantes no site. Ou seja, dentro do período de 01/07/2016 a 30/06/2017, ela teve 3392 reclamações, respondendo a 3216 delas. Desses, 1189 avaliaram seus serviços e ela ficou com índice de solução de 70.7%. Como resultado, alcançou um ranking pelo site de “Regular”.

Nesse site é possível ainda conferir quais foram as reclamações e como a empresa retornou a cada usuário. Além dos sites, você também pode solicitar informações de pessoas conhecidas que já utilizaram seus serviços. Assim, poderá tirar suas próprias conclusões.

*Este texto é de conteúdo editorial e não garante a comercialização deste produto nesse site.

Tabela de preços de plano de saúde familiar

Consulte no PlanodeSaude.net os valores da tabela de preços de plano de saúde familiar conforme o seu estado para escolher o melhor plano para você e sua família. Fizemos uma pesquisa e coletamos os melhores preços de plano de saúde familiar.

A tabela de preços de plano de saúde familiar é indicada para quem deseja consultar os valores dos planos para mais de um membro da família. Nesse caso, se contratar o serviço para um titular e inclui como dependentes os filhos e cônjuge.

Existem regras que podem ser diferentes de uma operadora para outra, mas no geral, o funcionamento é o mesmo, assim como os membros que podem ser incluídos como dependentes.

Essa é uma opção para quem deseja garantir todos os cuidados com a saúde para mais de uma pessoa da família. Tanto que essa modalidade é bem procurada nas operadoras.

Tabela de preços de plano de saúde familiar

Quais os benefícios de ter um plano de saúde familiar?

O plano familiar tem se mostrado mais vantajoso em relação ao individual. Os motivos são vários, veja alguns:

  • Valores menores do que os praticados pelos planos de saúde individual;
  • Possibilidade de disponibilizar os mesmos cuidados com a saúde para todos os membros;
  • Facilidade para organizar os pagamentos, uma vez que há uma fatura única;
  • Possibilidade de escolha entre diferentes coberturas disponibilizadas pela operadora;
  • A contratação do plano familiar pode ser feita na modalidade de pessoa física, empresarial ou coletivo conforme disponibilidade;
  • Atende as exigências da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) com as coberturas mínimas do rol oferecidas.

Como consultar a tabela de preços de plano de saúde familiar?

Separamos uma tabela resumida apenas para que possam ter uma noção dos valores praticados.

Vale lembrar que o plano familiar é formado pelo titular e dependentes, assim, cada um terá um valor correspondente a um plano, de acordo com a faixa etária.

Nesse exemplo, separamos, considerando um adulto e uma criança de determinadas idades. Porém, se deseja ver a tabela de preços de plano de saúde familiar completa, basta clicar no link correspondente ao seu estado.

Além da operadora citada como exemplo, é possível encontrar outras e, assim, decidir pela que melhor lhe atende.

Consideramos apenas os plano para pessoa física, entretanto, é possível ter uma plano familiar por meio da sua empresa.

ESTADO OPERADORA FAIXA ETÁRIA VALOR
Amazonas Unimed Manaus 0 a 18 R$ 143.66
Amazonas Unimed Manaus 29 a 33 R$ 369.21
Ceará  Unimed Fortaleza 0 a 18 R$ 103.1
Ceará  Unimed Fortaleza 29 a 33 R$ 156.84
Minas Gerais VITALLIS 0 a 18 R$ 133,60
Minas Gerais VITALLIS 29 a 33 R$ 204,78
Paraná EVANGÉLICO SAÚDE 0 a 18 R$ 139,06
Paraná EVANGÉLICO SAÚDE 29 a 33 R$ 205,98
Paraná Hospitalar 0 a 18 R$ 134.79
Paraná Hospitalar 29 a 33 R$ 247.84
Pernambuco Unimed Vale do São Francisco 0 a 18 R$ 210.15
Pernambuco Unimed Vale do São Francisco 29 a 33 R$ 389.33
Rio de Janeiro Unimed Rio Saúde 0 a 18 R$ 258.64
Rio de Janeiro Unimed Rio Saúde 29 a 33 R$ 389.17
Rio de Janeiro Ônix Saúde 0 a 18 R$ 76.20
Rio de Janeiro Ônix Saúde 29 a 33 R$ 103.22
Rio Grande do Norte Unimed Natal 0 a 18 R$ 147.22
Rio Grande do Norte Unimed Natal 29 a 33 R$ 237.80
São Paulo GREN LINE SAÚDE 0 a 18 R$ 159,41
São Paulo GREN LINE SAÚDE 29 a 33 R$ 252,06
São Paulo Unimed Santos 0 a 18 R$ 213.49
São Paulo Unimed Santos 29 a 33 R$ 324.49
Sergipe Unimed Sergipe 0 a 18 R$ 175.66
Sergipe Unimed Sergipe 29 a 33 R$ 319.85

Cuidado com a propaganda de alimentos saudáveis

Nossas escolhas na hora de comprar alimentos são muitas vezes determinadas pela aparência das embalagens e o marketing do produto. O que é realmente saudável?

Quando vamos às compras de supermercado, ficamos em meio a milhares de produtos nas prateleiras destinadas a alimentos. Elas já estão dispostas da maneira que você escolha o produto, às vezes apenas julgando por uma embalagem melhor e mais atraente.

Os fabricantes se esforçam para que os seus produtos sejam atrativos na gôndola, descrevem o sabor excepcional que eles têm e colocam no pacote as mil maravilhas que eles proporcionam. As embalagens vistosas  explicam suas virtudes ou mesmo atraentes e inspiradores anúncios publicitários.

Atualmente, todos querem parecer o mais saudável, porque esse é um elemento que conta muito para grande parcela de consumidores. Além de se afirmarem saudáveis, todos querem ser a melhor escolha, possuindo algo que os outros não têm. Cada vez que colocamos um produto no carrinho, estamos decidindo por uma marca e rejeitando todo o marketing das outras. Além disso, temos que decidir também entre a diversidade de tipos criados dentro da mesma marca, o que também é obra do marketing, para fazer com que o consumidor tente novas experiências.

Na verdade, o produto real, que está por trás da embalagem vistosa e atraente muitas vezes é igual aos outros. O que acontece é que o fabricante exagerou suas vantagens e se não há regulamentação legal, os defeitos e problemas são escondidos. São muitos os truques para nos convencer a comprar, entre os produtos que consumimos iludidos com o apelo de saudável, alguns podem ser comentados:

Iogurtes desnatados

Iogurtes desnatados

Iogurtes desnatados, com vários sabores exóticos estão em uma variedade enorme nas geladeiras dos supermercados. A propaganda e embalagem tentam nos convencer de que são mais saudáveis do que a versão integral, por tem menos calorias e menor teor de gordura.

Realidade

Iogurtes desnatados têm açúcar. A gordura do leite não precisa ser uma preocupação, ainda mais na pequena quantidade contida em um iogurte. Os iogurtes integrais contribuem para a nutrição, são eficazes como fontes de cálcio e contribuem para a saciedade. Na hora de escolher, o iogurte sem açúcar é melhor do que o desnatado, então a melhor opção é o iogurte natural integral.

Biscoitos sem açúcar

Os adoçantes passaram a ser usados ultimamente como a salvação para quem não quer consumir açúcar. Assim, em vez do alto teor de açúcar existente em muitos produtos, o adoçante passou a ser, enganosamente, a opção saudável.

Realidade

Os biscoitos e bolos continuam a ser fabricados com farinhas refinadas e gorduras pouco recomendáveis. Os adoçantes, além disso, não são calóricos, mas têm seus efeitos adversos. Eles afetam a microbiota intestinal e mantém o nosso hábito de elevado nível de doçura, a que já estamos acostumados.

Ao invés do biscoito sem açúcar, a melhor opção é uma boa torrada integral, acompanhada de geleia ou mel de qualidade. Aumentar o consumo de frutas frescas, castanhas e pães integrais faz diminuir a compulsão por bolos e biscoitos.

Presunto magro e presunto de peru

Presunto magro e presunto de peru

Os presuntos, gordos ou magros, são classificados pela OMS como carnes processadas que devemos reduzir em nossa alimentação. O peito de peru é apresentando como um bom alimento para o café da manhã ou lanche, aparentemente leve e saudável.

Realidade

Muitos presuntos de peru ou magros tem muito pouca carne e muito amido, fécula, aditivos, açúcar e água. A carne natural do frango ou peru, não processada, assada ou grelhada, pode ser preparada e consumida em lanches, substituindo o presunto. Como opção vantajosa, o “hummus” de grão de bico e o tofu, de soja, podem ser consumidos em substituição ao presunto, com vantagem.

Cereais matinais

Atualmente muito direcionados para o público feminino, por prometerem a perda de peso. A maioria dos cereais matinais é rica em açúcar, com um percentual de 15% a 20%, e menor quantidade de cereais integrais.

Realidade

A melhor escolha são os cereais integrais sem açúcar, como por exemplo, os flocos de aveia ou cereais torrados sem açúcar. Além disso, para o café da manhã as melhores opções são frutas frescas, castanhas, frutas desidratadas, apesar de perderem no quesito embalagem. Os produtos pouco processados, em sua maioria, não investem em etiqueta e embalagem.

Adoçantes

Adoçantes

Se quisermos diminuir a quantidade de açúcar na dieta talvez um produto adoçado artificialmente seja uma opção a ser considerada. Mas os produtos não são saudáveis simplesmente por serem sem açúcar ou diet.

Realidade

Estudos estão demonstrando que o uso de adoçantes faz com que menor quantidade de calorias seja ingerida em uma refeição, mas que isso será compensado mais tarde, porque haverá mais fome e a quantidade ingerida aumentará. Uma pesquisa recente realizada em Cingapura demonstrou que os consumidores de adoçante compensam a economia de calorias realizada comendo mais nas refeições seguintes. Ao final do dia, a influência na ingestão de calorias, usando adoçante, é mínima.

Os adoçantes estão ligados à obesidade, mas o seu efeito é mais complexo do que uma simples questão de calorias. Se a preocupação de uma dieta estiver reduzida a uma questão de calorias são esquecidos outros fatores importantes para o nosso organismo. Atualmente, por exemplo, está sendo demonstrado o efeito dos adoçantes sobre a flora intestinal.

Leite desnatado

Investigações recentes também estão demonstrando que laticínios desnatados não são opção tão saudável quanto se acreditava, reforçando a ideia de que devemos prestar atenção na qualidade de nossa alimentação, independente dos rótulos de que um alimento é saudável ou não, se engorda ou não. Matérias primas de qualidade, apesar de não possuírem um rótulo com informações nutricionais, muitas vezes são mais saudáveis.

Realidade

Ao contrário da opinião de que é mais saudável consumir leite e queijos desnatados, um estudo publicado no Scandinavian Journal of Primary Health Care concluiu que o consumo de lácteos ricos em gordura está relacionado a um risco menor de desenvolver obesidade. Uma explicação para essa descoberta é que os produtos integrais saciam mais e que os ácidos graxos dos laticínios tem efeito na regulação do peso.

Leite de soja

Leite de soja

Deixar de tomar leite de vaca pode limitar a ingestão de cálcio e de vitaminas A, D, E e B. Desde que não haja alergia ou intolerância à lactose, o leite de vaca é opção mais saudável do que outros tipos de leite, como o de soja, por exemplo. Dificilmente o leite de vaca consegue ser substituído como produto de riqueza nutricional.

Produtos sem glúten

Os adeptos do antiglúten crescem cada vez mais, muito por motivo de estar na moda e não por motivos de saúde. Nos Estados Unidos, já um total de um terço da população aderiu à dieta sem glúten e o mesmo pode estar acontecendo no Brasil, se prestarmos atenção à quantidade de rótulos que asseguram que não há glúten na composição do produto.

Realidade

Não se pode fazer uma modificação dietética de grande alcance por conta própria e sem consultar um médico. O Dr. Camilo Silva, da Universidade de Navarra (Espanha) assegura que a dieta pode sem glúten pode levar à maior ingestão de carnes e queijos, mas também pode se traduzir num aumento da diabetes, se o consumo de açúcar aumentar para compensar a ausência do glúten. Além de ser mais cara, a dieta antiglúten leva a uma menor ingestão associada de vitaminas e ferro.

Preço de planos de saúde 2017

Para que possa saber o preço de planos de saúde 2017 separamos alguns para você. Eles podem variar de R$ 80 a R$ 300 ou até mais, conforme o perfil do beneficiário. Assim poderá se informar dos valores que estão sendo praticados pelas operadoras de saúde e quais planos oferecem um bom custo-benefício. Lembrando que o custo pode variar de acordo com alguns fatores.

Não existe um valor fixo quando se fala de modo geral, isso porque a faixa etária, assim como o plano escolhido tem um preço que muda. Sendo assim, é normal uma pessoa de 20 anos pagar mais barato que uma de 50.

Preço de planos de saúde 2017

Como saber o preço de planos de saúde 2017?

A melhor maneira de ter acesso a essa informação é solicitando uma cotação personalizada, dessa forma saberá o valor praticado para o seu caso.

Porém, é possível acessar também as tabelas completas das operadoras que saúde que separamos, nesse caso será preciso clicar no estado que está buscando e depois na tabela da operadora correspondente.

Os links para elas deixaremos logo a seguir, na tabela com os valores que selecionamos.

Como funciona essa preço de planos de saúde 2017 a seguir?

A tabele foi montada para que você possa te uma noção dos preços praticados e assim se organizar financeiramente para ter um serviço de assistência médica.

  • Durante a nossa pesquisa consideramos alguns critérios:
  • Os valores apresentados são uns dos mais baixos encontrados em cada estado
  • Optamos por trabalhar com a faixa de 0 a 18 anos, isso significa que para as demais faixas os valores mudam
  • Selecionamos o plano de menor valor ofertado pela operadora apresentada
  • Fizemos a divisão entre pessoa física e jurídica para não gerar confusões

Preços planos de saúde para pessoas físicas 2017

ESTADO OPERADORA PLANO VALOR
Amazonas Unimed Manaus Municipal QC R$ 129,30
Bahia Hapvida Nosso Plano QC R$ 169,41
Ceará HapVida Nosso Plano QC R$ 117,54
Espírito Santo Med Sênior Sam I QC | Casal R$ 349,78
Minas Gerais VITALLIS PRATA R$ 98,85
Paraná EVANGÉLICO SAÚDE PERSONAL STANDARD COP R$ 89,87
Pernambuco HGU Saúde Copart 40% QC R$ 97,74
Rio de Janeiro Ônix Saúde Maxi Ambulatorial QC R$ 81,50
Rio Grande do Norte Hapvida Saúde Nosso Plano QC R$ 123,91
São Paulo MEDICAL HEALTH IND 200 R$ 111,36
Sergipe Unimed Sergipe Cidade Básico QC R$ 135,68

 

Preços planos de saúde para empresas 2017

ESTADO OPERADORA PLANO VALOR
Acre Bradesco TNE R$ 163,47
Alagoas SulAmérica Enfermaria R$ 153,73
Amapá Bradesco FLEX R$ 153,52
Amazonas Bradesco FLEX R$ 160,39
Bahia Central Nacional Unimed Enfermaria (E) R$ 137,18
Ceará Bradesco FLEX R$ 153,35
Distrito Federal Amil AMIL 200 REGIONAL R$ 158,59
Espírito Santo SulAmérica Enfermaria R$ 169,65
Goiás SulAmérica Enfermaria R$ 152,63
Maranhão Bradesco FLEX R$ 193,94
Mato Grosso SulAmérica EXATO R$ 220,00
Mato Drosso do Sul SulAmérica EXATO R$ 220,00
Minas Gerais Bradesco Perfil 1E CA R$ 175,98
Pará Bradesco FLEX R$ 153,52
Paraíba Bradesco FLEX R$ 153,35
Paraná ONE HEALTH LT3 R$ 278,33
Piauí Bradesco FLEX R$ 153,35
Rio de Janeiro ASSIM SAÚDE CLÁSSICO R$ 109,00
Rio Grande do Norte Bradesco FLEX R$ 153,35
Rio Grande do Sul Amil Amil 400 R$ 183,38
Rondônia Bradesco FLEX R$ 153,52
Santa Catarina Bradesco FLEX R$ 156,94
São Paulo Bradesco FLEX R$ 162,03

Plano de saúde Prevent Senior

Conheça as vantagens e outras informações do plano de saúde Prevent Senior e anote dicas úteis.

A Prevent Senior é especializada no atendimento de saúde de pessoas idosas e trabalha com medicina preventiva e programas de saúde que visam prolongar a vida de seus pacientes, proporcionando a eles melhor qualidade de vida.

Plano de saúde Prevent Senior

Além de rede credenciada, possui uma rede própria, que conta com hospitais, núcleos específicos para diversas doenças, centros de diagnósticos, pronto socorro, entre outros.

Sobre o plano de saúde Prevent Senior

É uma das poucas operadoras de planos de saúde no país voltada ao público idoso, que oferece um atendimento especializado para essa faixa etária.

Conta com uma rede de atendimento adaptada para atender as pessoas da 3ª idade, que inclui as mais diversas especialidades médicas.

No site é possível conseguir acesso a um guia médico completo, que inclui toda a sua rede de atendimento do plano de saúde para idosos.

Quem precisa de uma 2ª via do boleto pode conseguir isso acessando essa opção no site e informando os dados solicitados.

Tipos de plano de saúde Prevent Senior

Os planos individuais são divididos em três categorias para que possam atender a diferentes necessidades, sedo eles: Prevent Senior 500 Enfermaria, Prevent Senior 500 Apartamento e Safira Referencial Enfermaria.

A área de abrangência geográfica pode variar entre São Paulo, Santo André, São Bernardo do Campo e Santos, de acordo com o plano escolhido.

Ele também conta com preços de acordo com a faixa etária e assim você paga o correspondente a sua idade. Suas faixas se dividem em até 53 anos, 54 a 58 anos e a partir de 59 anos.

Os seus planos possuem carência, por isso, ao fazer a adesão é preciso verificar quais são elas, antes de utilizá-lo.

Como contratar o plano de saúde Prevent Senior

Quem se encaixa no público da Prevent Senior e tem interesse em cuidar bem da saúde, precisa ter mais informações para que possa solicitar o seu plano. Basta entrar em contato com a empresa e receber informações mais detalhadas sobre cada um deles para fazer a sua escolha.

O Plano de saúde Prevent Senior é bom?

Agora que você já conhece tudo o que o plano de saúde da Prevent Senior, verifique se esse é um bom plano para você. Primeiramente, considere o que você julga ser necessário e importante em um plano de saúde. Depois de fazer uma lista de coberturas e serviços que você mais precisa, veja se a operadora oferece o que você precisa.

No caso de não ter todas as coberturas dentro de um determinado plano, considere solicitar a inclusão de coberturas extras. Sabendo das coberturas que fazem parte do seu plano e o valor total, verifique também os serviços oferecidos. Lembre-se de que é fundamental conhecer tudo o que tem direito ao contratar o plano de saúde da Prevent Senior. Dessa forma, você não será surpreendido, negativamente, em uma ocasião futura, já que terá acesso a todas as informações do seu plano.

Se ficar qualquer dúvida, esclarece com o seu corretor antes de assinar o contrato. Além disso, você também pode conhecer a atuação da operadora antes de assinar o contrato. Existem sites que registram a opinião e reclamação de usuários de várias empresas.

Um deles é o Reclame Aqui, que classifica as empresas dentro do histórico de reclamações em um ano. Veja o exemplo da Prevent Senior, pois ela é uma empresa que, de 01/07/2016 até 30/06/2017, ficou classificada como “Bom”. Ela recebeu, no período, 1240 reclamações, retornando a 1160 delas, dentro de 8 dias e 4 horas cada.

Nas avaliações que os usuários do plano fizeram, ela ficou com nota de 5.8, onde 77.4% foi o seu índice de solução e 73.4% voltariam a fazer negócio com a empresa. Depois de analisar todos esses pontos, fica mais fácil de saber se o plano de saúde Prevent Senior é bom.

*Este texto é de conteúdo editorial e não garante a comercialização deste produto nesse site.

Santa Helena Saúde

Conheça um pouco da história do Santa Helena Saúde e as vantagens oferecidas pelo plano de saúde.

A Santa Helena Saúde foi criada em junho de 1980 para ser uma empresa de saúde capaz de oferecer um serviço de alta qualidade com um atendimento humanizado. E isso tem sido conseguido devido ao alto grau de formação de seus profissionais tanto do corpo clinico como administrativo e pelos modernos recursos tecnológicos que utiliza.

Como saber qual é o melhor plano de saúde? Anote nossas dicas e saiba como definir o melhor para você.

Santa Helena Saúde

Ela é composta por centro de diagnostico que utiliza o que há de mais modernos em tecnologia, laboratório moderno e cerca de 800 médicos a disposição.

Hoje ela está presente região do ABCDMR e conta com mais de 300 mil beneficiários e 3.500 empresas como clientes.

Vantagens do plano Santa Helena Saúde

A santa Helena comercializa tanto planos individuais como para empresas, assim ela consegue atender a todos que tem interesse nos seus planos. Além disso, ela conta com uma séria de vantagens:

EMD – Emergência Médica Domiciliar: com esse serviço é possível que uma ambulância UTI vá até você para auxiliar nos casos de urgência. Essa conta com uma equipe de profissionais que prestam todo o socorro necessário até a chegada ao hospital.

Atendimento telefônico: por meio do telefone é possível conseguir orientações e obter informações, conseguindo esclarecer as suas dúvidas sobre os primeiros socorros.

Para as empresas conta com um atendimento exclusivo aos profissionais do RH. Ainda garante o acompanhamento por meio de relatórios mensais que permitem acompanhar a utilização por parte dos funcionários entre outras informações.

Existe uma ampla rede de atendimento em toda a região e ainda centro próprio de atendimento o que garantem mais qualidade ao serviço de saúde.

Os beneficiários têm a comodidade de agendar as suas consultas online, assim economizam tempo e ainda escolhem a melhor data para serem atendidos.

Aproveite as nossas dicas e saiba como contratar um plano de saúde.

Tipos de plano Santa Helena Saúde

Para quem deseja contratar um plano de saúde vai encontrar diversas opções, sendo que todas elas incluem os procedimentos exigidos pela ANS e atendimento regional.

Plano individual/familiar: atualmente são 3 planos comercializados que contemplam diferentes coberturas. É possível escolher entre um plano com atendimento referência, ambulatorial e hospitalar com obstetrícia.

Plano empresa: para as empresas já existem mais opções de planos para conseguir atender as que possuam os mais diferentes portes. É possível também optar por planos com atendimento referência, ambulatorial e hospitalar com obstetrícia. Um diferencial é que é possível também contratar o plano odontológico, dessa forma é possível receber todos os cuidados necessários com a saúde bucal e garantir um belo sorriso.

Como contratar o plano Santa Helena Saúde

Para quem tem interesse em ter um plano da Santa Helena Saúde pode receber mais informações sobre ele acessando o site da empresa e solicitando uma cotação. 

Após escolher o plano e aderir a ele será possível cuidar bem da sua saúde tendo a certeza de que se tem acesso a um serviço de qualidade com profissionais bem preparados e que se preocupam com os pacientes.

Santa Helena Saúde é um bom plano?

Depois de conhecer as vantagens do Santa Helena Saúde, para ter certeza se é ou não uma boa opção a sua contratação, você pode conhecer a sua atuação. Para isso, conte com as experiências de quem é beneficiário do plano de saúde Santa Helena Saúde. Se você não conhece ninguém que tenha ou já utilizou o plano, pode fazer uma busca online.

Quer saber quanto custa um plano de saúde? Preparamos um artigo com uma média. Veja!

Sites como o Reclame Aqui, mostram como a empresa atua, na prática. No caso desse site, ele registra as reclamações dos usuários e classifica a empresa. Por exemplo, no período de 01/06/2016 a 31/05/2017, a Santa Helena Saúde alcançou uma classificação de “Bom” pelo site.

Isso porque teve uma boa atuação, recebendo 921 reclamações e retornando a 100% delas em até um dia e três horas. Desses registros, 336 usuários avaliaram a empresa, somando a nota de 5.51. No total, a operadora recebeu um índice de solução de 69%, onde 64,3% voltariam a fazer negócios.

Pelo site do Reclame Aqui você também pode ler quais foram as reclamações registradas. Assim, poderá saber como a Santa Helena Saúde atua e ver se é recomendada ou não para você. E se tiver qualquer dúvida, basta entrar em contato com ela e solucioná-las.

*Este texto é de conteúdo editorial e não garante a comercialização deste produto nesse site.

Cuidado com inibidores de apetite!

Por trás das promessas de emagrecimento dos inibidores de apetite, recentemente liberados pelo Congresso Nacional, está um risco para sua saúde que precisa ser avaliado.

O Senado e a Câmara aprovaram a lei que liberou a produção, comercialização e consumo de inibidores de apetite, compostos a partir da anfepramona, femproporex e mazindol, além da sibutramina. O texto inclui a obrigatoriedade de que os medicamentos para emagrecimento devem fazer parte da classificação tarja preta e devem ser somente vendidos com a retenção de receita de cor azul.

Na avaliação dos parlamentares que aprovaram a lei, a proibição da produção e da comercialização dos inibidores do apetite prejudica milhares de pacientes que necessitam de tratamento para a obesidade, além de estimular a provável ampliação do mercado negro dessas substâncias.

Essas substâncias, anfetaminas inibidoras de apetite, já foram usadas no Brasil por décadas, provocando inúmeros problemas com efeitos colaterais até serem proibidas pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), em 2011.

Cuidado com inibidores de apetite!

Antes da proibição, o Brasil chegou a ser campeão mundial em vendas do femproporex. O problema é que esses inibidores do apetite eram receitados por profissionais que não estão preparados para lidar com seus efeitos colaterais, como ginecologistas, ortopedistas, clínicos gerais ou dermatologistas. O médico que poderia receitar esse tipo de medicamento, a rigor, é apenas o endocrinologista.

Quando a Anvisa tomou a decisão de proibir essas substâncias inibidoras do apetite, já existia a conclusão de eram drogas que não haviam demonstrado serem realmente eficazes e que a perda de peso que elas proporcionavam não acontecia para todos os pacientes. Esses efeitos não se mostravam compensadores para o risco dos problemas indesejáveis que causavam. Além disso, depois do emagrecimento, os pacientes engordavam novamente. Médicos sem ética prescreviam fórmulas, buscando efeitos rápidos, com altas doses associadas a hormônios para tireoide, diuréticos, laxantes, calmantes e protetores gástricos, numa mistura perigosa.

A proibição é mundial

Já há algum tempo as três substâncias foram proibidas no mercado farmacêutico de outros países, em que o controle é rigoroso. O mazindol foi proibido nos Estados Unidos e Europa em 1999. A anfepramona é proibida na Europa e o femproporex é proibido na Comunidade Europeia, desde 1999 e nunca foi aprovado nos Estados Unidos.

Diante desses fatos, será que a Anvisa, ao proibir em 2011, estava errada? Quais seriam os argumentos que fazem com que uma parcela de médicos seja contra a proibição?

É o caso, por exemplo, da Sociedade Brasileira de Endocrinologia. Algumas razões são de que a obesidade precisa ser tratada e há poucos recursos, sendo que essas drogas são baratas e acessíveis para a população de baixa renda. O uso seria seguro quando prescrito por médicos preparados e sem que sejam associadas a outros medicamentos ou usadas em doses elevadas.

A proibição é mundial

Proibir ou liberar?

Os médicos não chegaram a um consenso, profissionais da área de saúde debateram a questão e ela sempre se mostrou muito complexa. Entretanto, essa decisão precisa ser tomada por médicos da área, mediante a análise de comprovações científicas dos resultados e efeitos colaterais, que possam justificar a proibição ou liberação dos medicamentos. O Dr. Drauzio Varella afirma que, com certeza, não há nenhum preparo entre senadores e deputados para julgar assuntos médicos. A liberação não pode ser feita por lei, somente pode ser decidida pela Anvisa, o órgão competente.

Sem dúvida, há muitas questões urgentes na saúde pública que deveria atrair os esforços dos parlamentares, como a falta de remédios para muitas doenças e as carências no atendimento dos pacientes do SUS. A liberação de drogas que já haviam sido proibidas desautorizou a Anvisa, que é a encarregada oficial de avaliar a segurança e a qualidade dos medicamentos e na qual todos precisam confiar.

O caso da sibutramina, que leva ao derrame e enfarte

O caso da sibutramina, que leva ao derrame e enfarte

A sibutramina, agora liberada para comercialização, mediante receita especial, é um inibidor do apetite e pode, em alguns casos, ajudar a emagrecer. Ela age pela recaptação da serotonina e noradrenalina. O uso excessivo ou por pacientes mais sensíveis, aumenta o risco de doenças cardíacas. Seus efeitos colaterais são graves e podem não compensar o seu resultado no emagrecimento.

Efeitos colaterais da sibutramina:

– Pressão alta e palpitações;

– Boca seca e alterações do paladar;

– Delírios;

– Dor de cabeça;

– Derrame e infarto

– Reações alérgicas em quem toma antidepressivos, xaropes para tosse, medicamentos para enxaqueca ou compostos de lítio e descongestionantes nasais.

– Reações graves em caso de doenças cardíacas, epilepsia, glaucoma ou depressão.

Esses efeitos podem levar à morte e essa foi a razão pela qual a substância foi proibida na Europa. Nos Estados Unidos, a FDA (Agência Federal para Alimentos e Medicamentos, em inglês) também alerta para o risco que a sibutramina representa para quem tem problemas cardíacos. O Laboratório Abbott foi advertido para que controle intensamente esse risco. O Abbott afirma que a droga deve ser administrada com cuidado a pacientes com histórico de hipertensão e não deve ser usada por quem não tem a hipertensão controlada.

A psiquiatra Aline Valente Chaves, do Hospital das Clínicas de São Paulo (FMUSP) adverte para o fato de que medicamentos para emagrecer podem desencadear transtornos psíquicos em pessoas com predisposição ou até piorar um problema já existente. Tanto no caso da sibutramina, quanto com qualquer anfetamina, existe esse risco, porque o paciente com distúrbio mental também ganha muito peso e no tratamento da obesidade essas substâncias somente podem ser prescritas com pequenas doses e muito cuidado. Em pacientes bipolares, por exemplo, a sibutramina pode causar a desestabilização do humor.

Em 2002, o Centro de Vigilância Sanitária de São Paulo (CVS-SP) publicou um alerta terapêutico de que recebeu 29 notificações de reações adversas graves à sibutramina, das quais 11 eram alterações psiquiátricas. O órgão advertiu que existem poucos estudos científicos sobre o efeito da sibutramina como causadora de transtornos psiquiátricos, em indivíduos sem histórico para essas doenças. Também não existiam estudos sobre o agravamento dos distúrbios psiquiátricos em pacientes que já sofriam com esse tipo de problema.

As reações registradas pelo CVS-SP por pacientes que fizeram uso da sibutramina variavam desde distúrbios de conduta, como agressividade, irritabilidade, redução do senso crítico, até a ansiedade extrema, dificuldade de raciocínio, pensamento acelerado, comportamento de risco, agitação, alucinações e inquietação. A conclusão a que se chega é de que são drogas extremamente perigosas, embora lícitas. Somente médicos especialistas podem receitá-las com critério rigoroso e acompanhamento constante.

Saiba como funciona o Sistema Nacional de Transplantes

O Brasil tem o maior sistema público de transplantes do mundo, o Sistema Nacional de Transplantes, que coordena a captação, distribuição e transporte de órgãos para transplante.

De acordo com o Ministério da Saúde, 87% dos transplantes de órgãos no país são realizados pelo SUS. Em 2016, foram 24.958 transplantes realizados e desde 2000 foram 335 mil transplantes, o maior número do mundo.

 

Saiba como funciona o Sistema Nacional de Transplantes

O atendimento, no entanto, não consegue atender às necessidades de todos que necessitam de um transplante. Há longas filas de espera para receber um rim, fígado ou pâncreas.

As filas de espera para transplante

O Sistema Nacional de Transplantes (SNT), por meio de um sistema informatizado centralizado, administra as filas de espera específicas para cada órgão. As filas não são organizadas por ordem de chegada, mas os critérios seguem condições médicas, de acordo com a gravidade da doença, compatibilidade dos grupos sanguíneos e tempo de espera.

As pessoas que esperam por um transplante precisam aguardar até que surja um doador com o seu tipo sanguíneo. O tipo sanguíneo do doador é que determina a prioridade de quem vai receber, compatível com o seu tipo.

A gravidade do estado de saúde do paciente é o fator que determina também o seu tempo de espera. Os pacientes em estado mais grave tem preferência. De acordo com os exames laboratoriais do doente, por exemplo, é possível medir através de um teste, o Model for End-stage Liver Disease, (Meld), o grau de risco de morte de um paciente que necessita transplante de fígado.

No caso do rim, depois de retirar o órgão do doador, são feitos exames laboratoriais, que possibilitam que os médicos analisem as pessoas candidatas ao transplante e decidem quem será o receptor, com base nos resultados de compatibilidade.

O tempo de espera também é relevante, mas há condições que são levadas em conta, como por exemplo, se o paciente é diabético. Há uma escala de pontuação, segundo os diversos fatores agravantes e os receptores com mais pontuação recebem o órgão. A posição do paciente na lista de prioridades se modifica conforme o órgão que é conseguido para doação, levando em conta as diversas compatibilidades. 

Fígado, coração e rim foram os órgãos mais transportados pela FAB.

Imagem: Fígado, coração e rim foram os órgãos mais transportados pela FAB.

As pessoas que necessitam de um transplante devem estar inscritas no Cadastro Técnico Único. O sistema é nacional, mas dá prioridade para a distribuição regional. Isto porque o deslocamento e transporte são mais viáveis se o doador e o receptor forem do mesmo Estado da federação. Quanto mais rápido for o transporte, mais sucesso haverá no transplante.

Cada órgão tem um tempo de isquemia, isto é, um prazo determinado em que resiste sem irrigação sanguínea fora do corpo, em condições de resfriamento, além do qual não poderá mais ser utilizado. Reproduzimos abaixo a tabela do Ministério da Saúde para os prazos em que deve ser feita a retirada do órgão do corpo do doador e o prazo em que poderá ser transplantado no corpo do receptor:

O importante papel da família para o transplante

Apenas os parentes podem autorizar a doação e para isso precisam assinar o termo de consentimento. Mensagens por escrito deixadas pelo doador não são consideradas para a retirada dos órgãos. Qualquer cidadão precisa comunicar à sua família que deseja doar seus órgãos, para que isso possa ser eventualmente realizado. Desde 2001, a doação autorizada pela família foi incorporada à legislação. A equipe médica é incumbida de realizar uma entrevista com a família, aplicando um questionário para investigar o histórico clinico e hábitos do paciente doador.

Órgãos chegando para a cirurgia de transplante

Imagem: Órgãos chegando para a cirurgia de transplante

No entanto, o número de famílias que não autorizam a doação de órgãos de parentes com diagnóstico de morte encefálica, porém, está crescendo no Brasil. Em sete anos, a taxa de recusa familiar dobrou, saltando de 22% em 2008 para 44% em 2015, segundo a Associação Brasileira de Transplante de Órgãos (ABTO).

A Escola Paulista de Enfermagem, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) procurou pesquisar as razões da recusa familiar. O estudo apontou os principais  motivos: é que uma grande parte das famílias não entende o conceito de morte encefálica (21%), um grande número é afetado pelo entrave causado por crenças religiosas (19%). Entretanto, um bom número de recusas (19%) foi motivado pela falta de competência técnica da equipe hospitalar em criar empatia durante a entrevista, na qual a doação é solicitada aos familiares. As famílias poderiam ser motivadas se abordagem da equipe fosse diferente.

Um grande número de famílias pesquisadas (43%) declarou que o tempo que lhes foi dado para que tomassem a decisão foi insuficiente. Apesar da pressa nos trâmites para o transplante, porque os órgãos têm um curto prazo de vitalidade, o contato com as famílias, feito por médicos ou enfermeiros e enfermeiras precisa ser feito de forma respeitosa e esclarecedora, segundo a coordenadora do estudo. Muitas vezes a abordagem é feita de forma fria e até brutal, sem respeitar o momento da tragédia de quem perdeu ou vai perder um ente querido.

Entre 2008 e 2012, segundo a pesquisa, aproximadamente 21 mil famílias se recusaram a doar os órgãos de parentes. Se cada doação possibilitasse o aproveitamento de quatro órgãos, 67 mil doentes teriam sua vida salva por transplantes nesse período.

O público que foi entrevistado tinha grau de instrução bastante diversificado, sendo que 29% tinham o ensino fundamental, 33% o ensino médio, 36% concluíram a faculdade e 2% tinham doutorado. A pesquisa indicou que, mais do que o grau de escolaridade, o mais importante, independentemente de compreenderem ou não a morte encefálica, é o modo como a família é tratada pelos profissionais da saúde.

O estudo concluiu que é preciso investir em treinamento dos profissionais que trabalham com a captação dos órgãos, que precisam passar por cursos de comunicação para essa situação crítica, como já acontece no estado de Santa Catarina. Em curso oferecido pela Secretaria Estadual da Saúde, os profissionais aprendem a se comunicar com a sensibilidade dos familiares e a se colocarem à disposição para o esclarecimento de dúvidas.

Correndo contra o tempo

A Central Nacional de Transplantes (CNT), quando recebe uma informação de central estadual sobre a existência de órgão em condições clínicas para o transplante, aciona as companhias aéreas para verificar a disponibilidade logística. No caso de haver um voo disponível, os aviões comerciais levam o órgão ao destino. Não existindo essa compatibilidade, a Central entra em contato com a FAB, para a captação e transporte do órgão.

Transporte de rins, pâncreas e fígado para transplantes, de Rio Branco (AC) para São Paulo

Imagem: Transporte de rins, pâncreas e fígado para transplantes, de Rio Branco (AC) para São Paulo

O transporte dos órgãos precisa ocorrer em uma caixa térmica que mantenha temperaturas entre 2 a 8°C. Abaixo dessa temperatura, o órgão pode congelar, se tornando impraticável o transplante. Qualquer impacto mecânico também pode danificar o órgão.

O transporte realizado pela Força Aérea Brasileira – FAB torna possível o pouso em pistas de aeroportos menores, o que torna o processo mais viável e ágil. Desde junho de 2016 até junho de 2017 a FAB transportou 275 órgãos para transplantes, depois que um decreto da Presidência da República determinou que sempre exista em Brasília uma aeronave à disposição do transporte de órgãos doados.