dcsimg

ENCONTRE SEU
PLANO DE SAÚDE
EM 30 SEGUNDOS!

ENCONTRE SEU PLANO DE SAÚDE EM 30 SEGUNDOS!

Qual plano você precisa?

Câncer da mama: o flagelo número um do universo feminino

Conheça o público de risco, os sintomas e os meios de diagnóstico da doença que é a maior causa de morte entre as mulheres.

Sendo um dos maiores e mais violentos problemas de saúde femininos, o câncer da mama é uma das doenças que apresenta maior índice de mortalidade em todo o mundo.

Causada pela mutação das células da mama, o câncer é uma doença degenerativa que pode tornar-se incapacitante e letal se não for devidamente diagnosticada e tratada atempadamente.

Clique aqui e faça a cotação do seu plano de saúde.

Público de risco

Acometendo o sexo feminino, este tipo de câncer apresenta maior propensão de aparecimento de acordo com a existência dos fatores abaixo mencionados:

  • Obesidade ou excesso de peso;
  • Idade avançada;
  • Historial familiar relacionado com câncer ou outras enfermidades e patologias análogas;
  • Exposição prolongada aos hormônios femininos;
  • Mutação genética;
  • Mulheres portadoras dos genes BRCA1 e BRCA2;
  • Mulheres que não tenham tido filhos;
  • Mulheres que foram mães pela primeira vez somente após os 35 anos;
  • Mulheres que recorreram a terapias de reposição hormonal, nomeadamente com aquelas em que existe associação de progesterona e estrogênio.

Sintomas do câncer da mama

No que concerne ao quadro sintomático do câncer da mama, o surgimento de um nódulo endurecido e não doloroso no tecido mamário é o primeiro alerta para a existência da doença. Em adição, aspetos como o aumento dos gânglios axilares, edema, dor, aumento e/ou deformidade da mama, retração da pele ou do mamilo, vermelhidão e líquido nos mamilos são alguns exemplos de sintomas a que deve prestar toda a atenção para detetar precocemente a doença.

Como se diagnostica o câncer da mama?

O método mais seguro e utilizado para diagnosticar o câncer da mama remete para a mamografia, exame que permite detetar os nódulos no tecido mamário. A título complementar, os exames clínico, laboratorial e de imagem são igualmente importantes na aferição do diagnóstico correto do paciente.

Já no que respeita à classificação dos nódulos – isto é, para determinar se a lesão é maligna ou benigna – e à análise das suas características e extensão, a biópsia é o procedimento médico correto a ser seguido.

Que tal cuidar da sua saúde agora? Aproveite e faça a cotação do seu plano de saúde.

Posto isto, é importante reforçar a necessidade de a mulher recorrer a uma consulta de ginecologia pelo menos uma vez por ano, de modo a prevenir quaisquer problemas de saúde que possam surgir. Em adição, o autoexame da mama – que deve ser realizado pela própria mulher no sétimo ou oitavo dia após o início da menstruação – é também essencial quando o assunto em causa é a prevenção do câncer da mama e preservação da saúde, da integridade e da vida da mulher.

Fonte de pesquisa: www.minhavida.com.br

Compartilhe esse artigo nas redes sociais:
O que você achou deste artigo? Sua avaliação é muito importante para nós!
Por favor, atribua uma nota:

avaliação
Rating

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *