dcsimg

ENCONTRE SEU
PLANO DE SAÚDE
EM 30 SEGUNDOS!

ENCONTRE SEU PLANO DE SAÚDE EM 30 SEGUNDOS!

Qual o seu DDD?


ou ver Listas Patrocinadas

LER/DORT: o que são, quais as causas e as terapêuticas para as combater

Fique a par de tudo o que respeita às LER/DORT e saiba como pode prevenir este mal da vida moderna

Considerados como um dos principais problemas de saúde da atualidade, as lesões por esforços repetitivos (LER) e os distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho (DORT) têm vindo a assumir proporções preocupantes entre os trabalhadores de diferentes segmentos profissionais nos quatro cantos do globo.

O índice de novos casos tem sofrido um aumento de tal forma exponencial que a Organização Mundial de Saúde (OMS) já classificou as LER/DORT na categoria de problema de saúde pública mundial. A título das causas que as provocam, as LER/DORT são originadas pela realização de movimentos repetitivos e/ou esforços contínuos e também pela adoção de posturas que não são adequadas.

Sintomas e causas

A nível sintomático, as LER/DORT podem ser motivadas pela ocorrência de falta de concentração, cansaço, dores nos músculos e nas articulações, dificuldades de concentração, insônia, diminuição da produtividade e insatisfação com o ambiente laboral e com o trabalho em si. Assim sendo, é possível identificar mialgias, tendinites e lombalgias como algumas das enfermidades mais recorrentes que, dependendo do estágio de gravidade, podem limitar e incapacitar o indivíduo não só a nível de trabalho mas também no que respeita ao desempenho das suas atividades cotidianas.

Clique aqui e faça a cotação do seu plano de saúde.

Relativamente ao tratamento das LER/DORT, as terapêuticas por norma incluem a imobilização (total ou parcial) da área traumatizada por meio de descanso, a ingestão e/ou aplicação de anti-inflamatórios e analgésicos, sessões de fisioterapia e massagens e a realização de exercícios físicos específicos de baixa intensidade. No entanto, é importante referir que o melhor tratamento para as LER/DORT é a prevenção: ao investir na ginástica laboral, na realização de movimentos de descompressão nos momentos de intervalo (que devem ser realizados com alguma frequência durante o expediente) e sobretudo na ergonomia, o indivíduo diminui os efeitos nocivos das causas das LER/DORT e contribui para a melhoria do seu quadro geral de saúde.

Como nota final para reflexão, urge que cidadãos, empresas e entidades de fiscalização se movam em torno da questão da proteção dos trabalhadores face às LER/DORT, de modo a que sejam tomadas providências efetivas – a nível legislativo, logístico e prático – face à prevenção, controle e eliminação com relação aos fatores que as causam nos ambientes de trabalho. Assim, a adequação do ambiente de trabalho ao trabalhador e vice-versa deve levar em conta um trabalho pluridisciplinar e contínuo para harmonizar os equipamentos, métodos de trabalho e os funcionários, de modo a que se atinja um patamar de salubridade e bem-estar que beneficie todos os intervenientes.

Compartilhe esse artigo nas redes sociais:
O que você achou deste artigo? Sua avaliação é muito importante para nós!
Por favor, atribua uma nota:

avaliação
Rating

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.