dcsimg

ENCONTRE SEU
PLANO DE SAÚDE
EM 30 SEGUNDOS!

ENCONTRE SEU PLANO DE SAÚDE EM 30 SEGUNDOS!

Qual plano você precisa?

Mercado farmacêutico – vendas longe da crise e aumentando

Um conjunto de fatores favorece a expansão do mercado brasileiro de medicamentos.

Empresas de consultoria especializadas preveem um aumento do mercado farmacêutico para os próximos cinco anos, quando deverá dobrar suas vendas. As razões para essa expansão estão no envelhecimento da população, no acesso cada vez maior aos planos de saúde e no aumento da renda de seus clientes.

O mercado de varejo farmacêutico vem em um gráfico ascendente de vendas há alguns anos. Em 2011 cresceu 19%, quando movimentou R$ 38 bilhões. As previsões são da ordem de R$ 87 bilhões para 2017. Ou seja, quando se trata da venda de medicamentos, não existe crise no Brasil.

medicamentos

Fugindo um pouco do tema, já tem seu plano de saúde? Faça aqui a cotação do seu plano.

O que impulsiona o mercado farmacêutico é um conjunto de fatores, tais como o Programa Farmácia Popular, as negociações feitas por grandes compradores, que conseguem preços com vantagem e o crescimento das vendas dos medicamentos fitoterápicos e naturais.

Farmácia Popular

O Programa Farmácia Popular surgiu em 2004, coordenado pelo Ministério da Saúde,  com unidades próprias, para disponibilizar medicamentos indicados no tratamento de doenças e problemas de saúde com maior incidência e maior impacto social. Seu objetivo, portanto, é o de oferecer à população um maior acesso aos medicamentos.

http://ocponline.com.br/noticias/medicamentos-de-venda-livre-voltam-ao-alcance-do-consumidor/

 

Que tal cuidar da sua saúde agora? Aproveite e faça a cotação do seu plano de saúde.

Desde 2006 o programa chegou à rede de estabelecimentos privados, indentificado pelo slogan “Aqui Tem Farmácia Popular”. Atualmente, no Brasil, o programa existe em mais de 2,5 mil municípios e o número de beneficiados chega a 1,3 milhão de pessoas, a cada mês.

Os principais problemas de saúde tratados são a hipertensão e o diabetes, para os quais os medicamentos são gratuitos. Mas ainda há medicamentos para asma, rinite, osteoporose, mal de Parkinson e glaucoma, com até 90% de desconto. Também são distribuídas fraldas geriátricas a preço acessível. Ao todo são distribuídos 23 tipos de medicamentos, que estão disponíveis nas farmácias e drogarias que participam da rede Aqui Tem Farmácia Popular.

A oferta de medicamentos é suplementar à assistência farmacêutica do SUS – Sistema Único de Saúde, mas seus recursos são recursos financeiros investidos no financiamento da assistência farmacêutica básica, que passaram a ser transferidos para os municípios mensalmente.

Para ter acesso aos medicamentos do Programa Farmácia Popular basta que se apresente o CPF, documento com foto e a receita médica válida do medicamento na rede de drogarias e farmácias identificadas com o Aqui Tem Farmácia Popular.

Impacto do Programa Farmácia Popular no mercado de medicamentos

O Programa Farmácia Popular, representou em 2012, 7,7% do volume do mercado nacional de medicamentos. O programa vem movimentando o equivalente a R$ 1,5 bilhão em vendas, e não se restringe apenas ao volume de vendas, mas também vem alterando as características da competitividade das empresas no setor.

Os medicamentos que não estão na Farmácia Popular vêm sendo trocados por pacientes e seus médicos, por outros cadastrados e mais acessíveis, em função do preço e da garantia de qualidade. Isso vem fazendo com que a competição aumente e vem modificando a configuração das empresas no mercado. Aquelas que conseguem oferecer seus produtos pelos preços acessíveis do Mercado Popular saem na frente.

Com a inclusão de novos medicamentos e terapias, o mercado mantém seu crescimento, que deverá crescer muito mais à medida em que o programa deixar de ser oferecido apenas nos grandes centros e passar a se expandir geograficamente pelo país, atingindo os municípios pequenos, com população de baixa renda.

A quebra das patentes no mercado farmacêutico

O total do mercado farmacêutico brasileiro é atualmente de R$ 45 bilhões. Até 2016, muitos medicamentos perderão sua patente para comercialização exclusiva pelos laboratórios responsáveis por sua elaboração. Esses medicamentos são responsáveis por R$ 1 bilhão em vendas. Outros terão suas patentes vencidas entre 2016 e 2020, representando uma fatia de R$ 1,8 bilhão em vendas.

A maioria dos medicamentos no mercado brasileiro já perdeu sua patente. Cerca de 94% já não são mais protegidos. Por esse motivo, os genéricos já atingem 22% do mercado. As maiores oportunidades para as empresas farmacêuticas estão na próxima perda de exclusividade dos medicamentos hospitalares, como os destinados ao tratamento do câncer. Entretanto, as regras para obtenção da similaridade são muito mais rigorosas do que aquelas para os genéricos, o que acaba por dificultar a entrada das empresas nesse nicho de mercado. Os medicamentos biológicos representam U$ 157 bilhões em todo o mundo e apenas 2% desse valor possuem biossimilares.

Poder de negociação

A indústria de medicamentos ainda conta com um outro fator para a alavancagem de suas vendas, que é o crescente poder de negociação dos grandes compradores. Através de fusões de empresas e aquisições, com maior volume de compras de instituições públicas, e com a expansão da assistência farmacêutica prestada pelos planos de saúde, o mercado farmacêutico recebe um aumento da demanda cada vez maior.

Atualmente 50% das 66,5 mil farmácias no Brasil pertence às grandes redes de varejo, que tem grande poder de negociação. Essas farmácias, além do desconto de fábrica de 35% nos genéricos, comparativamente ao produto de referência, dão também até 60% de desconto. A margem do varejo vem aumentando, com redução da margem do fabricante e do distribuidor.

Compartilhe esse artigo nas redes sociais:
O que você achou deste artigo? Sua avaliação é muito importante para nós!
Por favor, atribua uma nota:

avaliação
Rating

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *