dcsimg

ENCONTRE SEU
PLANO DE SAÚDE
EM 30 SEGUNDOS!

ENCONTRE SEU PLANO DE SAÚDE EM 30 SEGUNDOS!

Qual plano você precisa?

Osteopatia – no tratamento da enxaqueca e do Bruxismo

A osteopatia pode tratar e obter a cura para o Bruxismo e as dores de cabeça, corrigindo a Disfunção Temporomandibular

O que é a osteopatia

A osteopatia utiliza uma abordagem de cuidados médicos que trata e previne vários problemas de saúde através de um diagnóstico diferenciado, sem o auxílio de medicamentos ou cirurgia. Sua teoria e prática consideram o paciente como o centro do tratamento, ao invés de se direcionarem para a doença. O diagnóstico, a partir da primeira consulta, é feito através de uma avaliação detalhada do paciente, complementada por vários exames de imagem, para o estabelecimento de um diagnóstico correto.

O que é a osteopatia

Imagem: Osteopatiaemcuritiba

A osteopatia é uma especialização da fisioterapia, que trata diversas disfunções de saúde através da Terapia Manual Osteopática. O criador do tratamento osteopático foi o médico americano Andrew Taylor Still, no século XIX, durante o período da guerra civil americana. Observando e investigando patologias e sintomas ele chegou a estabelecer a correlação entre causas e seus efeitos.

A Osteopatia é exercida pelo Osteopata, que precisa ter formação acadêmica superior e treinamento clínico específico. A especialidade utiliza diversas técnicas terapêuticas manuais, principalmente centradas na manipulação de ossos, músculos e articulações, o sistema musculoesquelético, para conseguir a cura das doenças.

Clique aqui e faça a cotação do seu plano de saúde.

A osteopatia é considerada um tipo de medicina alternativa ou não convencional. Seus princípios fundamentais são diferentes da medicina convencional. A abordagem de saúde que utiliza é holística, ou seja, considera o paciente como um todo e não apenas seus sintomas patológicos localizados.

Segundo a osteopatia, o corpo possui uma capacidade de recuperação que pode ser aumentada pela estimulação das articulações. A maior parte dos tratamentos se dedica a tratar problemas de dores no pescoço, costas e outras articulações.

Dor de cabeça e suas causas

Imagem: Idot.com.br

Dor de cabeça e suas causas

São muitos os tipos de dor de cabeça e estima-se que, somente no Brasil, 63 milhões de pessoas sofram com dor de cabeça. A proporção de mulheres que sofre com esse problema é muito maior que a dos homens, chegando a ser três vezes mais.

Existem quase 150 tipos de dor de cabeça catalogados, mais as principais são:

Que tal cuidar da sua saúde agora? Aproveite e faça a cotação do seu plano de saúde.

– dor de cabeça tensional

– a enxaqueca

– dor de cabeça crônica diária.

As causas da dor de cabeça em geral são:

– ansiedade

– depressão

– problemas do sono

– estresse

– má alimentação

– sedentarismo

– excesso de analgésicos

Dor de cabeça do tipo tensional

Esse tipo de dor de cabeça se relacional com os músculos do pescoço e da cabeça, que alteram a quantidade de sangue que chega ao crânio, reduzindo o seu fluxo. Também pode ser produzida pela exaustão de um dia de muito trabalho ou falta de sono. Outras causas da dor de cabeça tensional são:

– consumo de álcool

– consumo de excesso de cafeína ou também falta de cafeína

– gripe ou resfriado

– cansaço dos olhos

– fumo

– esforço excessivo

– congestão nasal

– sinusite

– problemas odontológicos, como o bruxismo

Dor de cabeça do tipo tensional

Imagem: Portalosteopatia.com.br

Os sintomas podem ser de uma pressão constante, como uma faixa apertada em torno da cabeça, ou uma dor espalhada, que não se reduz a apenas um lado ou um local. A dor pode ser sentida mais nas têmporas, no couro cabeludo, na nuca e até nos ombros.

Dor de cabeça do tipo tensional

Imagem: Portalosteopatia.com.br

A dor de cabeça do tipo Enxaqueca

A enxaqueca é caracterizada por uma dor pulsátil, de um lado apenas da cabeça, muitas vezes acompanhada de vômito, formigamento das mãos, náusea, aversão a barulho, luz e odores fortes.

Muitas mulheres são acometidas da enxaqueca menstrual, que é provocada pela queda nos níveis do estrógeno que ocorre durante a menstruação.

Dor de cabeça crônica diária

O paciente tem crises em mais da metade dos dias do mês. Os sintomas podem ser semelhantes à dor de cabeça tensional, mas também da enxaqueca.

A frequência da falta de um sono reparador pode transformar a dor de cabeça em dor crônica. A insônia provoca baixos níveis de melatonina, que é o hormônio do sono. A melatonina evita o aparecimento da dor, principalmente da enxaqueca, favorecendo a síntese de analgésicos naturais.

Tratamento osteopático da dor de cabeça

Tratamento osteopático da dor de cabeça

Imagem: Joaochagas.pt

A osteopatia considera que as dores de cabeça são sintomas de uma série de desequilíbrios do organismo, além de poder ser consequência de traumas como quedas, pancadas, acidentes de automóvel e alterações na configuração dos ossos do crânio ou cirurgias.

A abordagem osteopática, que entende que todos os sistemas do corpo estão integrados, analisa as causas da dor de cabeça como originárias de um sistema, buscando a auto-cura do organismo e estimulando a produção de elementos de cura, de acordo com o paciente. A cura acontece quando o local do sofrimento recebe a quantidade de sangue necessária, com nutrientes de qualidade.

O tratamento osteopático é baseado principalmente em uma boa anamnese e num bom exame clínico, o que só se consegue com o toque das mãos.

O osteopata trabalha os músculos cranianos e da região cervical, realiza manipulações vertebrais do tórax e da cervical, mobilizações e manipulação arterial e neural. As contraturas musculares modificam a circulação sanguínea e na região cervical podem alterar as funções cerebrais pela redução do oxigênio e da glicose. Por esse motivo, o osteopata realiza as mobilizações e manipulações que vão reduzir os bloqueios vertebrais.

O tratamento osteopático da dor de cabeça também considera a relação direta com o sistema digestivo, através do nervo vago e das fáscias. Outros órgãos podem estar também relacionados com a dor de cabeça, como o fígado e nas mulheres, os ovários.

Dores de cabeça constantes podem alterar a densidade dos tecidos internos do crânio, impedindo seus movimentos. Com o tratamento osteopático, que destaca a importância da influência da ansiedade, estresse e depressão nas crises de dor de cabeça, o paciente se sente melhor desde a primeira sessão.

Osteopatia no tratamento do Bruxismo

Osteopatia no tratamento do Bruxismo

Imagem: Abc.med.br

O tratamento do Bruxismo pela Osteopatia faz parte de um conjunto de procedimentos relacionados com a Articulação Temporomandibular – ATM, que quando apresenta uma disfunção pode causar dores e vários problemas de saúde, como o Bruxismo, além de dores de cabeça e zumbido no ouvido. A osteopatia vem se mostrando muito eficaz para o tratamento dessas disfunções.

A disfunção da Articulação Temporomandibular, pode ser responsável não só por dores, mas por outras limitações, como dificuldade de mastigação e deglutição, perda de dentes, tonturas, além de dor na face e na cabeça. Isto porque a ATM se relaciona com o crânio e a coluna cervical. As dores com origem na ATM podem ser confundidas com dores de cabeça ou enxaquecas.

Osteopatia no tratamento do Bruxismo

Imagem: Facafisioterapia.net

Depois que o osteopata realiza um diagnóstico detalhado, começa o tratamento da ATM, que destina-se a normalizar a articulação, incluindo o tratamento dos músculos mastigatórios e da face e os tecidos afetados, até restabelecer o equilíbrio da fisiologia da região.

Se você sofre de zumbido ou dor no ouvido, dores de cabeça ou no pescoço, ranger dos dentes durante o sono, pode estar com uma Disfunção Temporomandibular. Esses problemas são tratáveis e com a osteopatia eles podem ser eliminados. O diagnóstico poderá investigar todos os sintomas decorrentes dessa disfunção e conseguir a melhora.

A osteopatia no tratamento da Disfunção Temporomandibular pode tratar e obter a cura:

– Bruxismo – o apertar e ranger os dentes

– Colaborar no tratamento ortodôntico

– Correção da mandíbula, abrindo e fechando

– Dor na boca, face e pescoço

– Dor miofacial

– Traumas

– Tratamento pré e pós-cirúrgico

– Neuralgia

– Dor de cabeça e enxaqueca

Compartilhe esse artigo nas redes sociais:
O que você achou deste artigo? Sua avaliação é muito importante para nós!
Por favor, atribua uma nota:

avaliação
Rating

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *