dcsimg

ENCONTRE SEU
PLANO DE SAÚDE
EM 30 SEGUNDOS!

ENCONTRE SEU PLANO DE SAÚDE EM 30 SEGUNDOS!

Qual plano você precisa?

Terapias alternativas chegam aos planos de saúde

Conheça algumas das terapias alternativas que começam a fazer parte dos planos de saúde. Elas podem evitar e tratar diversas doenças, através de diversas técnicas disponíveis, sem danos colaterais.

Nos últimos anos, os tratamentos da medicina alternativa vêm sendo cada vez mais utilizados. Tratamentos alternativos são aqueles que não são não são normalmente usados em “medicina convencional”. Com esta crescente aceitação popular, muitos planos de saúde e seguros saúde começaram a cobrir certos tratamentos alternativos. A Unimed, por exemplo, tem em seu cadastro médicos acupunturistas e homeopatas.

Terapias alternativas chegam aos planos de saúde

As seguradoras e operadoras consideram alguns determinantes para decidir se vão cobrir um tratamento de medicina alternativa e se ele é necessário. Geralmente são tratamentos que não necessitam de licenciamento oficial por parte do governo.

Fugindo um pouco do tema, já tem seu plano de saúde? Faça aqui a cotação do seu plano.

Uma matéria publicada no respeitado JAMA –  The Journal of the American Medical Association, em novembro de 1998, chamou a atenção dos médicos para as terapias alternativas:

“Embora a medicina convencional afirme que as diversas terapias alternativas ainda não foram rigorosamente avaliadas na sua eficácia terapêutica, isso acontece também na medicina convencional, em que tratamentos que são utilizados ainda não foram testados cientificamente. Enquanto isso, as terapias alternativas são utilizadas por milhares de pessoas todos os dias, com uma despesa de bilhões anuais em cuidados com a saúde. Por esse motivo, os médicos devem estar dispostos a aprender mais sobre as diversas terapias alternativas, aumentando sua compreensão sobre seus possíveis efeitos e limitações”.

É cada vez mais comum que pacientes usem terapias alternativas ao mesmo tempo em que recorrerem a formas de tratamento convencionais. Alguns não informam o seu médico sobre isso, mas seria interessante que o fizessem. Quer ele seja contrário ou não, seria bom para todos que essas informações fossem partilhadas. Isso porque, certas ervas usadas em terapias alternativas podem ter interações perigosas com os tratamentos convencionais.

A atitude correta dos profissionais da área médica é reconhecer e respeitar que alguns de seus pacientes recorram a terapias alternativas, sem que suas próprias opiniões impeçam que eles colaborem com os terapeutas alternativos.

Que tal cuidar da sua saúde agora? Aproveite e faça a cotação do seu plano de saúde.

As terapias alternativas visam equilibrar corpo e mente, tratando sintomas e ao mesmo tempo evitando o surgimento de doenças. Entretanto, é preciso que sejam aplicadas por profissionais especializados, que estejam capacitados para sua utilização.

amenizando os sintomas ou evitando o surgimento de doenças. Seja qual for a técnica escolhida, vale ressaltar que apenas profissionais especializados estão aptos a praticá-las. A seguir, conheça cinco terapias alternativas e seus benefícios, segundo a Sociedade Brasileira de Medicina Alternativa e Psicossomática:

As terapias alternativas estão sendo incorporadas paulatinamente nos planos de saúde, é importante conhecer algumas das mais importantes:

Fitoterapia – as plantas no tratamento medicinal

Fitoterapia – as plantas no tratamento medicinal

A medicina fitoterápica parece ser a mais tradicional medicina alternativa. As ervas são usadas há séculos na medicina. O que acontece é que ainda são poucas as espécies vegetais que foram estudadas cientificamente, com informações precisas sobre sua eficácia e segurança no uso. O que se conhece a respeito do resultado do uso das ervas é através da tradição oral e do uso através do tempo.

Recentemente, foram publicados vários estudos científicos mostrando a utilidade de certas plantas no tratamento da depressão, perda de memória, problemas da menopausa e da próstata. Uma erva já estudada e que vem sendo muito adotada é a cimicífuga. Ela já era utilizada pelos índios norte-americanos para problemas menstruais e do parto. Agora ela vem sendo utilizada para aliviar os sintomas da menopausa, depois que seu extrato começou a ser comercializado, a partir estudos realizados na Alemanha.

Apesar dos remédios naturais feitos com ervas serem utilizados por se achar que são mais seguros que os medicamentos sintéticos, em alguns casos isso não é verdade. Há efeitos colaterais, como por exemplo, ervas combinadas ou em extratos concentrados podem fazer bastante mal ao fígado, ou aumentar a pressão sanguínea. Pessoas que tem pressão alta, diabetes, doenças crônicas, devem tomar cuidado ao utilizar remédios fitoterápicos.

Os remédios fitoterápicos precisam ter uma origem segura, porque há o risco de serem contaminados com substâncias tóxicas. Também a qualidade precisa ser observada, porque muitas vezes não contém a concentração da substância em doses eficazes. Por isso, é preciso observar a credibilidade do laboratório ou farmácia responsável pela sua produção.

Acupuntura

Acupuntura

Acupuntura, tradicional terapia chinesa, é a técnica que busca estimular os pontos vitais do organismo, através da aplicação de agulhas ou calor, proporcionado pela queima de ervas secas, nos meridianos de energia do corpo humano.

Acupuntura

A acupuntura é indicada para muitos problemas, principalmente dores, como enxaqueca, endometriose, problemas da coluna e também obesidade, alergia, insônia, asma e outras. No Brasil, passou a ser especialidade médica desde 1995, com benefícios reconhecidos cientificamente. A acupuntura praticamente já deixou de ser uma terapia alternativa. Atualmente é praticada por diversos médicos anestesistas, pelo seu efeito comprovado como anestésico. É oferecida por diversos planos médicos e também pelo SUS.

Ayurveda

A ayurveda é uma terapia oriental antiquíssima, com mais de cinco mil anos, que começou a ser desenvolvida na Índia, Dela derivaram elementos básicos para outras terapias alternativas, com as que passaram a ser praticadas na China. Segundo a ayurveda, a doença é um sintoma de desequilíbrio entre o corpo, a mente e a alma. Na terapia se busca o reequilíbrio, integrando nutrição, meditação, exercícios e massagens.

As massagens da ayurveda são realizadas utilizando-se óleos essenciais em movimentos de estímulo nos pontos considerados vitais, com alongamento dos tendões e ligamentos. É indicada nos casos de estresse, dores musculares, síndrome do pânico, dores reumáticas, da coluna, nos casos de enxaqueca e no fortalecimento do sistema imunológico.

Suplementos vitamínicos

Os suplementos que incluem vitaminas e sais minerais são utilizados para tratar e prevenir vários problemas de saúde, entre eles a anemia, a osteoporose e os problemas de pele e cabelo. As doses diárias recomendadas são consideradas seguras e eficazes, no entanto, quando se exagera tomando superdoses, o efeito pode ser perigoso para a saúde, causando efeitos colaterais. É sempre bom respeitar as quantidades indicadas e não abusar no uso.

Iridologia

A iridologia não é um método para tratar ou evitar doenças. A técnica procura diagnosticar desequilíbrios e problemas de saúde através da análise da íris. Cada órgão está ligado a um local específico do globo ocular e o terapeuta utiliza uma foto da íris para identificar alterações dos órgãos ou problemas emocionais e psicológicos. O diagnóstico precoce auxilia no tratamento das doenças.

Homeopatia

Homeopatia

A homeopatia é utilizada desde o século dezoito, inicialmente utilizada como um tratamento mais suave do que os que eram utilizados na época. Utiliza extratos vegetais e minerais em doses mínimas, diluídos centenas e até milhares de vezes, em minúsculas proporções. Segundo a homeopatia, quanto mais diluído o componente, maior o seu efeito. Os diversos problemas de saúde são tratados com princípios ativos diluídos que provocam o mesmo efeito dos sintomas, partindo do conceito de que “semelhante cura semelhante”.

Em estudos realizados, foi comprovado que os remédios homeopáticos têm efeito sobre asma, alergias, diarreia, tosse, dores, enxaqueca e outros problemas de saúde. Visto que são muito diluídos, são considerados seguros. Um artigo publicado na revista JAMA (The Journal of American Medical Association) em março de 1998, confirmou que para problemas de saúde crônicos a homeopatia pode ser uma opção de tratamento importante, complementando a medicina moderna como mais uma ferramenta disponível.

Reflexologia

Reflexologia

Para a medicina tradicional chinesa, os pés refletem todos os órgãos e sistemas do corpo humano. A reflexologia tem como objetivo equilibrar corpo e mente através da massagem dos pés, estimulando os diferentes pontos, com benefícios para os diferentes órgãos a eles ligados. A técnica elimina toxinas, combate o estresse, prisão de ventre, enxaqueca e outros problemas de saúde.

Compartilhe esse artigo nas redes sociais:
O que você achou deste artigo? Sua avaliação é muito importante para nós!
Por favor, atribua uma nota:

avaliação
Rating

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *