dcsimg

ENCONTRE SEU
PLANO DE SAÚDE
EM 30 SEGUNDOS!

ENCONTRE SEU PLANO DE SAÚDE EM 30 SEGUNDOS!

Qual plano você precisa?

Veganismo: mais do que um regime alimentar, uma filosofia de vida

Fique por dentro de toda a informação sobre o veganismo e saiba porque ele não é (somente) um movimento alocado à alimentação.

Considerada uma filosofia de vida, o veganismo é um ideal cujas bases ideológicas assentam no respeito pelos direitos dos animais, preconizando a abolição de todas as ações, hábitos e eventos associados à sua exploração, abuso ou sofrimento. Cunhado em 1944, o termo vegan passou a designar todos os indivíduos que colocam esta mesma filosofia em prática no seu cotidiano, cumprindo alguns preceitos que funcionam como linhas normativas da sua conduta.

A teoria justifica a prática

É importante esclarecer que, contrariamente a muitas informações erradamente veiculadas nesse sentido, o veganismo não é um regime alimentar, mas antes uma forma de ser e estar na vida em harmonia com os animais. Nesse sentido, os seguidores do veganismo boicotam qualquer produto de origem animal (seja ele alimentar ou destinado a outro fim), não fazem uso de produtos testados em animais ou que recorram à exploração animal em qualquer etapa do seu processo de produção.

Alimentação

Com uma dieta estritamente vegetariana, os veganos excluem qualquer alimento de origem animal das suas refeições, nomeadamente peixes, frutos do mar, carnes e embutidos, ovos, gelatina, lacticínios e mel. Em oposição, o seu regime alimentar é composto por algas, hortaliças, legumes, vegetais, frutas, cereais e cogumelos, que podem inclusive ser industrializados se cumprirem o preceito fundamental de não recorrer a nenhum componente animal na sua composição ou processo de fabrico.

Fugindo um pouco do tema, já tem seu plano de saúde? Faça aqui a cotação do seu plano.

Medicamentos: uma questão de bom senso

Adeptos de métodos alternativos alocados às experiências em laboratórios, os veganos são apologistas da cultura de tecidos, dos testes in vitro e da utilização de modelos computacionais neste âmbito. E embora não tomem vacinas ou recorram ao soro, a verdade é que a utilização de medicamentos por parte dos veganos é mediada pelo bom senso, sobretudo quando não existem alternativas cabíveis ou se trate de um caso de gravidade ou emergente.

A título de curiosidade, algumas pesquisas e estudos já demonstraram a existência de adeptos de terapias ditas alternativas (nomeadamente a fitoterapia e a homeopatia) entre os veganos, cuja preocupação se estende também à pesquisa de marcas e produtos cosméticos animal free.

Vestuário: simplicidade acima de tudo

No que concerne à roupa e acessórios, os veganos adotam tecidos de origem vegetal como o algodão e o linho e alguns tipos de tecido sintético como o poliéster; em oposição, couro, seda, lã, peles, camurça, pérolas, marfim, penas, pelos e plumas são alguns dos materiais descartados pelos ‘amigos dos animais’ na construção do seu visual.

Fonte de pesquisa: http://www.sitedanutricao.com.br/2014/03/diferencas-entre-o-vegetariano-e-o.html

Que tal cuidar da sua saúde agora? Aproveite e faça a cotação do seu plano de saúde.

Compartilhe esse artigo nas redes sociais:
O que você achou deste artigo? Sua avaliação é muito importante para nós!
Por favor, atribua uma nota:

avaliação
Rating

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *