Descubra o preço
do seu
Plano de Saúde

Descubra o preço do seu Plano de Saúde

Carne vermelha ou carne branca aumentam o colesterol?

Quando se trata de níveis de colesterol, a carne branca pode não ser melhor do que a carne vermelha. Mas estudos mostram que as proteínas à base de plantas são melhores do que as duas.

Um estudo publicado recentemente (American Journal of Clinical Nutrition) despertou interesse quando relatou que a carne vermelha e branca tem um efeito semelhante no colesterol das lipoproteínas de baixa densidade (LDL ou “ruim”), que está associado ao aumento do risco de doenças cardíacas.

Você pode concluir que se o frango é tão ruim para o seu colesterol quanto a carne vermelha, então vamos comer hambúrguer.

Não é bem assim, é preciso examinar o estudo mais de perto antes de tirar conclusões.

Carne vermelha ou carne branca aumentam o colesterol?

Imagem: Pixabay

Carne vermelha, carne branca ou sem carne?

O estudo examinou se os níveis de colesterol diferiam após o consumo de dietas ricas em carne vermelha, em comparação com dietas com quantidades semelhantes de proteína de carne branca ou de fontes que não são de carne (legumes, nozes, grãos e produtos de soja).

Ele também estudou se os resultados foram afetados pela quantidade de gordura saturada em cada uma das dietas.

Cento e treze homens e mulheres saudáveis, com idades entre 21 e 65 anos, participaram do estudo.

Cada participante do estudo foi aleatoriamente designado para uma dieta rica em gordura ou com pouca saturação.

Então, por quatro semanas cada, e em ordens variadas, eles consumiram proteínas de carne vermelha, branca ou de outras fontes.

Todos os alimentos consumidos durante o estudo foram fornecidos pelos pesquisadores (exceto vegetais e frutas, para garantir a frescura no momento do consumo).

Para reduzir as chances de outros fatores que afetariam os níveis de colesterol, os participantes foram solicitados a manter seu nível de atividade basal e a se abster de álcool.

Eles também foram aconselhados a manter o peso durante o período do estudo e as calorias foram ajustadas se o peso mudasse.

Carne vermelha ou carne branca aumentam o colesterol?

Imagem: Pixabay

A carne branca tem o mesmo efeito que a carne vermelha nos níveis de colesterol

O estudo constatou que o colesterol LDL era significativamente mais alto depois de consumir as dietas de carne vermelha e carne branca, em comparação com a dieta sem carne.

Esse resultado foi encontrado independentemente de a dieta ter alto ou baixo teor de gordura saturada, embora as dietas com alto teor de gordura tenham um efeito prejudicial maior nos níveis de colesterol LDL do que as dietas com baixo teor de gordura.

A lipoproteína de alta densidade (HDL, ou “bom”) colesterol não foi afetada pela fonte de proteína.

Embora impressionante, o estudo tem algumas limitações, como o tamanho da amostra, de 113 participantes, considerado pequeno; a duração foi curta (apenas 16 semanas); e houve uma relativamente alta taxa de desistência de participantes.

O estudo também não incluiu carnes processadas, como linguiça, frios ou bacon, que são particularmente prejudiciais à saúde do coração, ou carne de produção orgânica, que é frequentemente apontada como uma opção mais saudável de carne vermelha.

Concentre-se em proteínas à base de plantas

Imagem: Pixabay

Concentre-se em proteínas à base de plantas

Um ponto importante que pode estar se perdendo na conversa sobre carne vermelha versus carne branca é o efeito benéfico de fontes de proteína que não são de carne sobre os níveis de colesterol.

Como afirmam os autores do estudo, “Os resultados atuais são consistentes com estudos anteriores de padrões alimentares principalmente vegetais, lacto-ovo-vegetarianos ou veganos que relatam concentrações de colesterol total, LDL e HDL significativamente mais baixas do que as dietas incluindo proteína animal”.

Diretrizes estabelecidas por profissionais de nutrição apoiam padrões alimentares saudáveis e voltados para as plantas.

Exemplos de dietas à base de plantas incluem a dieta mediterrânea e vegetariana.

Concentre-se em proteínas à base de plantas

Imagem: Pixabay

Dietas à base de plantas podem fornecer toda a proteína necessária para uma saúde ideal.

Veja a quantidade de proteína contida em uma variedade de alimentos vegetais, tais como:

– Lentilhas;

– Feijões pretos;

– Grão de bico;

– Feijão branco;

– Feijão carioca;

– Soja;

– Tofu;

– Nozes;

– Manteiga de amendoim/avelã;

– Sementes de linhaça;

– Sementes de gergelim;

– Cevada;

– Painço;

– Quinoa.

O que é uma dieta baseada em vegetais e por que você deve experimentar

Os padrões alimentares baseados em plantas se concentram nos alimentos vegetais que incluem não apenas frutas e legumes, mas também nozes, sementes, óleos, grãos integrais, legumes e feijões. Isso não significa que você é vegetariano ou vegano e nunca come carne ou laticínios.

Em vez disso, você está escolhendo proporcionalmente mais de seus alimentos de fontes vegetais.

Dietas mediterrâneas e vegetarianas

Qual é a evidência de que os padrões alimentares à base de plantas são saudáveis?

Muitas pesquisas nutricionais examinaram padrões alimentares baseados em vegetais, como a dieta mediterrânea e a vegetariana.

A dieta mediterrânea tem uma base de alimentos à base de plantas; também inclui peixe, aves, ovos, queijo e iogurte algumas vezes por semana, com carnes e doces com menos frequência.

A dieta mediterrânea foi demonstrada em grandes estudos populacionais e em ensaios clínicos, para reduzir o risco de doenças cardíacas, síndrome metabólica, diabetes, certos tipos de câncer (especificamente câncer de cólon, mama e próstata), depressão e, em adultos mais velhos, a redução da fragilidade, juntamente com uma melhor função mental e física.

Também foi demonstrado que dietas vegetarianas melhoram a saúde, incluindo um menor risco de desenvolver doenças cardíacas coronárias, pressão alta, diabetes e aumento da longevidade.

As dietas à base de plantas oferecem todas as proteínas, gorduras, carboidratos, vitaminas e minerais necessários para uma saúde ideal e geralmente são mais ricas em fibras e nutrientes vegetais.

No entanto, alguns veganos podem precisar adicionar um suplemento (especificamente vitamina B12) para garantir que recebam todos os nutrientes necessários.

Dietas mediterrâneas e vegetarianas

Imagem: Pixabay

Variedade da dieta vegetariana

As dietas vegetarianas têm várias modalidades e tamanhos, e você deve escolher a versão que funciona melhor para você:

  • Semi-vegetarianos ou flexitários – incluem ovos, laticínios e, ocasionalmente, carnes, aves, peixes e frutos do mar;
  • O pescatariano inclui ovos, laticínios, peixe e frutos do mar, mas não carne ou aves;
  • Vegetariano (às vezes chamado de ovo-lacto-vegetariano) inclui ovos e laticínios, mas não carne, aves, peixes ou frutos do mar;
  • Vegano não inclui alimentos de origem animal.

8 maneiras de começar uma dieta baseada em vegetais

Aqui estão algumas dicas para ajudar você a começar uma dieta baseada em vegetais.

  1. Coma muitos vegetais. Encha metade do seu prato com legumes no almoço e no jantar. Certifique-se de incluir muitas cores na escolha de seus vegetais. Desfrute de legumes como um lanche com hummus (grão de bico) ou abacate;
  2. Mude a maneira como você pensa sobre a carne. Coma quantidades menores. Não escolha a carne como peça central do seu prato;
  3. Escolha boas gorduras. Gorduras em azeite, azeitonas, nozes e manteigas, sementes e abacates são escolhas particularmente saudáveis;
  4. Cozinhe uma refeição vegetariana pelo menos uma noite por semana. Construa essas refeições em torno de feijões, grãos integrais e legumes;
  5. Inclua grãos integrais no café da manhã. Comece com aveia, quinoa, trigo sarraceno ou cevada. Em seguida, adicione algumas nozes ou sementes juntamente com frutas frescas;
  6. Vá para verduras. Experimente uma variedade de vegetais de folhas verdes, como couve, couve, acelga, espinafre e outros vegetais todos os dias. Cozinhe no vapor, grelhe ou refogue para preservar o sabor e os nutrientes;
  7. Faça uma refeição em torno de uma salada. Encha uma tigela com verduras, como alface, espinafre ou folhas verdes e vermelhas. Adicione uma variedade de outros vegetais, juntamente com ervas frescas, feijão, ervilha ou tofu;
  8. Coma frutas na sobremesa. Um pêssego maduro e suculento, uma fatia refrescante de melancia ou uma maçã crocante irão satisfazer o seu desejo de comer algo doce após uma refeição.

Com o tempo, comer uma dieta baseada em vegetais se tornará uma segunda natureza.

Convênio médico Unimed intercâmbio

Você sabia que, na maior parte das vezes, seu plano de saúde não atende fora da sua cidade? É para contornar situações assim que existe o convênio médico Unimed intercâmbio. Quer conhecê-lo? Acompanhe o texto!

Na hora de contratar seu plano de saúde, talvez você tenha ouvido falar do Unimed intercâmbio.

A opção tem como objetivo garantir mais comodidade ao consumidor, mesmo que ele não esteja em sua cidade.

Se você costuma viajar, já deve saber que, em muitos casos, os planos de saúde não aceitam que você seja atendido fora da sua região de domicílio.

Ou seja, uma pessoa que reside no Rio de Janeiro não pode ser atendida na Bahia, por exemplo.

Isso acontece porque a Unimed tem regionais em todo o País.

Há, por exemplo, a Unimed São Paulo, a Unimed Juiz de Fora e a Unimed Belo Horizonte.

O usuário de cada uma dessas regionais só pode ser atendido pelo plano em sua cidade de origem.

Desta forma, quando acontece algo de urgência ou emergência, ou mesmo um imprevisto médico, é necessário ir para a rede pública.

Ou então, desembolsar altos valores em atendimentos particulares.

Isso significa que é importante ter atenção ao fato de que todas as unidades da Unimed são independentes.

Ou seja, não possuem ligação uma com a outra.

Porém, se o cliente for beneficiário de algum plano nacional, esse tipo de cobertura em outra cidade estará inclusa.

Caso não seja beneficiário deste tipo de plano, é importante ficar atento para saber se a sua Unimed trabalha em sistema de cooperativa com a da localidade em que se encontra.

Convênio médico Unimed intercâmbio

Imagem: Getty

O convênio médico Unimed Intercâmbio

O intercâmbio dos planos de saúde é bem simples.

Ele significa, apenas, que quando você estiver fora do seu domicílio residencial, poderá ser atendido pela mesma operadora.

O mesmo vale para os seus dependentes.

Com o intercâmbio da Unimed, então, é possível utilizar o plano de BH em Salvador, por exemplo.

Mas este é um serviço extra, e deve ser inserido no plano no momento da sua contratação.

Para que você entenda melhor, é preciso dizer que o intercâmbio é o nome dado para todo atendimento médico e hospitalar realizado em trânsito.

Ou seja, fora da sua Unimed de origem.

O atendimento deve ser feito por algum prestador credenciado à Unimed na cidade em que você se encontra.

Entretanto, é de suma importância ficar atento ao tempo de liberação dos atendimentos realizados fora da cidade de residência.

A depender do procedimento solicitado, o tempo de aprovação pode chegar a dois dias úteis.

Em situações em que uma órtese e/ou prótese é necessária, o prazo pode chegar a cinco dias úteis.

Já para atendimentos de alto custo, é preciso que o médico faça a solicitação, juntamente com o orçamento.

As informações serão encaminhadas à Unimed de origem do paciente, para que só então o procedimento seja liberado.

Além disso, é possível contar com atendimentos de urgência e emergência.

Porém, é preciso que o paciente entre em contato com a Unimed local e busque todas as orientações necessárias para o atendimento.

Se não for possível entrar em contato prévio com a unidade, a Unimed recomenda o comparecimento imediato a uma unidade de Pronto Atendimento da rede.

Para o atendimento, é importante que o consumidor compareça a uma unidade credenciada da Unimed portando:

  • Cartão Magnético da Unimed;
  • Carteira de Identidade ;
  • Comprovante de pagamento atualizado (somente para Plano Particular).

O que o convênio médico Unimed Intercâmbio cobre?

Agora que você já sabe o que é o convênio médico Unimed Intercâmbio, vale dizer o que ele oferece ao usuário.

A lógica é bastante simples: o convênio permite que o paciente utilize da mesma assistência que teria em sua cidade.

Dessa forma, um indivíduo com assistência Ambulatorial terá acesso ao atendimento Ambulatorial em outra cidade.

O que possuir plano de segmentação Hospitalar, terá atendimento Hospitalar, e assim por diante.

Essas assistências são as principais oferecidas pela Unimed.

Ao contratar um plano de saúde Ambulatorial, o usuário pode realizar consultas e exames.

As internações só são cobertas pela operadora por, no máximo, 12 horas.

Já o serviço Hospitalar garante também exames mais complexos, cirurgias e internação por tempo indeterminado.

Se a segmentação for Hospitalar Com Obstetrícia, ainda é possível contar com parto e atendimento pré-natal.

O convênio médico Unimed Intercâmbio é interessante especialmente para quem viaja de modo frequente.

Agora, se você vai viajar de férias, mas não deseja contratar o serviço de intercâmbio, existe uma opção: o seguro viagem.

O seguro viagem é um produto completamente diferente de um plano.

Ele não é nem mesmo oferecido pela Unimed, mas por seguradoras especializadas.

Com a opção, o usuário tem os seus gastos médicos cobertos durante toda a viagem.

Um seguro deste tipo também costuma proteger bagagens e pagar por prejuízos de atrasos de voos e roubos, por exemplo.

Se o seu objetivo for contratar este serviço, pesquise por boas seguradoras no mercado.

Agora, se o seu desejo é contratar um convênio médico Unimed intercâmbio, entre em contato com a operadora de saúde.

Esse contato poderá ser feito por telefone, pessoalmente ou online.

Basta apresentar sua demanda, e você receberá as instruções sobre quanto pagar e como começar a utilizar o serviço.

*Este texto é de conteúdo editorial e não garante a comercialização deste produto nesse site.

Vacuum Fitness: A técnica da barriga negativa disponível em app

Vacuum Fitness trata-se de uma técnica que tem ganhado vários adeptos pelo mundo. Por meio dele, é possível alcançar resultados estéticos em pouco tempo. Saiba mais!

A barriga negativa, como é conhecido o método, é uma técnica europeia que visa tonificar o abdome e reduzir medidas em pouco tempo. O procedimento é mais conhecido como “barriga negativa” e conquistou muitos adeptos pelo mundo.

Por meio do Vacuum Fitness, os praticantes obtêm resultados estéticos em poucos meses, de forma saudável e eficaz. Mas como funciona? Quais são os benefícios? Confira todas as informações aqui!

https://pixabay.com/pt/photos/abs-atleta-b%C3%ADceps-loira-corpo-1850926/

O que é Vacuum Fitness?

Trata-se de um exercício a vácuo, ou seja, envolve a contração de alguns músculos abdominais internos. Entre eles, o músculo abdominal transversal, de forma a não se trabalhar tanto o diafragma.

Muitas pessoas realizam o exercício para fins estéticos, quanto por diversas outras razões. Além disso, as repetições do exercício também são utilizadas como sendo um treinamento de força leve e de resistência.

É importante saber que aplicar tal treinamento aos músculos internos mais profundos não é fácil. Portanto, Vacuum Fitness é considerado de nível difícil.

E, assim como o exercício é realizado para fins estéticos e competições, também é uma técnica desempenhada entre os praticantes da dança do ventre. Neste caso, com a finalidade de realizar ativamente vibrações, incluindo diversas fibras no músculo, seletivamente.

Como realizar o treino Vacuum Fitness?

https://pixabay.com/pt/photos/adulto-corpo-close-up-exerc%C3%ADcio-1867743/

Para sua realização, é preciso baixar o app Vacuum Fitness, disponível na Google Play Store, gratuitamente. Ao baixar, você conta com dicas para “Começar Treino” e para “Personalizar Treino”, além de poder “Personalizar Música”.

Ele também vem com um tutorial que conta com “Vídeo Tutorial” e vai te ajudar “Como Treinar”, “Como Usar o Aplicativo”. O aplicativo Vacuum Fitness traz diferentes posições para realizar o método, com dicas que facilitam o desempenho e progressão.

Ele é intuitivo e oferece a escolha de quantos treinos se deseja realizar, bem como o nível.  O usuário também pode realizar os exercícios com ou sem música e assistir um vídeo com o exercício executado.

Em “Personalizar Treino”, é possível escolher o dia da semana e as posições que se deseja realizar na data. E para ficar ainda melhor, pode-se escolher “Personalizar Música”, criando um playlist, editando sempre que desejar.

Como montar o treino com Vacuum Fitness?

O treino é realizado por meio de um ritmo respiratório controlado, unido a posturas isométricas. O praticante realiza também uma sucção abdominal, conforme suas necessidades.

Ao baixar o app, você clica em “Começar Treino” para prepará-lo, selecionando pelas alternativas:

  • Treinamento Aleatório.
  • Início da semana.
  • Treino em pé.
  • Treino deitado.
  • Treino misturado.

Após, basta selecionar o “Nível”:

  • Iniciante.
  • Intermediário.
  • Avançado.

Feito isso, você definirá quantos exercícios deseja executar. Perceba que nessa etapa é possível verificar o tempo de execução, por minutos e segundos. Por último, você define se deseja realizar o método com ou sem música. Caso opte por ouvir música, poderá filtrar entre as opções:

  • Deep Blue.
  • Slow Motion.

Por fim, clique em “Comece” para iniciar o treino.

Como usar o app Vacuum Fitness?

Após seguir o passo a passo acima, abrirá uma página em que é possível ouvir e visualizar as instruções do treino. Nela, você poderá tirar o áudio da música, pausar o treino e ainda assistir a um vídeo sobre o exercício. Depois, é só seguir as indicações que o aplicativo oferece, para a correta realização do método.

E caso você desejar realizar um treino personalizado, basta clicar em “Personalizar Treino”. Abrirá uma página para que você dê nome ao seu treino e, caso deseje, colocar rótulos com os dias da semana que quiser.

Em seguida, é possível adicionar as posições de treinos desejadas, como: Árvore silenciosa, Águia, Tatu, Mantis, entre outros. É importante saber que essas posições poderão ser alteradas, sempre que desejar.

Assim que estiver com o treino personalizado, é só voltar para a página inicial e clicar em “Começar Treino”.

E mais! O usuário do aplicativo Vacuum Fitness pode personalizar suas músicas. Para isso, é só clicar em “Personalizar Música” e, em seguida, em “Permitir” para criar sua playlist, conforme as músicas em seu dispositivo. Sempre que desejar alterar/apagar a sua playlist, basta segurá-la, por alguns segundos, e clicar na lixeira.

Aproveite para conhecer mais informações sobre o app, clicando em “Sobre Nós”!

Benefícios proporcionados pelo Vacuum Fitness

https://pixabay.com/pt/photos/barriga-corpo-calorias-dieta-2354/

O treinamento Vacuum Fitness atinge uma contração isométrica dos músculos abdominais. Ou seja, os músculos abdominais ficam tensos, sem movê-los, por meio de treinamento hipopressivo.

Como resultado, o abdômen fica definido, o praticante obtém postura correta e, ao mesmo tempo, as costas são poupadas. Sem contar que Vacuum Fitness traz melhora na respiração.

Além disso, a técnica promove outros benefícios, como:

  1. Contribuir com a digestão

Estimula o processo de digestão, já que movimenta o diafragma, fazendo pressão no intestino.

  1. Reduzir a diástase abdominal

A técnica ajuda a reduzir a diástase abdominal, bem como ajuda na recuperação abdominal no pós-parto.

  1. Proporcionar melhor postura e equilíbrio

Esse exercício trabalha a estabilidade do centro do nosso corpo, CORE. Ou seja, um conjunto de músculos que é responsável pela postura e por nosso equilíbrio.

  1. Melhorar a circulação

A técnica contribui com a melhora da vascularização, evitando pernas pesadas e inchadas, por descongestionamento linfático e pélvico.

  1. Dissipar tensões musculares

O Vacuum Fitness ajuda a minimizar as dores de coluna e outras tensões musculares, já que melhora a postura e o equilíbrio.

  1. Controlar incontinência urinária

Ao realizar a sucção abdominal, por meio do Vacuum Fitness, os órgãos internos são reposicionados, inclusive a bexiga.

  1. Combater a ansiedade

Por ser aplicada técnica de relaxamento, por meio da respiração, o exercício consegue reduzir picos de ansiedade.

  1. Tonificar o assoalho pélvico

Por meio da sucção do abdômen em apneia, obtém-se uma contração involuntária da musculatura do assoalho pélvico. Isso estimula a musculatura interna.

https://pixabay.com/pt/photos/profundidade-foto-de-fitness-2744286/

E mais! O Vacuum Fitness é uma técnica que proporciona resultados rápidos, ou seja, em poucas semanas já é possível sentir a diferença no corpo.

Mas atenção! É essencial realizar a técnica com a bexiga e o estômago vazio para não causar desconforto e, inclusive, ânsia.

Para obter todos os benefícios de Vacuum Fitness, você pode baixar o aplicativo, disponível para Android, no Google Play Store.

A técnica apresentada pelo app é segura e prática de se realizar. Além disso, você pode acompanhar um passo a passo que visa contribuir com o melhor proveito do seu treino.

Aproveite os benefícios da técnica, baixando o aplicativo Vacuum Fitness!

*Todas as informações no aplicativo são em português/Brasil.

10 melhores planos odontológicos de 2019

Ter um plano odontológico ainda não é realidade para a maioria da população, porém, esse é um tipo de serviço que pode ajudar bastante nos cuidados bucais e de saúde.

Muitas das vezes, não é feita a contratação de planos odontológicos por não saber que ele pode ter um valor bem acessível e que existem empresas de confiança que prestam esse serviço.

A verdade é que os planos odontológicos são serviços regulamentados pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e precisam seguir algumas regras como oferecer um rol mínimo de procedimentos, ser autorizado pela agência entre outros.

Esses cuidados garantem que a população tenha acesso aos cuidados bucais necessários para garantir um lindo sorriso.

Apesar de todas essas medidas, nem sempre são todas as operadoras de planos odontológicos que acabam agradando a seus clientes.

Para saber quais mais se destacam fizemos um levantamento usando como base o site Reclame Aqui.

Como funciona o ranking dos 10 melhores planos odontológicos 2019

Para conseguir criar um ranking utilizamos como base o site Reclame Aqui e a nota que a página atribui a cada plano odontológico considerando critérios como atendimento as reclamações, solução dos casos, índice de pessoas que voltariam a negociar com a empresa e outros.

Para isso consideramos a nota média obtida nos últimos 6 meses por cada uma das empresas, sabendo que a pesquisa foi realizada em agosto de 2019.

Nessa pesquisa consideremos os seguintes planos odontológicos: Dentalpar, Uniodonto Campinas, Caixa Seguradora plano odontológico, Interodonto, Prodent, Primavida, SulAmerica Odonto/ SulAmérica Saúde, Odonto System, Goldental/ Golden Cross, Prevident, Odontoprev, Dental Bradesco/ Bradesco Seguros, Hapvida Odontológico, Dental Uni Planos odontológicos, Metlife, BB dental/ BB Seguros,Amil dental, Unimed Rio dental, Mapfre Planos Odontológicos/ MAPFRE Seguros e Omint odontológico.

Veja como ficou o ranking com os melhores colocados.

1º lugar – Dentalpar

Dentalpar

Das empresas pesquisadas a que conseguiu a melhor classificação foi a Dentalpar com a nota 9,8, classificação “ótimo” e apenas 43 reclamações registradas.

Todos os casos que foram incluídos no site Reclame Aqui foram tratados e 100% deles foram solucionados, sendo esse mesmo percentual de clientes que voltariam a fazer negócio com a empresa.

A nota média atribuída pelo consumidor também foi bastante alta, 9,36.

Das reclamações mais frequentes se destacam: mau atendimento, cobrança indevida, demora para autorização de consultas, exames e cirurgias e demora na execução.

2º lugar – Uniodonto Campinas

Uniodonto Campinas

Na sequência aparece a Uniodonto Campinas com nota 8,8 e 32 reclamações no período analisado.

O índice de reclamação respondida e solucionada é o mesmo, de 100% já de clientes que voltariam a fazer negócio o percentual é de 75%.

A nota média do consumidor é de 7,75 e fica um pouco abaixo da atribuída pelo site.

Os problemas que mais ocorreram foram: mau atendimento, cobrança indevida, qualidade do serviço prestado e horário de atendimento.

3º lugar – Caixa Seguradora plano odontológico

Caixa Seguradora

Nesse caso o plano odontológico foi avaliado com outros produtos da Caixa Seguradora e a empresa obteve nota 8,5 e classificação “ótimo”.

Das 1181 reclamações registradas 99,6% delas foram respondidas e o índice de solução ficou em 91,3%.

O percentual de clientes que voltariam a fazer negócio é de 69,8% e a nota média do consumidor de 7,76.

As reclamações mais frequentes se referem a: cobrança indevida, estorno do valor pago, cancelamento de apólice e reembolso.

4º lugar – Interodonto

Interodonto

Na sequência aparece a Interodonto, também com a classificação “ótimo” e nota 8,4.

Em relação a ela, foram registradas 124 reclamações e 83,1% delas foram atendidas, o índice de solução fica em 89,7% e de clientes que voltariam a fazer negócios em 82,8%.

De todos os clientes que fizeram registros apenas 58 avaliaram a empresa e atribuíram a ela nota média de 7,91.

As reclamações que foram vista com mais frequência se referem a demora para autorização de consultas, exames e cirurgias, dificuldade para agendamento de exames-consultas, mau atendimento, qualidade do serviço prestado.

5º lugar – Prodent

ProdentA Prodent é a última empresa do ranking que aparece com a classificação “ótimo” e teve uma nota de 8,1.

Ela teve 186 reclamações registradas e 100% delas respondidas.

O índice de solução ficou em 92,8% e o percentual de clientes que fariam novos negócios com a empresa é de 63,9%.

Dos casos registrados, apenas 83 avaliam a Prodent e atribuíram a ela nota 6,77.

As reclamações mais frequentes são referentes a: mau atendimento, cobrança indevida, qualidade do serviço prestado e propaganda enganosa.

6º lugar – Primavida

Primavida

A Primavida e a primeira empresa da lista que aparece com a classificação “bom” e nota média atribuída pelo Reclame Aqui de 7,9.

Das 55 reclamações registradas, 100% foi atendida e o percentual de clientes que tiveram o caso solucionado é de 88,9%.

Apesar do índice de solução, apenas 55,6% dos clientes voltariam a fazer negócio com a empresa e atribuíram a ela uma nota de 7,22.

As situações que mais resultaram em reclamações incluem baixa qualidade, mau atendimento, dificuldade de contato com o SAC e mau atendimento do prestador de serviços.

6º lugar – SulAmerica Odonto/ SulAmérica Saúde

SulAmerica Odonto/ SulAmérica Saúde

A avaliação do plano odontológico é feita junto com a de planos de saúde no caso dessa empresa, sendo que ela obteve nota média de 7,8.

No período foram registradas 1407 reclamações, 99% delas foram respondidas e o índice de solução ficou em 80,7%.

Dos clientes que voltariam a fazer negócio o percentual é um pouco mais baixo e fica em 70,1%.

Das 488 avaliações feitas pelo consumidor final, eles entendem que a nota média que a empresa merece é de 6,63.

Os casos que mais geraram reclamações estão relacionados a demora para autorização de consultas, exames e cirurgias, cobrança indevida, mau atendimento e reembolso de pagamento.

7º lugar – Odonto System

Odonto System

A Odonto System ficou empatada com a empresa anterior do ranking, conseguindo a nota média de 7,8 e classificação “bom”.

Nos últimos 6 meses foram registradas 172 reclamações e todas elas foram respondidas pela empresa.

O índice de solução dos casos chegou a 88,1% e de clientes que voltariam a fazer negócio em 59,5%. Já a nota média do consumidor ficou em 6,57.

Avaliando o cenário geral, os casos que mais geraram reclamações foram: mau atendimento, cobrança indevida, qualidade do serviço prestado e mau atendimento do prestador de serviço.

8º lugar – Goldental/ Golden Cross

Golden Cross

Esse é outro caso de empresa que não foi possível avaliar o plano odontológico separadamente, por isso foi considerado também o de saúde.

Nesse caso a empresa recebeu nota 7,5 e avaliação “bom”.

Das 130 reclamações registradas, todas elas foram respondidas, sendo que o índice de solução ficou em 78,9% e de clientes que voltariam a fazer negócio com a empresa em 63,2%.

O número de avaliações que a empresa recebeu foi de 38 e essas pessoas entendem que a nota média para ela é de 6,13.

Os casos que mais geraram reclamações foram: mau atendimento, demora para autorização de consultas, exames e cirurgias, reembolso para pagamento e demora na execução.

9º lugar – Prevident

Prevident

A em nono lugar no ranking aparece a Prevident com nota de 7,3 e classificação “bom”.

Dos casos registrados 99,1% foram respondidos, 80,9% tiveram a situação resolvida e 57,4% informaram que voltariam a fazer negócio com a empresa.

Das 116 reclamações, apenas 47 avaliaram a empresa e atribuíram a ela nota média 5,7.

Os caso que mais geraram registros se referem a: cobrança indevida, mau atendimento, qualidade do serviço prestado e dificuldade para agendamento de consultas-exames.

10º lugar – Odontoprev

Odontoprev

Em último lugar na nossa lista, temos a Odontoprev com nota média de 7,2 e classificação “bom”.

No período analisado foram registradas 981 reclamações sendo que 98,9% foram respondidas e 79,9% dos casos solucionados.

Os clientes informaram que 57,2% deles voltariam a fazer negócio com a empresa e dos que a avaliaram atribuíram a ela nota média de 5,64.

Os casos que mais geraram reclamações foram de cobrança indevida, mau atendimento, propaganda enganosa e estorno do valor pago.

Essa é a lista com os 10 melhores planos odontológicos de 2019 segundo levantamento feito no site Reclame Aqui, porém, esse ranking pode sofrer alterações.

Se desejar fazer a adesão a um plano odontológico, pesquise também com conhecidos e outras fontes para obter mais informações.

*Este texto é de conteúdo editorial e não garante a comercialização deste produto nesse site.

Plano de saúde Unimed familiar

Ter um plano de saúde é muito bom, mas ele pode ficar ainda melhor se puder ser compartilhado com toda a sua família, não é mesmo? Conheça o plano de saúde Unimed familiar!

Anda pensando em contratar um plano de saúde Unimed familiar? Então, você veio ao texto certo.

A seguir, nós contamos o porquê a opção pode ser interessante para você e as pessoas que você ama.

Os planos familiares foram elaborados pensando em atender a toda a família.

Assim, para quê contratar um plano para cada indivíduo, se você terá tudo o que se precisa em um único?

Essa é uma grande facilidade proporcionada pelo plano de saúde Unimed familiar.

Com ele, as famílias podem se organizar melhor financeiramente e cuidar bem da saúde, com um dos melhores planos do país. Continue lendo e saiba mais!

Plano de saúde Unimed familiar

Imagem: Getty

Como funciona o plano de saúde Unimed familiar?

O nome já diz muito a respeito do plano: ele foi estabelecido pensando em toda a família.

Para isso, o plano de saúde Unimed familiar precisa ser contratado por uma pessoa, um titular que será o responsável pelo plano.

Então, ele poderá incluir os dependentes que desejar.

É possível inserir como dependentes filhos, esposa, enteados e outros que morem na mesma residência do titular.

Para ter a certeza sobre quem pode ser dependente, faça uma consulta junto à operadora.

Ao contratar um plano familiar, a mesma assistência é oferecida para o titular e aos seus dependentes.

Então, tudo o que um tiver direito, os demais também terão acesso.

Por esse motivo, na hora de contratar o plano, é preciso verificar as coberturas disponibilizadas.

É essencial garantir que elas possam atender a toda a família.

Quer saber como contratar uma boa assistência em saúde?

Veja as dicas de contratação sobre coberturas que a ANS dá em seu site.

Apesar de um plano familiar ser único, cada um dos pacientes inscritos têm liberdade para utilizá-lo.

Por isso, cada membro terá a sua carteirinha, podendo usá-la de forma independente sempre que precisar.

Pensando em um controle sobre a utilização do plano, a Unimed ainda tem cuidado com a fatura da assistência.

Nela, a utilização de cada membro vem discriminada.

Assim, se for o caso, será mais fácil para o titular cobrar as taxas dos demais usuários.

Afinal, nem sempre o titular é o único responsável pelo pagamento completo do plano de saúde.

Quais as vantagens do plano Unimed familiar?

Optar por um plano de saúde Unimed familiar pode ser muito vantajoso.

Não apenas pelos benefícios, mas também pelos valores cobrados.

Para quem quer economizar, essa, com certeza, é a opção.

Afinal, os valores compensam bem mais do que normalmente é pago em um  plano individual.

Tudo porque os dependentes pagam menos no plano.

Ou seja, cada membro consegue pagar um percentual menor nessa modalidade.

No final, a economia acaba sendo grande.

Para que você tenha uma noção melhor do que estamos dizemos, fizemos uma cotação de plano de saúde na Unimed.

Foi considerado o seguinte perfil: uma família com pai, mãe e dois filhos que vivem na baixada fluminense.

Se cada um dos membros dessa família contratasse um plano individual, pagaria cerca de R$ 832,15 por mês.

Já no plano familiar, o valor reduz para R$ 705,94.

É uma boa comparar se é melhor o plano individual, familiar ou empresarial. (O valor discriminado acima pode sofrer alterações, conforme as informações de cada titular e seus dependentes).

Além da diferença de valores, o plano de saúde Unimed familiar oferece um atendimento completo com acesso a consultas, exames, internações e atendimento de urgência e emergência.

Isso dependendo da segmentação contratada, como explicaremos logo mais.

Todos os atendimentos são oferecidos em uma ampla rede de atendimento ,com profissionais de diversas especialidades.

Sem falar nas vantagens de poder participar de programas de prevenção a doenças e contar com descontos em medicamentos.

Como contratar o plano de saúde Unimed familiar?

Para contratar o plano de saúde Unimed familiar, você precisa entrar em contato com a operadora.

Esse contato pode ser feito pelo telefone, pessoalmente, ou ainda online.

No site da Unimed, é possível preencher um formulário e solicitar a cotação do plano de saúde Unimed familiar.

É importante destacar que a Unimed atende por meio de regionais.

Então, descubra  qual é a regional que oferece atendimento na sua região e converse direto com ela.

Isso vai facilitar o processo de contratação do plano.

Se precisar, entre em contato com a Central Nacional Unimed e solicite maiores informações.

Na hora de contratar o seu plano de saúde Unimed familiar, também será importante avaliar a segmentação ideal.

As segmentações são definidas pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

Elas estabelecem a cobertura mínima que deve ser oferecida ao consumidor.

São 4 as principais: a Ambulatorial, Hospitalar, Hospitalar Com Obstetrícia e Odontológica.

O que cada segmentação do plano de saúde oferece?

Quando contrata um plano Ambulatorial, o usuário e seus dependentes têm direito a consultas médicas e exames diagnósticos.

A internação só é coberta pela operadora por, no máximo, 12 horas.

Enquanto isso, a segmentação Hospitalar cobre, além de consultas e exames, internação pelo tempo necessário e cirurgias.

Já a segmentação Hospitalar Com Obstetrícia cobre todo o já citado, além de parto e atendimento pré-natal.

Por fim, o plano Odontológico cuida da saúde bucal do indivíduo.

Todas as assistências podem ser unidas em um único plano, se o consumidor desejar.

Assim, ele e seus dependentes poderão contar com um plano mais completo e amplo.

Com o cuidado para escolher a segmentação certa, você terá a certeza de atender a toda a sua família com o plano de saúde Unimed familiar.

E o melhor: economizando! Faça a sua cotação, contrate o plano ideal para as pessoas que você ama e cuide deles com todo o carinho que merecem.

*Este texto é de conteúdo editorial e não garante a comercialização deste produto nesse site.

Como funciona o plano odontológico Amil

O plano odontológico Amil oferece coberturas para garantir os cuidados bucais. Entenda um pouco mais sobre ele.

As pessoas estão começando a se preocupar mais em ter um sorriso bonito e saudável.

Uma maneira de fazer isso sem comprometer o orçamento é com um plano odontológico.

Isso prova disso é que o número de pessoas que possuem um plano de saúde bucal vem crescendo nos últimos anos e em junho de 2019 atingiu mais de 24 milhões de pessoas.

A questão é que existem muitas opções no mercado, por isso, escolhemos hoje falar do plano odontológico Amil para que o possa conhecer melhor.

Como funciona o plano odontológico Amil

Imagem: Pixabay

Quem pode ter um plano odontológico Amil?

Esse tipo de serviço está disponível tanto para pessoas físicas como jurídicas, assim as pessoas podem contratar para uso próprio e as empresas podem oferecer a seus colaboradores.

Nos dois casos é possível ter o plano individual, onde apenas uma pessoa terá acesso aos serviços ou o plano familiar.

Nesse segundo caso é permitido incluir outras pessoas da família para também utilizar as coberturas oferecidas.

Quais são as coberturas disponibilizadas pelo plano?

A Amil Dental oferece mais de um plano odontológico, sendo que cada um conta com coberturas diferenciadas.

O mais básico inclui os procedimentos exigidos no rol da ANS, já os mais completos abrangem ortodontia e estética.

Dentre algumas coberturas oferecidas estão:

  • Consultas
  • Urgência
  • Emergência
  • Limpeza e aplicação de flúor
  • Raio X
  • Restaurações
  • Cirurgias e extrações, inclusive do dente do siso
  • Tratamento de canal e ortodontia

Para saber quais serão contempladas em cada plano é preciso entrar em contato com um corretor que esclarecerá essas dúvidas.

Existe limite para utilizar as coberturas?

No plano odontológico Amil não há restrição em relação ao número de utilização, os clientes possuem acesso ilimitado aos serviços.

Onde é possível conseguir atendimento?

O atendimento é realizado em rede credenciada espalhada por todo o país, são mais de 41 mil opções de atendimento.

É possível escolher por qual profissional será atendido dentre os disponíveis, lembrado que os planos regionais limitam o atendimento a uma área.

Para ser atendido basta entrar em contato com o estabelecimento e agendar a consulta ou procedimento.

No dia marcado é só comparecer ao local com a carteirinha e documento pessoal para ser atendido.

A rede credenciada pode ser consultada no site da Amil ou pela central de atendimento.

É preciso ter autorização prévia para realizar os procedimentos?

O agendamento de consultas pode ser realizado pelos usuários sem a necessidade de nenhum tipo de autorização prévia.

Já os procedimentos solicitados pelos dentistas, são autorizados imediatamente após os profissionais realizarem o pedido.

Dessa forma o cliente não terá nenhuma preocupação desse tipo, basta apenas comparecer no local e data agendados.

Existe carência para utilizar o plano?

Isso dependerá da forma de contratação.

Promocionalmente a Amil isenta de carência quem opta por pagar a anuidade à vista e oferece um desconto para essa situação.

Os planos empresariais e pessoas físicas que optarem por pagar com cartão de crédito parcelado também conseguem adquirir um plano sem precisar cumprir carência.

Já quem optar pelo pagamento parcelado no boleto deverá aguardar a carência para utilizar os serviços.

Esse prazo varia de 24 horas para urgências e emergências e pode chegar a 180 dias para próteses.

Quanto custa o plano odontológico Amil?

O valor do plano Amil dental pode variar conforme as coberturas que estão sendo contratadas, porém, em relação à idade do beneficiário não existe nenhuma alteração.

As pessoas físicas podem adquirir planos que variam de R$ 46,50 a R$ 147,00 por mês.

Já as empresas possuem opções de R$ 17,90 a R$ 123,00.

Esses valores são válidos para uma única pessoa e podem sofrer reajustes conforme as regras estabelecidas pela ANS.

Como é feita a adesão ao plano Amil dental?

A adesão pode ser feita online por meio de sites especializados na venda desse plano ou com o auxílio de um corretor.

Em todos os casos, antes de adquirir o plano odontológico Amil solicite uma cotação e tire todas as suas dúvidas com um corretor.

*Este texto é de conteúdo editorial e não garante a comercialização deste produto nesse site.

Plano de saúde Unimed para estudantes

Para atender de forma mais focada as necessidades dos jovens, é possível contratar o plano de saúde Unimed para estudantes. Veja o que a operadora oferece.

O uso de um bom atendimento médico e hospitalar precisa ser garantido para os mais diferentes grupos de pessoas.

Os idosos têm planos específicos, assim como as crianças. Mas você sabia que também existe um plano de saúde Unimed para estudantes?

Um plano para estudantes atende às mais variadas faixas etárias: das crianças aos jovens universitários.

Isso porque todo mundo sabe que os cuidados com a saúde precisam começar com as crianças.

Afinal de contas, somente dessa forma é possível conseguir que elas tenham um bom desenvolvimento e cheguem a fase adulta saudáveis.

A Unimed proporciona aos estudantes planos que atendam às suas necessidades e, o melhor, que falam a linguagem deles.

Ela é uma empresa que busca sempre estar evoluindo e, para isso, usa a tecnologia a seu favor.

Especialmente pelo uso do aplicativo próprio da empresa, disponível para smartphones e outros dispositivos.

Esse atendimento mais dinâmico e simples tem conquistado os estudantes, que sabem a importância de se cuidar.

Antes de falar mais sobre o plano, porém, é importante dizer que ele pode não estar disponível em todo o território nacional.

Isso porque, a operadora atua em regionais.

Logo, uma Unimed do interior de Minas Gerais, por exemplo, pode oferecer planos diferentes da Unimed São Paulo.

Vale a pena verificar se a operadora oferece o plano para estudantes na sua região.

Aproveite para conferir as qualificações da Unimed no site da ANS.

Plano de saúde Unimed para estudantes

Imagem: Getty

Como funciona o plano de saúde Unimed para estudantes

São dois os tipos de plano Unimed voltado para o público mais jovem.

Primeiro, há o  plano de saúde Unimed para estudantes, oferecido para crianças, jovens e graduandos do Ensino Superior.

Já o Plano Universitário é disponibilizado apenas para pessoas que estão fazendo uma faculdade ou ainda algum curso de nível técnico ou profissionalizante.

Para contar com qualquer uma das assistências, a pessoa só precisa comprovar que está estudando.

Assim, poderá usufruir de todos os benefícios oferecidos.

Para os jovens adultos, os valores costumam ser diferenciados.

Isso porque, a empresa considera o fato de que os estudantes têm dificuldades maiores com relação às finanças. Por isso, os custos são menores.

As coberturas disponibilizadas pela Unimed  costumam incluir consultas médicas.

Neste caso, as consultas podem ser aproveitadas em serviços de urgência ou não.

Elas devem ser feitas em consultórios particulares, nas diferentes especialidades da Medicina, mas sem a possibilidade de contar com atendimento domiciliar.

É possível ainda que os pacientes efetuem diversos tipos de exames complementares para o diagnóstico e tratamento.

Para isso, é necessário haver a sua solicitação por um médico cooperado.

Com o pedido, a Unimed deverá autorizar o procedimento, sendo que a sua realização deverá ocorrer dentro da rede credenciada por este plano de saúde.

Para saber quais os atendimentos oferecidos, basta verificar a tabela de atendimentos ambulatoriais estabelecida pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

A ANS é o órgão responsável por regular os planos de saúde no Brasil.

A segmentação ambulatorial permite que a permanência do paciente no ambulatório seja de, no máximo, 12 horas.

Plano de saúde Unimed para estudantes é só ambulatorial?

Apesar do que foi dito até aqui, vale dizer que a segmentação do plano pode ser mudada.

Ou seja, se desejar, o usuário pode contratar mais do que a assistência ambulatorial.

A segmentação Hospitalar, por exemplo, garante atendimento mais completo, com a possibilidade de internação e cirurgias.

Enquanto isso, o plano Odontológico, outra segmentação principal, garante a saúde bucal do paciente.

Em todo o caso, vale verificar se a sua operadora regional aceita a contratação de mais serviços por meio do plano de saúde Unimed para estudantes.

Caso não, será preciso negociar uma assistência mais completa e tentar encontrar um equilíbrio entre as mensalidades e a cobertura oferecida.

Vantagens do plano de saúde Unimed para estudantes

Uma das principais vantagens deste tipo de plano é a mensalidade reduzida da assistência.

Além disso, o indivíduo pode continuar a contar com o benefício por mais 10 anos depois de formado (no caso da universidade).

O objetivo é permitir que o paciente se estabeleça financeiramente, para só depois contratar um plano mais caro, completo e dentro do seu perfil.

Assim como em outros tipos de plano de saúde ofertados, o plano de saúde Unimed para estudantes tem um prazo de carência.

Ou seja, um prazo entre a data de contratação do serviço e a sua real possibilidade de uso.

No caso dos estudantes universitários, este tempo reduz para alguns procedimentos, mas continua existindo para atendimentos de urgência e emergência.

Aqui, o prazo é de 24 horas após a contratação.

Também é preciso aguardar 30 dias para consultas médicas e exames.

Sem contar os 90 dias para terapias específicas e 180 dias para exames mais complexos e outras modalidades de atendimento.

O estudante universitário ainda pode incluir dependentes no plano, estendendo a eles  o preço e os cuidados com a saúde.

Nesse caso, pode-se incluir no plano de saúde Unimed para estudantes universitários filhos, cônjuge, enteados e companheiros com união estável.

Ainda é possível contar com o benefício de um atendimento 24 horas, todos os dias, para orientações médicas no “Alô Doutor”.

O telefone para contato varia por região no País. Por isso, é importante verificá-lo no site da sua Unimed regional e/ou no seu contrato do plano.

Unimed Benefício Família

Além do plano de saúde Unimed para estudantes, a operadora de saúde oferece o chamado Unimed Benefício Família.

Ele pode ser contratado junto à assistência de saúde, caso o usuário deseje.

O Benefício Família foi criado pensando em amparar os dependentes do titular em caso de falecimento.

Caso isso ocorra, eles poderão utilizar o plano por um período de até 5 anos, com isenção total das mensalidades.

Para ficar ainda mais completo, o plano ainda pode contar com o Uniair.

Ou seja, com transporte terrestre e aéreo, que garante a remoção e transporte do paciente quando ele precisar.

O serviço pode não estar disponível em todo o País. Assim, lembre-se de perguntar por ele na hora de assinar seu contrato.

Como contratar um plano de saúde Unimed para estudantes?

As mensalidades cobradas do plano de saúde Unimed para estudantes possuem valores reduzidos por até 10 anos, mesmo que o estudante já tenha se formado.

A estimativa de custos é realizada com base na idade de cada pessoa interessada.

Para a contratação deste tipo de plano de saúde da Unimed, é preciso entrar em contato com a operadora de sua cidade e cotar os valores.

O contato pode ser feito pessoalmente, por telefone, ou ainda pela internet.

No site de cada Unimed regional há um formulário para cotação do plano, que pode facilitar a sua contratação.

Esta modalidade de plano tem a duração de apenas um ano após a sua assinatura, podendo ser renovado por iguais períodos.

Para isso, basta que o indivíduo se manifeste ao final de cada contrato, por escrito, garantindo a renovação da assistência.

Se você leu este texto até aqui, descobriu que o plano de saúde Unimed para estudantes consiste em uma opção econômica para quem deseja cuidar da saúde, mas ainda está completando seus estudos na escola convencional ou ainda na universidade, a contratação da assistência é uma certeza de um atendimento de saúde com eficiência.

Por isso não, perca mais tempo! Faça uma cotação e receba todas as informações que você precisa!

Assim, você poderá cuidar ainda melhor da sua saúde com um plano de saúde Unimed para estudantes.

*Este texto é de conteúdo editorial e não garante a comercialização deste produto nesse site.

Qual o preço do plano odontológico?

O preço do plano odontológico pode variar por diferentes fatores. Saiba quais são eles, se compensa ter um e quanto pagará para cuidar da sua saúde bucal.

Cuidar dos dentes e manter o sorriso bonito ainda não é uma grande preocupação das pessoas, tanto que cerca de 11% dos brasileiros nunca foram ao dentista.

Esse é um dado preocupante, pois, não visitar um profissional pode levar a perda dos dentes e também ocasionar problemas de saúde.

Ter um plano odontológico pode ser uma forma de ter acesso a esse tipo de cuidado sem precisar pagar muito.

A questão é que sempre fica aquela dúvida de como é estabelecido o valor do plano e, porque existe tanta diferença de preços no mercado.

Para te ajudar nesse ponto, faremos uma breve explicação e apresentaremos algumas opções de preços de planos odontológicos.

Qual o preço do plano odontológico?

Imagem: Pixabay

Como se forma o preço do plano odontológico?

Apesar de se falar em plano odontológico é preciso entender que nem todos são iguais, existem algumas diferenças, apesar de todos precisarem oferecer alguns serviços mínimos como determina a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) que regula esse serviço.

Um dos pontos que pode influenciar no preço do plano odontológico é a área de abrangência, ou seja, os locais em que será possível ter atendimento caso precise.

Alguns deles oferecem apenas cobertura regional, já outros têm disponibilidade em todo território nacional.

Quanto maior a abrangência do plano, maior tende a ser o valor cobrado, pois, haverá mais profissionais disponíveis e isso possui um custo.

As coberturas também causam influência, isso porque é necessário oferecer o básico, como consultas e tratamentos essenciais para garantir a saúde bucal.

Algumas operadoras optam por ter diferenciais, como serviços estéticos, ortodônticos e cirurgias diversas e tudo isso possui um preço que é repassado ao consumidor.

Quem não quiser cumprir carência pode acabar pagando um pouco a mais por isso, uma vez que quando se contrata um plano odontológico é preciso aguardar um período para ter acesso às coberturas.

Vale a pena ter um plano odontológico?

Essa é uma pergunta bastante comum, mas, no geral podemos dizer que compensa muito financeiramente optar por um plano odontológico.

Como o valor da mensalidade costuma ser baixo ela não pesa no orçamento e o custo anual pode cobrir as despesas com uma única ida ao dentista se optar pelo atendimento particular.

Os serviços prestados por um dentista não costumam ser baratos e se precisar realizar um único procedimento como retirar uma cárie e fazer uma restauração, poderá gastar muito mais no particular do que pagaria investindo em um plano odontológico por um ano.

Sem falar que com o plano odontológico normalmente não costuma haver um limite pequeno para utilizar os serviços, podendo garantir a manutenção da saúde bucal, escolher o profissional que fará o tratamento e ter acesso a cuidados básicos.

Qual o preço do plano odontológico?

Fizemos um levantamento em algumas empresas que oferecem plano odontológico para identificarmos o valor cobrado.

Em algumas delas existem mais de uma opção com coberturas diferenciadas e custos que acompanham essas mudanças.

Já outras optam por oferecer um pacote único.

Veja como ficou o nosso levantamento, lembrando que esses valores podem sofrer mudanças a qualquer momento.

Operadora Plano Estado Valor
 SulAmérica Odonto Odonto Mais AM R$ 43.90
OdontoServ Especial BA R$ 39.90
SulAmérica Odonto Odonto Mais BA R$ 43.90
Amil Dental Dental 200 CE R$ 46.50
SulAmérica Odonto Odonto Mais CE R$ 43.90
Amil Dental Dental 200 DF R$ 35.49
SaúdeSim Odonto OdontoSim Mais DF R$ 34.90
Amil Dental Amil Dental 200 ES R$ 35.49
OdontoPrev Integral Lard ES R$ 50.28
OdontoGroup Odontoclínico GO R$ 45.00
 SulAmérica Odonto Odonto Mais GO R$ 43.90
DentalPar Master I MG R$ 42.00
OdontoPrev  Dental Bem-Estar MG R$ 45.60
Clin Plano Odonto Digital ClinClass PE R$ 38.90
OdontoServ Especial PE R$ 48.40
Amil Dental Dental 200 NAC PR R$ 32.88
Assim DentSim Dentsim RJ R$ 24.80
 Amil Dental Dental 200 NAC RJ R$ 35.49
Amil Dental Amil Dental 200 NAC RN R$ 32.88
 SulAmérica Odonto Odonto Mais RN R$ 43.90
 SulAmérica Odonto Odonto Mais RS R$ 43.90
SulAmérica Odonto Odonto Mais SE R$ 43.90
Amil Dental Dental 50 SP R$ 31.90
DentalPar Master I Clínico SP R$ 42.00
OdontoPrev Dental Bem-Estar SP R$ 45.60

Agora que já sabe o preço do plano odontológico e um pouco de como ele se forma, que tal fazer uma cotação e escolher como cuidará da sua saúde bucal?

*Este texto é de conteúdo editorial e não garante a comercialização deste produto nesse site.

*Planodesaude.net não se responsabiliza pelos valores aqui mencionados, visto que o preço do plano de saúde pode variar conforme o perfil de cada beneficiário.

Como funciona o plano odontológico Bradesco

O plano odontológico Bradesco garante acesso aos cuidados com a saúde bucal. Entenda como funciona e tire suas dúvidas.

Cuidar da saúde é importante para ter uma boa qualidade de vida, e isso contempla os cuidados com a saúde bucal.

Entretanto, o que tem feito com que as pessoas procurem um dentista nem sempre têm sido as boas condições físicas e mentais, pesquisa recente mostrou que pode ser a beleza o motivo.

Um levantamento realizado pelo SPC Brasil descobriu que 66% dos entrevistados consideram os cuidados com a aparência uma necessidade.

Isso tem feito com que o mercado de odontologia cresça nos últimos anos.

Para garantir esses cuidados e para não precisar pagar por todos os tratamentos de maneira particular, uma possibilidade é ter o plano odontológico Bradesco.

Como funciona o plano odontológico Bradesco

Imagem: Pixabay

Quem pode ter o plano odontológico Bradesco?

O plano odontológico Bradesco está disponível tanto para correntistas como não correntistas do banco.

Ele pode ser adquirido na modalidade individual ou familiar por pessoas físicas ou pelas empresas que desejam disponibilizar esse benefício a seus colaboradores.

Quais são as coberturas disponibilizadas pelo plano?

As coberturas oferecidas respeitam o rol da ANS que determina quais procedimentos devem ser disponibilizados aos beneficiários.

Entretanto, é comercializado mais de um tipo de plano, isso quer dizer que eles podem oferecer diferenciais adicionais ao que determina a regulamentação.

Dentre os procedimentos ofertados que são comuns a todos estão:

  • Consulta inicial e exames
  • Urgência/Emergência
  • Radiologia
  • Prevenção
  • Dentística
  • Periodontia
  • Endodontia
  • Cirurgias em consultórios odontológicos
  • Próteses

Para saber mais detalhes das coberturas é preciso verificar junto a um corretor as informações sobre cada plano.

Quais são os planos disponíveis para pessoa física?

Existe a possibilidade de contratar o plano de acordo com o perfil do beneficiário.

O Bradesco Dental ideal é válido para todas as faixas etárias, garante atendimento a diferentes coberturas e tem a modalidade mensal ou anual de pagamento.

O Bradesco Dente de Leite é voltado para crianças de 0 a 7 anos que estão iniciando os cuidados com a saúde bucal e precisam de orientação e atendimento específico.

O Bradesco Dental Júnior é para crianças e adolescentes de 8 a 17 anos e que estão em uma fase onde é fundamental cuidar da saúde bucal.

Onde é possível conseguir atendimento?

Para ter atendimento basta agendar a consulta com um dos profissionais que fazem parte da rede credenciada, são mais de 28 mil credenciados por todo o país.

Para integrar esse quadro, os profissionais precisam ter registros no Conselho Federal de Odontologia, passar no controle de qualidade da operadora e preferencialmente ter mais de 5 anos de atuação.

Feito o agendamento basta comparecer ao local indicado com documento de identificação e carteirinha do plano odontológico para ser atendido sem custo adicional.

Quem desejar pode escolher um profissional que não faça parte da rede credenciada e contar com o reembolso para os procedimentos cobertos pelo plano.

Para ter acesso aos valores será necessário enviar os documentos solicitados e o valor reembolsado respeita limites estabelecidos em contrato.

Existe carência para utilizar o plano?

A carência é o prazo que se deve aguardar para ter acesso aos procedimentos após ser feita a adesão.

Quando a contratação ocorre na modalidade empresarial, com grupos a partir de 3 vidas, não existe nenhum prazo de carência.

Já quando se trata de planos para pessoas físicas os prazos são diferentes e devem ser respeitados.

Para casos de urgência e emergência é preciso aguardar 24 horas, extração, obturação, canal, cirurgias, limpeza 90 dias e próteses e ortodontia 180 dias.

Entretanto, promocionalmente o plano odontológico Bradesco pode reduzir ou isentar esses prazos de carência.

Quanto custa o plano odontológico Bradesco?

O valor do plano varia de acordo com a modalidade e cobertura disponibilizadas, sendo possível encontrar preços a partir de R$ 45,60​​ na modalidade individual e R$ 24,93​​ na empresarial.

Os planos comercializados podem ter valores mensais ou anuais conforme previsto em contrato e não possuem coparticipação, isso significa que não será preciso pagar nenhum valor adicional pela utilização dos serviços.

Como é feita a adesão ao plano odontológico Bradesco?

A adesão pode ser feita após solicitar uma cotação com um corretor.

O profissional passará todas as informações e esclarecerá as dúvidas dos procedimentos para ter acesso aos serviços e como eles devem ser utilizados.

Sabendo um pouco mais sobre o plano odontológico Bradesco, faça uma cotação e escolha um plano que melhor atenda a sua necessidade.

*Este texto é de conteúdo editorial e não garante a comercialização deste produto nesse site.

Cuidadores, a profissão que cresce com a população de idosos

Cuidadores hoje representam novas formas para manter a saúde dos membros da família. No Brasil, é a profissão que mais cresce, entre 2007 e 2017, o número de profissionais aumentou 547%.

A demanda por cursos subiu 84% em 2018 e pode crescer ainda mais depois de Congresso regulamentou a atividade.

A profissão acompanha o aumento da população brasileira de idosos, que o IBGE estima será de mais do que o dobro da atual até 2050, chegando a 40 milhões.

O Plenário do Senado aprovou, no dia 21 de maio deste ano, o projeto de lei que regulamenta a profissão de cuidador de idosos, crianças e pessoas com deficiência ou doenças raras.

PLC 11/2016 seguiu para sanção presidencial.

De acordo com o que foi aprovado, os profissionais deverão ter o ensino fundamental completo, além de curso de qualificação na área, com idade mínima de 18 anos, atestado de bons antecedentes criminais, aptidão física e mental.

A atuação do cuidador poderá se dar em residências, instituições ou comunidades.

A atividade de cuidador poderá ser permanente ou temporária, individual ou coletiva, com o objetivo de facilitar a autonomia e independência da pessoa atendida, buscando sempre o seu bem-estar, alimentação, saúde, higiene pessoal, cultura, recreação, educação e lazer.

Cuidadores, a profissão que cresce com a população de idosos

Imagem: Getty

A tendência de crescimento da profissão já vinha se verificando desde 2007, quando as estatísticas mostraram que havia ocorrido um salto de 5.263 para 34.051, de acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho.

O Cebrac – Centro Brasileiro de Cursos teve aumento de 84% na procura pelo curso de formação de cuidadores, em 2018, comparativamente a 2017, ano em que a disciplina foi inaugurada.

O Cebrac tem unidades em diversos Estados do país.

O mesmo aconteceu com outras escolas de formação profissional, como o Senac – Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial, que relatou um aumento de 40% desde 2015, na procura do curso de qualificação de cuidadores em 45 unidades paulistas da rede.

E o interesse irá crescer ainda mais devido a dois fatores. Primeiramente, o envelhecimento do Brasil.

Segundo o IBGE, o total de indivíduos com mais de 60 anos deve saltar de 9,5% para 21,8% da população, ultrapassando 40 milhões.

O envelhecimento da população não é um fenômeno nacional, mas uma tendência global: segundo a Organização Mundial de Saúde, o número de pessoas acima de 60 anos deve chegar a 2 bilhões em 2050, ou seja, 22% da população mundial.

Para especialistas, a regulamentação da profissão deve motivar novos estudantes e profissionais.

A oferta de oportunidades de trabalho poderá crescer também no setor público, com ambulatórios e hospitais ligados ao SUS (Sistema Único de Saúde).

Prefeituras e Estados poderão criar um maior número de centros de atendimento para idosos, com perspectiva para novos profissionais.

A profissão traz um ganho na qualidade de vida dessa população, com prevenção de doenças, estímulo à autonomia, novos aprendizados sobre alimentação e um tratamento mais humanizado.

Cuidadores, a profissão que cresce com a população de idosos

Imagem: Pixabay

A profissão de cuidador e a saúde

Os cuidadores vêm se constituindo como novos recursos que contribuem para gerenciar a saúde de um membro da família.

Nos Estados Unidos, estudos mostram que já são mais de 40 milhões de pessoas que exercem a função de cuidadores de familiares, uma verdadeira legião de cuidadores.

Entretanto, o trabalho geralmente é exercido sem treinamento e deixa pouco tempo para o autocuidado.

Isso coloca os cuidadores em risco para uma série de problemas físicos, mentais e emocionais, sendo que o estresse é um dos maiores problemas.

Ocorre que os cuidadores estão lutando com a saúde em declínio, porque eles simplesmente não têm tempo para se cuidar, se exercitar ou ir ao médico, segundo a Dra. Suzanne Salamon, associada chefe de gerontologia do Centro Médico Beth Israel Deaconess, afiliado à Universidade de Harvard.

Existem vários tipos de oportunidades educacionais projetadas para ajudar os cuidadores familiares a assumirem seus papéis e administrarem melhor sua própria saúde e uma delas é o aprendizado em sala de aula.

A educação do cuidador familiar está disponível em cursos ou oficinas, em que se participa pessoalmente.

As aulas geralmente são oferecidas por uma escola profissionalizante, hospital, centro de cuidado de idosos ou casa de repouso.

As informações partilhadas com outros cuidadores que enfrentam os mesmos desafios podem ser muito úteis, especialmente quando se trata de encontrar maneiras de lidar com o estresse.

Alguns cuidadores dizem que a única maneira de lidar com o estresse é comparecer a grupos de apoio. Eles compartilham dicas, conselhos, frustrações e camaradagem, segundo a Dra. Salamon.

Cuidadores, a profissão que cresce com a população de idosos

Imagem: Pixabay

Outras formas de treinar

Porque cuidar é um trabalho de vinte e quatro horas, com pouco tempo para descanso, muitas famílias buscam informação para cuidadores na Internet. O Manual do Cuidador Especial de Saúde, publicado pela Escola de Medicina de Harvard, em inglês, contém uma grande quantidade de informações que você pode acessar para sua própria conveniência, como artigos, vídeos, áudios, livros e guias de instruções.

Existe uma organização americana sem fins lucrativos, a Family Caregiver Alliance, que é parte do Centro Nacional de Cuidadores americano, cujo site é uma fonte rica de educação em vídeo para cuidadores e é gratuita.

Tópicos para ajudar os cuidadores e cuidadoras

Há muitos tópicos de aulas, cobrindo todos os fundamentos importantes do cuidado. Por exemplo:

  • gerenciamento de medicamentos;
  • conversando com médicos;
  • ajudando com cuidados pessoais e higiene;
  • transferir alguém de uma cama para uma cadeira e vice-versa;
  • prevenção de escaras;
  • garantir a nutrição para alguém com necessidades especiais;
  • cuidar de alguém com uma doença específica (como doença de Alzheimer, diabetes ou doença cardíaca);
  • lidar com uma emergência.

É possível também encontrar treinamento para abordar os desafios mais sutis do cuidado.

Um assunto importante é como se comunicar com uma pessoa que sofre de demência, por exemplo.

Os cuidadores podem aprender a administrar a ansiedade e o pânico que muitas vezes são expressos por um indivíduo que não compreende mais a linguagem e está procurando uma maneira de expressar desconforto, medo ou desejo, segundo diz Barbara Moscowitz, assistente social geriátrica no Hospital Geral de Massachusetts.

Também existem informações sobre como manter um ente querido com demência em segurança, tanto dentro como fora de casa, mobilidade, perambulação e estratégias para minimizar os perigos.

Cuidadores, a profissão que cresce com a população de idosos

Imagem: Pixabay

É preciso que os cuidadores aprendam autocuidado, a fazer intervalos, ter uma rede de apoio, manter amigos e encontrar um hobby.

Mesmo que talvez seja apenas 10 minutos para fazer alguns exercícios de respiração, caminhar, ou marcar uma consulta num médico, esses cuidados são importantes.

Existem orientações para ‘controle de frustração’, isto porque o cuidador que não cuida de si mesmo pode ficar irritado, está ao lado da pessoa que está cuidando, mas se sente culpado por isso.

É preciso que se tenha ferramentas para gerenciar esse tipo de situação, como cursos sobre meditação, lidar com a fadiga de decisões ou o cuidado com a família.

O cuidador que aprende e recebe treinamento, ao menos aos poucos, terá retorno, com uma chance melhor de manter sua própria saúde e será assim um melhor cuidador.