dcsimg

Surto de febre amarela faz vítimas em São Paulo

A febre amarela silvestre assusta a população do Estado de São Paulo. 21 pessoas morreram até o início do ano. A vacina fracionada será distribuída em fevereiro de 2018. 

Somando-se as vítimas que faleceram pela doença em 2017 e até o dia 12 de janeiro de 2018, o número de mortos no estado era de 21, de acordo com Secretaria Estadual da Saúde de São Paulo. Um total de 40 casos da doença foi confirmado. Os principais municípios afetados são Mairiporã, Atibaia e Itatiba e as vítimas haviam sido infectadas na região de residência.

Surto de febre amarela faz vítimas em São Paulo

De acordo com o órgão estadual da saúde, não há registro de febre amarela urbana no Brasil desde 1942. A febre amarela silvestre origina-se no ambiente de matas e os macacos bugios são os hospedeiros do vírus, sendo suas primeiras vítimas fatais. Desde 2016 até 2018, 2,5 mil desses primatas morreram, sendo que os testes do Instituto Adolfo Lutz foram positivos para febre amarela em 617 animais. A maioria dos casos, 61,5%, ocorreu na região de Campinas, SP.

Febre amarela silvestre ataca os bugios

Surto de febre amarela faz vítimas em São Paulo

Imagem: Revista Pesquisa

A febre amarela é uma infecção aguda provocada pelo Flavivirus (VFA) transmitido pelas fêmeas de mosquitos Aedes (aegypti e albopictus) e Haemagogus, que são endêmicos ou nativos das regiões tropicais da América do Sul e da África. A febre amarela pode ser do tipo silvestre ou urbana. No ciclo silvestre, nas áreas de mata, o vetor da febre amarela é principalmente o mosquito Haemagogus. Nas áreas urbanas, a transmissão ocorre através do Aedes aegypti, da mesma forma que a dengue, a zika e a chikungunya.

Os bugios são primatas do gênero Alouatta, que vivem no Brasil em diferentes regiões. Apresentam características diversas, em seis ou sete espécies, conforme o local em que habitam, mas em comum têm a cauda preênsil, que ajuda seus movimentos nas copas das árvores, têm pelos compridos no queixo, como barbas e emitem um ronco forte para se comunicar com seus companheiros. Nos estados do Sul e sudeste são chamados de bugios, no Centro-oeste são barbados e no Norte e Nordeste são os guaribas.

Bugios são injustamente acusados de serem responsáveis pela doença

Imagem: Revista Pesquisa

Os macacos, nas florestas, como também os seres humanos, são infectados pelo mosquito, que é o vetor da febre amarela. Os bugios não são portadores do vírus, são suas primeiras vítimas e, na maioria dos casos, morrem pela doença. Os que conseguem sobreviver ficam imunizados. A febre amarela tem feito muitas vítimas entre os primatas, que são injustamente acusados de transmitirem o vírus.

A população desinformada acredita que os macacos são portadores do vírus e os persegue matando. Entretanto, eles não possuem os vírus em sua corrente sanguínea, porque a doença dura no máximo um período de 10 a 12 dias, após o qual ou o macaco está morto ou está imunizado. Portanto, a violência contra os macacos é inútil e desnecessária.

São os seres humanos os principais transmissores de febre amarela, porque o vírus fica na corrente sanguínea das pessoas que são picadas pelo mosquito, que muitas vezes não apresentam nenhum sintoma da doença, mas transmitem o vírus, através de picadas de mosquitos que em seguida picam outras pessoas.

Imagem: Alegre UFES

Os macacos são importantes para sinalizar a existência da febre amarela em determinados locais, porque são os primeiros a morrer com a doença. Sem a presença dos animais mortos não seria possível saber o momento em que a vacina é mais necessária.

O primeiro caso conhecido de febre amarela silvestre em bugios no Brasil é de 1938, com 1212 macacos mortos pelo vírus, no Sul e Sudeste do país. Antes disso, a forma silvestre não era conhecida.

Entre 2008 e 2009, ocorreu um surto de febre amarela silvestre no Rio Grande do Sul, com a morte de mais de dois mil bugios, infectados pelo vírus ou assassinados pelos desinformados, que culpam os macacos pela doença.

Vacinação é necessidade e prioridade

Surto de febre amarela faz vítimas em São Paulo

Fonte: Bio FioCruz

A Organização Pan Americana de Saúde – OPAS informa que a vacina é a melhor prevenção. Depois de um período de 10 dias a imunidade vai de 80% a 100% e após 30 dias a imunidade é de 100%. Uma única vacina protege a pessoa para o resto da vida, sem necessidade de reforço.

Entretanto, existe pouca disponibilidade da vacina, a vacinação deve se concentrar nas populações que estão mais suscetíveis, não sendo necessária vacinação em massa, garante a entidade. Somente devem ser retomadas as vacinações de rotina de febre amarela quando for atingida a plena disponibilidade da vacina, para que a população das áreas de risco seja protegida com prioridade.

O governo do Estado de São Paulo, diante do surto da doença, aumentou as medidas preventivas. No mês de fevereiro será realizada vacinação ampla, em locais ainda não alcançados pelo vírus da febre amarela. Pretende-se vacinar 6,3 milhões de pessoas, com doses fracionadas da vacina.

Vacina da febre amarela

Imagem: Agência Brasil

A vacina pode ser tomada desde os 9 meses até os 60 anos de idade. Há alguns casos em que ela não é indicada, como:

1- Imunossupressão – Quando a pessoa não está com o sistema imunológico em condições normais, caso de portadores de doenças que afetam o sistema imunológico ou por usarem medicamentos que levam à imunodepressão, como no caso de tratamentos quimioterápicos e altas doses de corticoides.

2- Gestantes – O vírus amenizado contido na vacina pode afetar o sistema neurológico do bebê.

3- Alergia a ovo – pessoas com grave alergia a ovo não pode tomar a vacina, que é desenvolvida em base de ovos.

4- Bebês com menos de 6 meses de idade – o vírus pode afetar o sistema neurológico dos bebês. Mães que amamentam também não devem tomar a vacina se o seu bebê tiver menos de 6 meses de idade, porque o leite materno transmite o vírus amenizado. No caso de muita necessidade, a mãe precisa ficar sem amamentar.

Efeitos colaterais da vacina

A vacina provoca apenas dor passageira no local da aplicação e pode provocar febre e mal estar, tanto quanto outras vacinas, apesar de que nem todas as pessoas desenvolvem esse tipo de reação.

Dose fracionada da vacina

A dose fracionada da vacina começará em fevereiro de 2018. Ela foi liberada porque a produção da vacina contra a febre amarela é limitada e não é suficiente para proteger toda a população. A dose fracionada atinge um número maior de pessoas, num total cinco vezes maior do que se a vacina fosse aplicada integralmente. Essa medida garante uma cobertura mais ampla e a dose fracionada da vacina mantém imunidade por pelo menos 1 ano.

Durante esse período de um ano, o número de pessoas protegidas reduz o número de mosquitos contaminados e como resultado o número de pessoas infectadas diminui naturalmente, conseguindo-se o controle do surto.

Paralelamente à distribuição da vacina, é preciso prevenir a febre amarela evitando o acúmulo de lixo, água parada e todas as formas que favorecem os criadouros do mosquito Aedes Aegypti.

10 motivos para contratar um plano de saúde para gestante

Dentre os motivos para contratar um plano de saúde para gestante, está o fato de conseguir um atendimento qualidade e possibilidade de fazer o pré-natal.

A gravidez exige muitos cuidados e o acompanhamento médico é essencial para garantir que o bebê nasça saudável e a mulher não tenha nenhum tipo de complicação.

Porém, o serviço público de saúde nem sempre consegue prover o atendimento necessário, sem falar que ser acompanhada pelo mesmo médico durante a gestação se torna difícil.

Porém, para ter um plano de saúde para gestante é preciso se programar com antecedência, uma vez que a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) estabelece que o prazo para que o parto a termo seja liberado é de até 300 dias.

Isso quer dizer que mesmo após contratar o plano é preciso aguardar para ter acesso aos procedimentos.

Apesar desse detalhe, ainda vale muito a pena contratar um plano de saúde para gestantes.

10 motivos para contratar um plano de saúde para gestante

Vantagens para contratar um plano de saúde para gestante

São muitos os motivos para contratar um plano de saúde para gestante. Veja alguns deles:

1 – Você tem direito a programas de orientação

Muitas operadoras contam com programas de orientação para as gestantes, dessa forma os pais podem se preparar melhor para receber a criança e sanar todas as suas dúvidas.

2 – Pode escolher o médico que quiser

Possibilidade de escolher o médico que acompanhará a gestação, sem a necessidade de a cada consulta passar por um profissional diferente. Basta verificar quais médicos fazem parte do convênio e escolher o mais próximo ou de sua preferência.

3 – Tem exames e partos sem longas filas de espera

Possibilidade de ter uma plano completo que inclua todos os procedimentos necessários na gestação como os exames pré-natal, consultas médicas, internações e o parto em si.

4 – Às vezes pode até escolher a maternidade

Em muitos casos existem mais de um hospital na mesma cidade que realiza o parto, assim a mulher se sente mais à vontade em escolher um.

5 – Você escolhe o tipo de parto

As gestantes podem optar pelo parto normal ou cesárea, lembrando que o parto normal deve ser incentivado pelo médico do plano, uma vez que apresenta menos riscos para a mulher e o bebê.

6 – É possível escolher o plano ideal

Existem diferentes tipos de plano de saúde para gestantes, sendo que eles são oferecidos por diferentes operadoras. Assim a paciente pode escolher a empresa que lhe ofereça os melhores benefícios. Além disso, os planos podem oferecer coberturas diferenciadas, sendo possível escolher as mais vantajosas.

7 – Há muita economia

Os planos de saúde para gestantes acabam oferecendo vantagem financeira, isso porque os custo acaba sendo bem menos do que se fosse pagar pelas consultas particulares e pelo parto.

8 – Você garante tranquilidade

A mulher fica mais tranquila durante a gestação, pois sabe que terá todo o acompanhamento médico necessário. Se for preciso ela pode fazer terapias e outros tipos de acompanhamento médico para que se sinta mais segura.

9 – Os agendamentos são rápidos

Não há grande burocracia para utilizar ao procedimentos. Em alguns casos as operadora dispensam a autorização prévia para a realização dos exames, o que torna mais ágil o agendamento e realização.

10 – O bebê tem direito ao plano de saúde no primeiro mês

O plano de saúde para gestante garante que o bebê receba todos os cuidados necessários durante os primeiros 30 dias de vida por meio do plano da mãe. Após esse período caso queira que a criança continue a ser atendida por um plano de saúde é preciso fazer uma para ela.

E então, está esperando o que para contratar um plano de saúde para gestante?

*Este texto é de conteúdo editorial e não garante a comercialização deste produto nesse site.

Plano de saúde São Lucas

O  plano de saúde São Lucas oferece serviços como atendimentos médicos, odontológicos e de saúde ocupacional com opções de coberturas variadas tanto para pessoa física como para empresas dos mais variados níveis e portes. Saiba mais!

Sobre o São Lucas

Plano de saúde São LucasA sua criação aconteceu em 1983 com a decisão de um grupo de médicos para oferecer uma assistência diferenciada e integral aos seus pacientes e associados e vivência desde a sua implantação com um processo de evolução constante.

Nos dias atuais, possui mais de 100 profissionais médicos credenciados nas mais diversas especialidades bem como possui o Hospital São Lucas na cidade de Lins que fica localizado na Tua Pedro de Toledo, 265 – no interior do estado de São Paulo – que oferece assistência integral aos pacientes incluindo UTI e equipamentos com alta tecnologia.

Porém não é somente esse hospital próprio que faz parte da rede, ainda é possível utilizar o Centro medido de Penápolis na Av Santa Casa, 566, o Hospital e Maternidade São Lucas de Bauru na Rua Antonio Alves, 17-26, entre outras unidades próprias.

Além disso, depois de se consolidar na assistência médica e com serviços odontológicos o São Lucas Saúde criou na década de 2000 atendimento de urgência e emergência para hospitais particulares de todo o Brasil bastando somente possuir um cartão de identificação.

Assim, por meio de uma ação que une qualidade, tecnologia e um atendimento integral aos seus pacientes o grupo São Lucas Saúde apresenta uma história de evolução em processo de consolidação sendo uma boa opção para quem deseja um bom plano de saúde.

Vantagens do plano de saúde São Lucas

Os beneficiários do plano de saúde São Lucas podem ter muita mais facilidade na hora de consultar os médicos e até mesmo realizar alguns serviços como pegar a 2ª via do boleto.

E isso é possível porque a São Lucas conta com um atendimento informatizado e que pode ser acessado por meio do site pelos seus beneficiários.

O plano São Lucas possui mais de 100 profissionais médicos credenciados nas mais diversas especialidades.

Além disso, atua em Bauru, Marília, Lins e região oferecendo hospitais, centros médicos e equipe especializada para te atender da melhor forma.

Há muitas variedades de planos que se adequam de acordo com a região e você pode escolher o mais adequado para sua necessidade, sempre se preocupando em cuidar da saúde.

Por que contratar um plano de saúde São Lucas

Vale a pena contratar um plano de saúde São Lucas para contar com um atendimento de qualidade em sua região.

Nos locais em que atua, o São Lucas está crescendo e criando centros médicos especializados, além de hospitais e laboratórios para atender com grande qualidade.

Além disso, cada região oferece planos personalizados para que cada um possua o atendimento que merece e possa pagar o quanto pode para cuidar de sua saúde.

As instalações da empresa são voltadas a oferecer um amplo espaço e facilitar o acesso aos mais variados serviços, então é muito vantajoso contar com os benefícios de ter este convênio médico.

Não se pode depender somente da saúde pública no Brasil e ter um plano voltado à sua região com abrangência nacional pela ABRANGE é uma boa forma de se manter sempre saudável.

As especialidades médicas que o plano abrange são bastante diversificadas com isso é possível conseguir tratamento com um especialista no assunto.

O melhor é que ele permite que se cuide da sua saúde por completo de toda a sua família, pois conta com planos familiares nos quais é possível também incluir filhos e esposa.

Tipos de plano de saúde São Lucas

Os planos de saúde São Lucas variam de acordo com a região e podem sofrer alterações dependendo do perfil, mas alguns deles são:

Plano Essencial

Um plano de baixo custo para a empresa, com abrangência nacional pela rede ABRANGE. Conta com centros médicos próprios em Bauru e Marília.

Plano Ideal

Possui valor diferenciado e rede credenciada grande e é voltado a empresas ou pessoas físicas. Também tem abrangência nacional pela ABRANGE.

Plano Pleno

É o plano mais completo e com a maior rede credenciada e também oferece plano odontológico. Também destina-se a planos de saúde empresariais, coletivos ou individuais.

Plano Odonto

Além dos planos descritos acima, o usuário pode optar em contratar também um plano voltado à sua saúde bucal.

É importante informar-se sobre as opções de planos disponíveis e em que área atua para escolher o melhor plano para você ou sua empresa. Você ainda pode ver as qualificações do plano no site da ANS.

O melhor é que os planos são segmentados para que possam atender aos mais diferentes perfis, assim se você é pessoa física poderá contar com soluções individuais ou planos familiares.

Já as empresas podem escolher o benefício de acordo com o número de funcionários adequando a sua forma de gestão e também as suas finanças.

Como contratar o plano de saúde São Lucas

Quem está nas regiões onde a São Lucas atua, não pode perder tempo e ter um plano de saúde que não atenda às necessidades da região.

Por isso solicite uma cotação e receba mais informações sobre os planos disponíveis para você, direto no site da empresa.

O plano de saúde São Lucas é bom?

Para saber se o plano de saúde São Lucas é bom, você precisa pesquisar sobre a sua atuação.

Uma das formas de obter tal informação é pela internet, já que são muitos os sites e fóruns onde é possível conhecer a opinião dos usuários desse plano de saúde.

Entre os sites, você pode consultar a própria ANS, bem como o Procon e o Reclame Aqui.

Plano de saúde São Lucas – Reclame Aqui

O plano de saúde São Lucas no Reclame Aqui recebeu, no período de 01/01/2017 a 31/12/2017, 34 reclamações.

Dessas, não retornou a nenhuma, ficando sem índice de solução e demais avaliações.

Com isso, o site avaliou a empresa Saúde São Lucas como “Não Recomendada” nesse período.

Plano de saúde São Lucas

*Pesquisa realizada em janeiro de 2018. Fonte: Reclame Aqui

*Este texto é de conteúdo editorial e não garante a comercialização deste produto nesse site.

Plano de Saúde Bradesco Saúde

Para cuidar da saúde na hora que mais precisa e contar com um bom atendimento, você pode contratar o plano de Saúde Bradesco Saúde. Veja se ele supre as suas necessidades.

A Bradesco Saúde pertence ao grupo Grupo Bradesco Seguros e atua desde 1984 nesta área, liderando o segmento de planos coletivos.

A empresa investe em credibilidade, solidez, segurança e qualidade para oferecer os melhores produtos aos seus segurados.

É por isso que hoje conta com mais de 4 milhões de segurados, sendo mais de 96% são beneficiários em planos coletivos.

Plano de Saúde Bradesco Saúde

Imagem: ABRACEM

Para conseguir este sucesso, a empresa investe na diversidade de produtos, abrangência da rede referenciada, valorização do atendimento aos clientes e tecnologia que usa em suas operações.

Conheça mais sobre as vantagens e benefícios dos planos Bradesco Saúde.

Vantagens do plano de saúde Bradesco

São diversas as vantagens que você encontra em um plano Bradesco Saúde e vale a pena conhecer as que se destacam antes de escolher o seu plano de saúde:

  • Credibilidade da marca: tanto a empresa como os colaboradores contam com a credibilidade de uma das maiores empresas do Brasil;
  • Grande rede referenciada: presente em mais de 1.400 municípios do Brasil, a rede referenciada da Bradesco Saúde é ampla para atender a todas as necessidades;
  • Sem necessidade de pagar pelo atendimento: quando o beneficiário é atendido no convênio Bradesco na rede credenciada, não é preciso pagar pelo procedimento no local de atendimento.
  • Possibilidade de reembolso: você pode escolher o prestador de serviço que preferir e conta com a opção de reembolso;
  • Facilidade de autorização prévia: a autorização prévia para exames e procedimentos é feita por telefone e de forma rápida, sem grandes complicações;
  • Central de atendimento de qualidade: a central de atendimento Bradesco Saúde é especializada e conta com qualidade. É possível ligar para 4004 2700 (capitais e regiões metropolitanas) ou 0800 701 2700 (demais localidades).
  • Planos empresariais: as empresas podem contar com diversas opções de planos, sendo que cada um vai atender a uma necessidade diferente. Para saber mais sobre eles, consulte a tabela de valores.

Como funciona o Bradesco Saúde reembolso

Para quem deseja contar com os serviços de um profissional que não faz parte da rede credenciada pode utilizar essa opção, tendo direito ao reembolso do valores com limites pré-estabelecidos.

Os planos que contam com essa facilidade, basta que o beneficiário utilize o serviço e posteriormente apresente os documentos necessários e assim receba o Bradesco saúde reembolso.

A Bradesco saúde reembolso ocorre com crédito diretamente em conta corrente do segurado titular em até 30 dias após a apresentação da documentação completa.

Com isso se tem mais opções de profissionais e flexibilidade para cuidar da sua saúde.

Plano Bradesco Saúde dental

O Plano Bradesco saúde dental é ideal para quem busca cuidado com os dentes e pode ser adquirido junto com ou plano de saúde ou separado.

Ele está disponível tanto para pessoas físicas como jurídicas permitindo que todos tenham acesso a um serviço de ótima qualidade.

A cobertura contempla as principais especialidades odontológicas como diagnósticos, urgência/emergência, dentística, prevenção, periodontologia, endodontia, radiologia, entre outras.

Ao contratar o Plano Bradesco saúde dental é possível optar pelo pagamento mensal ou anual, garantindo cuidados com a saúde por um preço acessível e sem precisar pagar coparticipação. Consulte a Bradesco Seguros Dental para maiores informações.

E para ficar mais completo ele conta com uma ampla rede de atendimento em todo o país, sendo facilmente aceito pelos dentistas.

E quem desejar utilizar os serviços de um profissional fora da rede pode contar com a opção de reembolso.

Rede credenciada

A Bradesco Saúde médicos credenciados garante ao beneficiário uma ampla escolha pelo profissional que deseja realizar a sua consulta, isso porque são centenas de médicos espalhados pelo país.

Eles abrangem as mais diferentes especialidades, permitindo que sempre se encontre um profissional especializado no que você precisa, o que garante um melhor tratamento.

Para conseguir localizar todas as opções, não apenas de médicos, mas também de laboratórios, clinicas e hospitais que atendem ao seu plano, basta fazer uma consulta pela rede referenciada.

A Bradesco saúde médicos credenciados é fácil de utilizar, sendo preciso escolher a rede do seu plano, estado cidade, especialidade que está buscando e os resultados lhe serão apresentados.

Isso tudo pode ser feito de forma bastante rápida e simples pelo site da Bradesco Saúde. Depois de encontrar o que procura é só agendar o seu atendimento.

Bradesco saúde telefone: saiba como entrar em contato

Para quem deseja receber mais informações ou tirar dúvidas, a Bradesco saúde telefone conta com diversas opções de atendimento, cada uma voltada para um serviço, facilitando e agilizando o atendimento.

Quem deseja contatar a Central de Relacionamento pode fazer isso pelos números 4004 2700 (Capitais e Regiões Metropolitanas) e 0800 701 2700 (Demais localidades).

Ele está disponível 24 horas por dia e serve para orientações de consultas e demais informações.

O SAC – Serviço de Atendimento ao Consumidor está disponível pelo número 0800 727 9966 e serve para informações gerais.

Existe também um serviços especializado, o SAC – Deficiência Auditiva ou de Fala, voltado para pessoas que tem dificuldade de se comunicar.

Ele pode ser acionado pelo número 0800 701 2708 e também está disponível 24 horas por dia.

Já a Bradesco saúde telefone para casos que envolvam situações um pouco mais complicada, deve ser realizado por meio da Ouvidoria. Ela atende no 0800 701 7000 e funciona de segunda a sexta das 08h às 18h, exceto feriados.

Por que contratar um plano de saúde Bradesco

Todas as vantagens citadas são ótimos motivos para contratar um plano de saúde Bradesco, mas se ainda tiver dúvida sobre a contratação, leve em conta que você e sua família precisam de uma proteção grande quando o assunto é saúde e a Bradesco Saúde pode oferecer isso com excelência.

Além destes benefícios é possível integrar seu seguro saúde com o plano odontológico, fazendo com que sua proteção fique completa e possa ter uma vida saudável em todos os aspectos.

Analisando então tudo de bom que a empresa oferece e aliando ao fato de poder cuidar de sua saúde bucal junto a um plano de saúde, você pode encontrar motivos para contratar a Bradesco Saúde e deixar que a empresa cuide de sua saúde.

Plano de saúde Bradesco é bom?

Para que não fique mais nenhuma dúvida a respeito do Bradesco Saúde, fomos buscar opiniões de outros clientes. Para isso buscamos em site especializados no atendimento ao consumidor.

No site Reclame Aqui, encontramos os registros feitos em nome da Bradesco Seguros, que inclui não apenas o convênio Bradesco como outras modalidades de atendimento.

Mesmo com esse detalhe quase 100% das solicitações foram atendidas e o índice de solução é de 77,2%. Por conta disso recebe a classificação “Bom”.

Plano de Saúde Bradesco Saúde

*Pesquisa realizada em janeiro de 2018. Fonte: Reclame Aqui

No site Reclamão, ela está como Bradesco saúde e são bem poucas as reclamações registradas, porém nenhuma foi atendida. Por conta disso ficou classificada como “empresa sem selo de confiança”.

Já no site Consumidor.gov, em 2016 mais de 99% dos registros efetuados sobre o plano Bradesco foram respondidas e o índice de solução é superior a 71%. A nota atribuída pelo consumidor é de 2,7, em uma escala que varia de 0 a 5.

Apesar de nem sempre os registros serem positivos, podemos perceber que eles representam um pequeno percentual perto do total de cliente. E esses em sua maioria afirmam que o plano de saúde Bradesco é bom.

*Este texto é de conteúdo editorial e não garante a comercialização deste produto nesse site.

Convênio médico Amil é bom?

Você quer contratar um plano de saúde, mas não sabe se o convênio médico Amil é bom? Então, confira aqui o que os usuários estão dizendo.

Para saber se o convênio médico Amil é bom, basta fazer uma pesquisa para saber se deve ou não fazer uma adesão ao serviço.

Isso porque se está pensando em proteger a sua saúde, é preciso contar com o que existe de melhor no mercado.

Sobre a Amil

A Amil é uma operadora que já atua há bastante tempo no mercado, sendo esse um bom indício, pois operadoras ruins não se mantém por tanto tempo.

Porém, saber apenas isso não é suficiente, sendo preciso conhecer um pouco mais sobre a avaliação de quem usa ou já usou o serviço.

Por conta disso, fizemos um levantamento junto ao site Reclame Aqui e Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) para saber como anda a avaliação da Amil. Confira o resultado a seguir:

Convênio médico Amil é bom?

O convênio médico Amil é bom, segundo o Reclame Aqui?

A pesquisa realizada no site da Amil considerou o levantamento dos últimos 12 meses e utilizou essas informações como base.

Existe o registro de 7872, sendo que no momento da pesquisa, 99,2% delas tinham sido atendidas em um tempo médio de 9 dias e 6 horas.

Os três principais itens que geram reclamações da operadora são: cobrança indevida, mau atendimento e demora para autorização de consultas, exames e cirurgias.

Apesar do número de reclamações, o índice de solução é 67,7% e de clientes que voltariam a fazer negócio com a empresa é de 58,6%.

Das reclamações registradas, apenas 3043 realizaram a avaliação da empresa, dando a nota média de 5,52, o que segundo os critérios do site rende a classificação “Regular”.

Essa avaliação foi realizada pelo Reclame Aqui no período de 01/01/2017 a 31/12/2017.

Convênio médico Amil é bom?

*Pesquisa realizada em janeiro de 2018. Fonte: Reclame Aqui

O convênio médico Amil é bom, segundo a ANS?

A ANS realiza a avaliação das operadoras e, para isso, considera diferentes critérios, nesse caso, vamos utilizar o Programa de Qualificação de Operadoras que mede o Índice de Desempenho da Saúde Suplementar (IDSS).

Nesse caso, são avaliados 4 diferentes critérios que analisam áreas diversas de cada uma das operadoras.

A última avaliação disponível no site da ANS é com ano-base de 2015 e foi essa a utilizada.

Nesse caso, a operadora recebe uma nota para um dos critérios, sendo a mínima 0 e a máxima 1.

A nota média obtida foi de 0.8898, sendo o melhor desempenho no critério GESTÃO DE PROCESSOS E REGULAÇÃO com nota 0,9543 e o pior em SUSTENTABILIDADE NO MERCADO com 0,7890.

No site da ANS também é possível consultar as reclamações registradas pelos clientes. A Amil teve 20 registros de reclamações no mês de julho de 2017. Fique atento à nova atualização direto no site da ANS.

Conclusão

Com essas informações citadas acima, podemos concluir que a Amil oferece um bom atendimento.

Pelo site do Reclame Aqui, quase 60% dos clientes que registraram uma reclamação alegam voltar a fazer negócio com a empresa.

Isso mostra que seus problemas foram resolvidos e eles estão satisfeitos com os serviços, mesmo após algum problema.

Então, se você decidir contratar o plano de saúde Amil, não se esqueça de verificar mais informações.

Para isso, conte com o próprio site da empresa e tire todas as suas dúvidas com o corretor.

*Este texto é de conteúdo editorial e não garante a comercialização deste produto nesse site.

Plano de saúde Blue Med

Você quer contratar um plano de saúde? Conheça o plano de saúde Blue Med e veja se tudo o que a empresa oferece é o que você busca.

A Alvorecer foi fundada em Abril de 1924, na cidade de São Paulo e desde então vem oferecendo planos de saúde que tem mudado a vida de seus beneficiários.

Ela conta com milhares de associados que estão muito satisfeitos com o atendimento recebido.

Plano de saúde Blue Med

Imagem: Novo Tempo

Para atender a essa demanda ele conta com a linha de produtos Blue Med, que é uma opção de plano de saúde com ótimas condições e preços.

Por que ter um plano de saúde Blue Med

Para quem busca um plano de saúde de qualidade que atende nas regiões de São Paulo e Baixada Santista podem contar com a Blue Med.

A empresa está há anos no mercado e conta com clientes satisfeitos. Com isso é possível garantir atendimento não apenas na capital, mas também no litoral durante as suas férias.

Além disso, ele conta com um ótimo custo-benefício atendendo a todos os procedimentos inclusos no Rol da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e a mais alguns adicionais.

Vantagens do plano de saúde Blue Med

A Blue Med conta com uma rede credenciada com excelentes profissionais, clínicas, laboratórios e hospitais, além de um ambulatório próprio.

Os planos são voltados para pessoas físicas e empresas que são divididas de acordo com a faixa etária, assim se paga um valor correspondente a sua idade.

Os planos ainda permitem que se escolha a modalidade de acomodação em casos de internação permitindo se escolher entre o menor preço ou um pouco mais de privacidade.

Para quem deseja migrar para o Blue Med pode aproveitar a carência da outra operadora e assim não é preciso esperar para utilizar os serviços.

Para ficar mais completa, a Alvorecer oferece o programa “Mais saúde para você”, que conta com várias dicas e orientações em caso de diversos problemas de saúde como hipertensão e tabagismo.

Como contratar o plano de saúde Blue Med

Antes de escolher o plano de saúde é preciso entrar em contato com a empresa para sanar suas dúvidas e verificar se o que ela oferece é o que precisa.

Para isso, acesse o site da mesma e verifique as opções oferecidas. E lembre-se de que, antes de assinar o contrato, você deve tirar suas dúvidas para evitar surpresas futuras.

Planos oferecidos pela Blue Med

A Blue Med oferece dois tipos de planos para seus associados, o empresarial e o individual. Confira:

– Planos empresariais:

É preciso ter no mínimo 2 vidas (1 titular e dependente). A empresa aceita pessoas de todas as faixas etárias.

– Planos individuais:

Plano para pessoa física, individual e familiar. Disponível para todas as faixas etárias. Maiores de 58 anos precisa passar por uma avaliação médica da operadora. As opções são:

  • Premium Blue: Executivo (apartamento) e Standard (enfermaria)
  • Platinum Blue: Executivo (apartamento) e Standard (enfermaria)

*Este texto é de conteúdo editorial e não garante a comercialização deste produto nesse site.

Plano de saúde Unimed de 0 a 18 anos

Descubra quanto custa um plano de saúde Unimed de 0 a 18 anos e entenda melhor quem pode ter esse plano de saúde.

A Unimed é uma operadora de saúde que atua de forma descentralizada, isso significa que ela possui diversas operadoras atendendo pelo país.

Apesar disso, existem alguns pontos em comuns, como ter um Plano de saúde Unimed de 0 a 18 anos em cada regional.

Por isso, quem deseja cuidar bem da saúde dos filhos, vai encontrar um serviço de assistência médica sob medida.

Plano de saúde Unimed de 0 a 18 anos

Quem pode ter o Plano de saúde Unimed de 0 a 18 anos?

O plano de saúde Unimed é válido para qualquer pessoa que queira cuidar da sua saúde, o que muda é a forma de aquisição.

Ele pode ser adquirido na modalidade de pessoa física, podendo ser individual ou familiar.

No plano individual é contratado o serviço exclusivamente para que a criança ou adolescente possa usar. Já no plano familiar ele é incluído como dependente, normalmente dos pais e passa a ter acesso aos mesmo serviços.

Há a possibilidade do jovem ter a o plano de pessoa jurídica, se ele trabalhar em uma empresa que ofereça o plano pode fazer a adesão.

Outra possibilidade nesse caso é entrar como dependente dos pais que tenham o plano empresarial.

Independentemente da forma que for feita a aquisição, qualquer pessoa de 0 a 18 que deseje ter o plano de saúde Unimed, pode fazer a aquisição desde que essa seja solicitada por um responsável maior de idade.

Quanto custa o plano de saúde Unimed de 0 a 18 anos?

O valor o plano de saúde Unimed de 0 a 18 anos vai variar de acordo com as cobertura que estão inclusas e que regional está disponibilizando o serviço.

Porém, pela idade de 0 a 18 anos se tratar de uma única faixa etária não irá sofrer reajuste de valores por idade, conforme regulamentação da ANS.

Para que possa ter uma ideia dos custos, veja a tabela com algumas opções de planos de saúde Unimed de 0 a 18 anos.

OPERADORA PLANO VALOR
Unimed Manaus Municipal QC | S/ Obst. R$ 183.56
Unimed Manaus Nacional QC | S/ Obst. R$ 239.44
Unimed Ceará Classic QC R$ 270.62
Unimed Ceará Premium QC | Copart R$ 256.79
Unimed Belo Horizonte Unimed Pleno QC R$ 121.79
Unimed Belo Horizonte Unipart Flex 30 QC R$ 167.88
Unimed Curitiba Uniplan QC R$ 446.34
Unimed Curitiba Amigo QC R$ 273.51
Unimed Recife Prata 4 Estadual QC R$ 337.05
Unimed Recife Diamante Nacional QP R$ 650.50
Unimed Rio UniPart Básico QC R$ 243.04
Unimed Rio Beta 2 QP R$ 266.88
Unimed Natal Uniflex XX QC R$ 132.03
Unimed Natal Uniplus Fixo QC R$ 188.96
Unimed Guarulhos Essencial V QC R$ 169.68
Unimed Guarulhos Regional QC R$ 191.22
Unimed Sergipe Cidade Básico QC R$ 141.03
Unimed Sergipe Univida Básico Plus QC R$ 231.31

*Fonte: MulticalculoSaude. Pesquisa feita em Dezembro/17.

*Este texto é de conteúdo editorial e não garante a comercialização deste produto nesse site.

* O PlanodeSaude.net não se responsabiliza pelos valores aqui mencionados, visto que o preço do seguro pode variar conforme o perfil de cada beneficiário.

Fraturas do fêmur ameaçam os idosos, como evitar?

A proporção de idosos que morrem em consequência de fraturas do fêmur é assustadora, 25%. É preciso conhecer as causas das fraturas, para sua prevenção e procurar fortalecer ossos e músculos.

Fraturas do fêmur ameaçam os idosos, como evitar?

Imagem: Eluniversal

A gravidade desse tipo de fratura também está relacionada ao elevado índice de mortalidade a ela atribuído. Os trabalhos internacionais mostram que, em seis meses, 18 a 34% dos pacientes morrem devido à fratura de fêmur. 12 a 20% morrem em um ano após esse tipo de fratura e 50% ficam incapacitados.

Problema do nosso tempo que tende a aumentar

Com o prolongamento da expectativa de vida que assistimos nas últimas décadas, estamos mais sujeitos a todos os desgastes e doenças dos músculos e do esqueleto que são próprias do envelhecimento. Morrer jovem é a alternativa!

Com a idade aumenta a perda óssea e diminui a massa muscular, principalmente nas mulheres depois da menopausa. Existe um conjunto de fatores que aumentam o risco da fraturas do fêmur:

– o próprio envelhecimento

– existência de fraturas recorrentes ou que já aconteceram

– as quedas

– terapias com corticoides

– história familiar de fraturas de quadril ou fêmur

– Cigarro.

Grande causa de mortalidade entre idosos

Imagem: Spotlife

Infelizmente, em muitas famílias há casos de falecimento de idosos em razão de fraturas do fêmur. Esse é um acidente que tem consequências graves. A fratura pode acontecer em razão de perda óssea, na osteoporose, mas também por fatores genéticos e quedas. As mulheres tem mais propensão à perda óssea depois da menopausa.

A ocorrência é maior entre homens acima de 60 anos e entre mulheres acima de 70 anos. A fratura traz não somente o risco de morte, mas a possibilidade de perda da autonomia, reduzindo a qualidade de vida.

A mortalidade por fraturas do fêmur é alta

Pesquisa realizada pela Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT) informou que os idosos sofrem fratura do fêmur tem grande probabilidade de morrer no primeiro ano após a fratura. A pesquisa foi realizada em Belo Horizonte, no Hospital Governador Israel Pinheiro, com 153 pacientes, a maioria aposentados. 13,7% ficaram totalmente dependentes depois de operados e 19,6% parcialmente dependentes. 4 pacientes morreram logo após a cirurgia e 38 morreram durante o primeiro ano depois da cirurgia.

Imagem: Mundo Sem Dor

Segundo a pesquisa, a maioria das fraturas acontece em casa, no momento em que o paciente se dirige para o banheiro, à noite. Ou perdem o equilíbrio, escorregam, ou tropeçam em tapetes e se confundem no escuro. Os remédios, como os hipertensivos, também podem provocar alguma tontura e provocar a queda.

Estudo publicado em 2004, na Acta Ortopédica Brasileira, realizado pelos Drs. Sakakie, Oliveira e outros, para avaliar a mortalidade ocasionada por fratura do fêmur em idosos, analisou 25 artigos relacionados ao tema, com um total de 24.062 pacientes com mais de 60 anos de idade, que sofreram fratura do fêmur.

Imagem: Curitiba/PR

Segundo o estudo, a mortalidade foi de 5,5% durante a internação hospitalar, 4,7% no final de um mês de tratamento, 11,9% depois de três meses, 10,8% depois de seis meses, 19,2% ao final de um ano e 24,9% depois de dois anos do trauma.

Os autores encontraram quatro fatores relacionados com a maior mortalidade nestes pacientes: idade avançada, sexo masculino, deficiências cognitivas, ou de memória e raciocínio e outras doenças. De acordo com o estudo, alguns fatores que em alguns estudos despertaram suspeita de colaborarem para a mortalidade, não mostraram grande correlação, como tipo de anestesia utilizada, existência de AVC prévio, anemia e tempo decorrido antes da cirurgia.

A cirurgia precisa ser imediata

O professor Marco Antonio Castro Veado, da Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais, um dos responsáveis pela pesquisa, afirma que, quando a fratura acontece, a cirurgia precisa ser imediata, logo após o acidente, para que o idoso não seja operado ainda mais enfraquecido.

Imagem: StandOutHealth

O professor Marco Antonio Castro Veado, da Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais, um dos responsáveis pela pesquisa, afirma que, quando a fratura acontece, a cirurgia precisa ser imediata, logo após o acidente, para que o idoso não seja operado ainda mais enfraquecido.

Para evitar ficar na fila para realizar uma cirurgia, contrate o plano de saúde para idosos.

Sequelas das fraturas do fêmur

A fratura ocorre quando existe diminuição do conteúdo mineral do osso, com a deterioração de sua arquitetura, o que é próprio da osteoporose, além dos fatores genéticos e dos acidentes de quedas. As sequelas são a perda da capacidade funcional e da autonomia, as doenças degenerativas da articulação relacionada à fratura, dor crônica, mobilidade reduzida e deformidade.

Quando a fratura ocorre por queda

Há estudos demonstrando que a mortalidade por fratura em quedas é a de maior ocorrência eapresenta um maior índice por volta dos 85 anos. Em 2014, pesquisadores da Faculdade de Medicina da USP de Ribeirão Preto, relataram a mortalidade de 15 a 50% dos idosos hospitalizados com fratura no fêmur.

Fraturas por doenças ósseas

A fratura de fêmur está relacionada a desnutrição e osteoporose. O envelhecimento leva à diminuição das atividades diárias, a redução da visão, a alteração do equilíbrio. Esses fatores enfraquecem a musculatura e estão associados à problemas cardiovasculares e problemas das articulações.

Musculação para fortalecer músculos e ossos

A musculação é indicada não somente para prevenir fraturas, como na recuperação das fraturas, segundo o presidente da SBOT. O idoso precisa não somente praticar as caminhadas, mas fazer musculação com levantamento de pesos, logicamente dentro daquilo que é sua capacidade. Tomar sol também é essencial, para a síntese da vitamina D.

A pesquisa demonstrou que a administração de medicação para fortalecer os ossos e um programa de fortalecimento muscular adequado pode evitar as fraturas.

Tratamentos com medicamentos

Para o tratamento do enfraquecimento ósseo, existem drogas que atuam controlando o processo de reabsorção óssea, os chamados bifosfonatos ou difosfonatos, como o risedronato, alendronato, ibandronato, pamidronato é o ácido zoledrônico. Eles impedem uma perda óssea maior na osteoporose que já está estabelecida, mas não repõem a massa óssea perdida.

Não existe grande adesão dos pacientes a esses medicamentos orais, porque eles não são facilmente absorvidos pelo intestino. É necessária a administração de altas doses por via oral, o que acaba produzindo efeitos colaterais no esôfago e estômago, a chamada esofagite.

Existe o difosfonato intravenoso, o ibandronato, administrado a cada três meses, mas o seu custo é caro. Além disso, há constatações de que ele produz efeitos secundários, como dor nos músculos, complicações renais, a temível osteonecrose da mandíbula e algumas complicações oculares.

O ácido zoledrônico, por outro lado, é administrado por via endovenosa em uma injeção anual, que atualmente no Brasil tem um custo que varia de R$ 1.280,00 a R$ 2.500,00. Entretanto, ele não pode ser tomado por quem apresenta deficiência de cálcio ou vitamina D e não pode tomar suplementos dessas vitaminas, se o paciente já teve partes do intestino removidas, se teve a tireoide removida, se tem qualquer problema com os dentes ou mandíbula.

Portanto, a decisão é adotar um tratamento medicamentoso para osteoporose, no caso do idoso, não é uma decisão simples e muitas vezes os efeitos colaterais fazem com que a pessoa abandone o tratamento.

Estratégias para evitar as fraturas do fêmur

Imagem: Idosos

Fortalecimento dos músculos através de prática de exercício físico. Pode ser orientado por profissional da área de educação física ou fisioterapeuta.

– Alimentação: dieta é importante para a suplementação natural de cálcio e vitamina D.

– Parar de fumar – é atitude essencial para o idoso.

– Evitar consumir álcool. Além de aumentar o risco de fraturas, o álcool prejudica o processo de consolidação óssea depois de uma fratura.

– Evitar situações de risco para a fratura de fêmur

– Usar equipamentos e roupas adequadas para a prática de atividades físicas

– Utilizar sempre o cinto de segurança enquanto estiver num veículo, dirigindo ou como passageiro.

Políticas públicas de saúde são urgentemente necessárias para levar à população em geral as informações e suporte que resultem e redução dos fatores de risco. A moradia segura, com suporte para os idosos, é também fundamental na idade avançada.

Plano de saúde com menos reclamações em 2017

Saber qual o plano de saúde com menos reclamações pode trazer mais segurança na hora de contratar um serviço de assistência médica e, por isso, resolvemos te ajudar.

Se você busca o melhor plano de saúde, então, precisa de um que seja bem avaliado pelos seus beneficiários.

Fizemos uma pesquisa em dezembro de 2017 para identificar quais são os planos que possuem menos reclamações no site Reclame Aqui. Para criar o nosso ranking, consideramos o número de registros feitos nos últimos doze meses.

Consideramos as operadoras: Amil, Bradesco Seguros, NotreDame Intermédica, Hapvida Saúde, SulAmérica Saúde, Prevent Senior, Greenline sistema de saúde, Unimed BH, Unimed Rio, Next Saúde, BioVida Saúde, Golden Cross, Central Nacional Unimed, Unimed Norte-Nordeste, One Health (Lincx), Unimed Curitiba, Unimed Goiânia, Unimed Seguradora, Unimed Fortaleza, Unimed Porto Alegre, Unimed Santos, Unimed Guarulhos, Unimed Manaus, Sompo Saúde – Yasuda Marítima Saúde, Unimed Grande Florianópolis, Unimed Cuiabá, Unimed Piracicaba, Unimed Ribeirão Preto e Unimed Maceió.

Plano de saúde com menos reclamações

Confira como ficou essa classificação e quais operadoras apresentaram menos manifestações.

Plano de saúde com menos reclamações em 2017

1º lugar – Unimed Maceió

Em primeiro lugar na nossa lista aparece a Unimed Maceió, com apenas 28 reclamações registradas durante o ano.

Os principais motivos dessas reclamações foram: qualidade do serviço prestado, mau atendimento, divergência de valores, valores abusivos e demora na autorização de consultas e exames.

Mas, de todos os casos registrados, 100% deles foram atendidos em um tempo médio de 3 dias e 5 horas.  A nota média obtida pela empresa foi de 4,94.

2º lugar – Unimed Ribeirão Preto

Na sequência, temos a Unimed Ribeirão Preto com 37 reclamações, sendo que os principais ofensores são: dificuldade para agendamento de consultas e exames, mau atendimento do prestador de serviços, mau atendimento, cobrança indevida e reajuste abusivo.

Todos os casos registrados foram atendidos e o índice de solução chegou a 75,0% com 56,3% dos clientes informando que voltariam a fazer negócio com a empresa.

3º lugar – Unimed Piracicaba

A Unimed Piracicaba teve 42 reclamações registradas, sendo que 100% delas foram atendidas em um tempo médio de 1 dia e 5 horas.

Os motivos que mais geraram insatisfação foram: mau atendimento, demora na execução, demora para autorização de consultas exames e cirurgias, cobrança indevida e dificuldade para agendamento de consultas e exames.

Na avaliação dos clientes ela merece a nota média de 4,29 e segundo o Reclame Aqui ela é classificada como regular.

4º lugar – Unimed Cuiabá

A Unimed Cuiabá também reúne um número baixo de reclamações, durante o ano todo foram 52.

Todas elas foram atendidas em um tempo médio de 16 horas e os motivos que mais se destacaram foram: mau atendimento, demora na execução, atraso na entrega, reajuste abusivo e estorno do valor pago.

O índice de solução dos casos chegou a 72,4% e lhe foi atribuída a nota média de 5,48.

5º lugar – Unimed Grande Florianópolis

Para finalizar o nosso ranking, temos a Unimed Grande Florianópolis com 73 reclamações e registradas e 100% delas atendidas em um tempo médio de 2 dias e 14 horas.

Os itens mais reclamados são demora na execução, mau atendimento, dificuldade para agendamento de consultas e exames, cobrança indevida e falta de cobertura de exames.

O índice de solução foi de 62,5% e anota média atribuída pelos reclamantes de 4,46.

Fonte: Reclame Aqui. Consulta realizada em: Dezembro/17

*Este texto é de conteúdo editorial e não garante a comercialização deste produto nesse site.

Plano de Saúde Unimed Nova Friburgo

Antes de contratar um plano de Saúde Unimed Nova Friburgo, você deve conhecer um pouco sobre o que a operadora oferece. Veja aqui os serviços disponíveis e as vantagens oferecidas.

A Unimed Nova Friburgo foi fundada em 13 de janeiro de 1975, seguindo os mesmo ideais da Unimed Santos, fundada 7 anos antes.

Hoje, ela abrange um total de 12 municípios, sendo eles:  Nova Friburgo, Bom Jardim, Duas Barras, Cordeiro, Cantagalo, Macuco, Santa Maria Madalena, Trajano de Moraes, São Sebastião do Alto, Carmo, Sumidouro e Cachoeiras de Macacu.

Plano de Saúde Unimed Nova Friburgo

Para atender a demanda de cerca de 60 mil beneficiários, possui em torno de 327 médicos cooperados, uma infraestrutura própria e uma rede credenciada.

A sua estrutura própria, conta com o Hospital Unimed Nova Friburgo que atende a diferentes especialidades médicas e possui uma infraestrutura moderna.

Os planos comercializados atendem ao rol de procedimentos exigidos pela ANS. Além disso, oferece alguns aditivos, permitindo que sejam comercializados planos mais completos e que atendam a diferentes necessidades.

Os beneficiários podem contar com um canal exclusivo no site, acessando por meio de login e senha. Esse disponibiliza alguns serviços como: consulta ao guia médico e acesso ao boleto para pagamento.

Plano de Saúde Unimed Nova Friburgo no reclame Aqui

Uma das maneiras de saber o que os consumidores pensam sobre uma operadora de saúde é consultando o Reclame Aqui.

Esse site se tornou referência em reclamações de usuários e reúne uma série de empresas. É possível saber não apenas dos problemas existentes, como também as soluções apresentadas pelas empresas e as avaliações finais dos consumidores.

Um levantamento realizado em janeiro de 2018 indicou 23 reclamações registradas, sendo que todas elas foram atendidas em um tempo médio de 12 horas.

Os assuntos registrados são variados e incluem problemas para liberações de procedimentos, pagamentos, dificuldade para conseguir atendimento, entre outros.

Dos registros efetuados, 92,9% foram solucionados e 92,9% dos clientes, informaram que voltariam a fazer negócio com a Unimed Nova Friburgo.

A nota média recebida pela operadora é de 8,71, o que segundo o site lhe rende a classificação “Ótimo”.

Plano de Saúde Unimed Nova Friburgo

*Pesquisa realizada em janeiro de 2018. Fonte: Reclame Aqui

Plano de saúde Unimed Nova Friburgo na ANS

A Agência Nacional de Saúde Suplementar possui maneiras de avaliar as operadoras e acompanhar se estão de acordo com as exigências.

O Índice de Desempenho da Saúde Suplementar (IDSS) visa avaliar as operadoras com notas de 0 a 1, sendo que quanto maior essa pontuação, melhor é a sua avaliação.

No último levantamento, realizado em 2016, com dados de 2015, o Plano de saúde Unimed Nova Friburgo obteve a nota média 0,6371. Apresentando uma leve queda em relação ao ano anterior.

Como contratar o plano de saúde Unimed Nova Friburgo

Para contratar o plano de saúde Unimed Nova Friburgo, você deve entrar em contato com a operadora.

Os telefones correspondentes são:

  • Nova Friburgo: 22 2102 8200
  • Cordeiro: 22 2551 5322
  • Cantagalo: 22 2555 4836
  • Bom Jardim: 22 2566 2110
  • Cachoeiras de Macacu: 21 2649 2305

*Este texto é de conteúdo editorial e não garante a comercialização deste produto nesse site.