Descubra o preço
do seu
Plano de Saúde

Descubra o preço do seu Plano de Saúde

Conheça benefícios e contraindicações do leite

Nas culturas ocidentais, o leite de vaca é o mais consumido e é normalmente visto como parte vital de uma dieta balanceada, contendo nutrientes essenciais, como cálcio, proteína e vitamina D. Veja os benefícios e riscos para a saúde.

Tomar ou não leite atualmente virou uma questão polêmica, deixou de ser um consenso, como há algum tempo atrás, Isso porque hoje, com a internet, temos acesso a muitas informações e também os médicos e a imprensa fazem divulgação das razões que levam muitas pessoas a deixar de tomar leite.

Alguns fatos podem ser citados sobre o leite:

– O leite é uma grande fonte de Vitamina D, potássio e cálcio.

– O leite traz benefícios para os ossos, cérebro e o coração.

– Entretanto, o leite pode agravar as alergias e intolerâncias à lactose.

– O choque anafilático proveniente de uma alergia ao leite pode ser fatal.

Conheça benefícios e contraindicações do leite

Imagem: Getty

Tipos de leite e produtos do leite

Existem muitos tipos diferentes de leite, com vários níveis de benefícios para a saúde. O benefício conferido pelo leite depende do indivíduo e do tipo de leite consumido. O leite pasteurizado que tem alto teor de proteína, pouca gordura e livre de aditivos desnecessários, pode ser saudável para muita gente. Já os leites com sabor, que contém muito açúcar, não trazem o mesmo benefício.

Hoje o leite de vaca não é um produto simples. Ele pode ser fresco ou longa-vida, sem lactose, fortificado com ômega-3, sem hormônios, orgânico, integral, desnatado, entre outras opções.

Composição nutricional

A composição nutricional do leite está muito relacionada com o quanto contém de gordura. Uma xícara de leite integral contém aproximadamente 3,25 por cento de gordura e 149 calorias. Estão presentes vários componentes, como proteína, açúcares, cálcio, fósforo, potássio, Vitamina D, magnésio, Vitamina A, riboflavina, Vitamina B6 e Vitamina B12

Saiba o preço do seu Plano de Saúde

Qual seu tipo de plano?

Simular

Cálcio

O cálcio tem muitas funções no organismo. O seu trabalho principal é desenvolver e manter ossos e dentes saudáveis. É também importante na cicatrização das feridas, na manutenção da pressão arterial e contrações dos músculos, incluindo o batimento cardíaco. Ele pode reduzir o risco de alguns tipos de câncer. É importante tentar manter uma alimentação rica em cálcio com fontes de Vitamina D, para aumentar sua absorção.

Potássio

Uma boa ingestão de potássio está associada com um risco reduzido de enfarte, doenças cardíacas, pressão alta, proteção contra a perda da massa muscular, preservação da densidade mineral óssea e redução da formação de cálculos renais. Uma dieta com um nível alto de potássio está associada com um risco 20% menor de morrer de qualquer doença.

Vitamina D

A vitamina D é importante na formação, crescimento e recuperação dos ossos. Ela também tem um papel importante na absorção do cálcio e na função imunológica. Sua deficiência tem sido associada à osteoporose, depressão, fadiga crônica, dores musculares, hipertensão e câncer de mama e cólon.

Benefícios do leite para a saúde

O leite pode ser bom para os ossos porque contém Vitamina D e cálcio. Isso fez com que fosse ensinado a todos nós que o leite e os derivados do leite, como o iogurte, são úteis para ajudar a prevenir a osteoporose. Entretanto, pesquisas realizadas em Harvard revelaram que uma alta ingestão diária de cálcio não está associada a um menor risco de fraturas ou osteoporose. De fato, em países com pouca ingestão de cálcio, como o Japão ou o Peru, onde se consume menos do que 300 mg por dia, as fraturas ósseas são menos frequentes do que nos Estados Unidos.

Outras estratégias para ganhar em saúde óssea incluem uma atividade física regular e treinamento de musculação, evitando o fumo e adotando uma dieta baixa em sódio e alta em potássio.

Saúde do cérebro

Pesquisadores da Universidade do Kansas constataram que adultos mais velhos que consomem mais derivados do leite tem uma maior quantidade de glutationa no cérebro, um poderoso antioxidante.

Aqueles que consomem três porções diárias de leite ou derivados do leite tem um nível de antioxidantes aproximadamente 30 por cento maior comparado a adultos que consomem menos do que uma porção.

Pressão sanguínea e saúde do coração

A maior ingestão de potássio e menor ingestão de sódio (sal) são importantes para reduzir o risco de doenças cardiovasculares. Um estudo demonstrou que aqueles que consomem 4.069 mg de potássio por dia têm 49 por cento menos risco de morrer por isquemia do coração do que aqueles que consomem menos de 1.000 mg por dia. O potássio pode ser encontrado nas folhas verdes, como espinafre e em frutas cítricas, bananas e tomates.

Entretanto, se a ingestão for de derivados do leite com alto teor de gordura, isso também pode aumentar o risco de arteriosclerose e doença cardíaca.

Depressão

Um adequado nível de Vitamina D dá suporte para a produção de serotonina, um hormônio associado com o humor, apetite e sono. A deficiência de Vitamina D tem sido associada com a depressão, em adultos. O leite tem Vitamina D e é uma boa fonte de cálcio, que ajuda o organismo a absorver a Vitamina D.

Massa muscular e perda de peso

O leite é uma fonte natural de alta qualidade de proteína, necessária para preservar e aumentar a massa muscular. Isso é importante porque uma quantidade saudável de músculos favorece o metabolismo e contribui para a perda e manutenção do peso.

No entanto, o excesso de proteína pode aumentar a acidez no sangue e levar ao uso de mais cálcio dos ossos para neutralizar esses ácidos. Isso pode ser prejudicial à saúde dos ossos.

Riscos do consumo do leite

Algumas pessoas têm escolhido não consumir laticínios para seguir uma dieta vegan ou para controlar a acne ou outras condições. Alguns argumentam que os seres humanos são a única espécie que continua a beber leite depois de adultos, o que indicaria que consumir leite não é natural. Outros leram sobre questionamentos colocados por pesquisas científicas e duvidam da importância do leite em sua saúde.

Questionamentos sobre o consumo do leite

Muitos especialistas na área da nutrição analisam as evidências de que o leite pode prejudicar nossos ossos, desaconselhando seu uso como um alimento saudável para crianças crescidas e adultos.

Muitos adultos percebem que eles não conseguem mais digerir o leite, porque estão intolerantes à lactose. Esses especialistas afirmam que, na verdade, a maioria da população não podem digerir o leite adequadamente. Porque não podem digerir o leite, essas pessoas passam a ter uma reação inflamatória, em vários órgãos.

O Save Our Bones, instituição de pesquisa dedicada a analisar informações sobre a osteoporose e divulgar informações para o seu tratamento, afirma que o leite prejudica os ossos. A instituição recomenda substituir o leite de vaca por leite de amêndoas, que é alcalinizante para o pH do sangue e não acidificante como o leite de vaca.

Segundo o Save Our Bones, quando se para de tomar leite de vaca, isso ajuda a evitar a esclerose múltipla, câncer, diabetes e alergias, além de melhorar a saúde de nossos ossos. Os hormônios voltam ao equilíbrio e é diminuída a exposição a um grande número de toxinas.

Os especialistas da instituição afirmam que o leite de vaca pode ser bom para os bezerros, mas é prejudicial para os seres humanos. Beber leite provoca perda de cálcio, segundo eles, de duas maneiras, através da excreção pela urina, provocada pela proteína animal do leite e por causa do seu alto teor de fósforo, que impede a absorção do cálcio.

Alergias, intolerâncias e sensibilidade

A intolerância à lactose pode levar a dor gastrointestinal depois de beber leite. A intolerância à lactose começa quando a pessoa não tem quantidade suficiente da enzima necessária para digerir o leite. Para essas pessoas, consumir leite ou derivados do leite pode levar a flatulência, diarreia ou refluxo.

O leite sem lactose tem enzimas que ajudam a digerir a lactose, o que pode facilitar ou eliminar os sintomas. Os níveis de intolerância à lactose variam entre os indivíduos. Uma pessoa pode tolerar produtos com um baixo nível de lactose, como os iogurtes ou queijos magros. Outras não conseguem tolerar nem mesmo uma pequena quantidade de leite no seu café.

A alergia ao leite é diferente da intolerância à lactose. Ele se refere a uma reação imunológica anormal, na qual o sistema imunológico do organismo produz anticorpos contra a alergia, como a imunoglobulina E. Os sintomas podem incluir dor gastrointestinal, vômitos e diarreia, asma, eczema, gases e pneumonia. Se a reação provocada for severa é possível que ocorra um choque anafilático. Dessa maneira, os que tem alergia ao leite precisam evitar rigorosamente o leite e os laticínios em todas as suas formas, incluindo manteiga, iogurtes e queijos.

Regina Di Ciommo

Mestre e Doutora em Sociologia pela UNESP, pesquisadora na área de Ecologia Humana e Antropologia, Desenvolvimento e Sustentabilidade Ambiental, foi professora em cursos superiores de Sociologia e Direito, nos estados de São Paulo, Minas Gerais e Bahia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.