ENCONTRE SEU
PLANO DE SAÚDE
EM 30 SEGUNDOS!

ENCONTRE SEU PLANO DE SAÚDE EM 30 SEGUNDOS!

Qual o seu DDD?

Cobertura do plano de saúde para doença pré-existente

Muitas pessoas contratam o plano de saúde após o descobrimento de uma doença que exige um tratamento mais intenso e caro. Mas como funciona a cobertura do plano de saúde para doença pré-existente? Leia o texto e saiba mais!

Após a descoberta de uma doença muitos pacientes recorrem a um plano de saúde para custear o seu tratamento. Mas saber quais são as regras dessas empresas e como funciona a carência para cada caso é muito importante.

A falta de informações por parte dos consumidores sobre esse assunto pode gerar mais preocupações e abrir precedentes para abusos por parte das empresas, ou então, fazer com que o paciente recorra por algo que na verdade não possui direito.

cobertura do plano de saúde para doença pré-existente

O que é doença pré-existente?

A sociedade médica evita o termo doença pré-existente, já que é difícil determinar o momento exato do surgimento de uma doença. Porém, a agência reguladora dos planos de saúde não concorda com essa opinião dos médicos, e determina que as lesões e doenças preexistentes (LDP) são todas aquelas que o paciente já possuía no momento da adesão ao seguro.

Mas, existe um porém para esse caso, se o segurado não tiver conhecimento da doença no momento da adesão, mesmo que já a possua, ela não pode ser considerada uma doença pré-existente. Ou seja, doença pré-existente, quando se refere a planos de saúde, são aquelas que são avisadas ao plano no momento da assinatura do contrato.

Como funciona a cobertura do cobertura do plano de saúde para doença pré-existente?

Há uma determinação para o período de carência de cada procedimento e tipo de atendimento. Porém, existe a cobertura parcial temporária (CPT) que é uma carência de até 2 anos para procedimentos que são relacionados à doença que foi anteriormente declarada, como, por exemplo, cirurgias e internações em leitos de alta tecnologia, exames com preços mais altos e procedimentos de grande complexidade entre outros.

Esse caso serve apenas para alguns casos específicos, ou seja, apenas alguns procedimentos se enquadram nessa cobertura. A lista desses procedimentos foi elaborada pela Agência Nacional de Saúde Suplementar, que é a agência reguladora dos planos de saúde e serve justamente para defender o direito dos consumidores, sem afetar o bom funcionamento das empresas.

Agora que você já sabe mais sobre como funciona a cobertura do plano de saúde para doença pré-existente, você já estará mais preparado para contratar um plano e enfrentar essa situação caso seja necessário. Aproveite!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.