dcsimg

ENCONTRE SEU
PLANO DE SAÚDE
EM 30 SEGUNDOS!

ENCONTRE SEU PLANO DE SAÚDE EM 30 SEGUNDOS!

Qual o seu DDD?


ou ver Listas Patrocinadas

Cuidado com a propaganda de alimentos saudáveis

Nossas escolhas na hora de comprar alimentos são muitas vezes determinadas pela aparência das embalagens e o marketing do produto. O que é realmente saudável?

Quando vamos às compras de supermercado, ficamos em meio a milhares de produtos nas prateleiras destinadas a alimentos. Elas já estão dispostas da maneira que você escolha o produto, às vezes apenas julgando por uma embalagem melhor e mais atraente.

Os fabricantes se esforçam para que os seus produtos sejam atrativos na gôndola, descrevem o sabor excepcional que eles têm e colocam no pacote as mil maravilhas que eles proporcionam. As embalagens vistosas  explicam suas virtudes ou mesmo atraentes e inspiradores anúncios publicitários.

Atualmente, todos querem parecer o mais saudável, porque esse é um elemento que conta muito para grande parcela de consumidores. Além de se afirmarem saudáveis, todos querem ser a melhor escolha, possuindo algo que os outros não têm. Cada vez que colocamos um produto no carrinho, estamos decidindo por uma marca e rejeitando todo o marketing das outras. Além disso, temos que decidir também entre a diversidade de tipos criados dentro da mesma marca, o que também é obra do marketing, para fazer com que o consumidor tente novas experiências.

Clique aqui e faça a cotação do seu plano de saúde.

Na verdade, o produto real, que está por trás da embalagem vistosa e atraente muitas vezes é igual aos outros. O que acontece é que o fabricante exagerou suas vantagens e se não há regulamentação legal, os defeitos e problemas são escondidos. São muitos os truques para nos convencer a comprar, entre os produtos que consumimos iludidos com o apelo de saudável, alguns podem ser comentados:

Iogurtes desnatados

Iogurtes desnatados

Iogurtes desnatados, com vários sabores exóticos estão em uma variedade enorme nas geladeiras dos supermercados. A propaganda e embalagem tentam nos convencer de que são mais saudáveis do que a versão integral, por tem menos calorias e menor teor de gordura.

Realidade

Iogurtes desnatados têm açúcar. A gordura do leite não precisa ser uma preocupação, ainda mais na pequena quantidade contida em um iogurte. Os iogurtes integrais contribuem para a nutrição, são eficazes como fontes de cálcio e contribuem para a saciedade. Na hora de escolher, o iogurte sem açúcar é melhor do que o desnatado, então a melhor opção é o iogurte natural integral.

Biscoitos sem açúcar

Os adoçantes passaram a ser usados ultimamente como a salvação para quem não quer consumir açúcar. Assim, em vez do alto teor de açúcar existente em muitos produtos, o adoçante passou a ser, enganosamente, a opção saudável.

Que tal cuidar da sua saúde agora? Aproveite e faça a cotação do seu plano de saúde.

Realidade

Os biscoitos e bolos continuam a ser fabricados com farinhas refinadas e gorduras pouco recomendáveis. Os adoçantes, além disso, não são calóricos, mas têm seus efeitos adversos. Eles afetam a microbiota intestinal e mantém o nosso hábito de elevado nível de doçura, a que já estamos acostumados.

Ao invés do biscoito sem açúcar, a melhor opção é uma boa torrada integral, acompanhada de geleia ou mel de qualidade. Aumentar o consumo de frutas frescas, castanhas e pães integrais faz diminuir a compulsão por bolos e biscoitos.

Presunto magro e presunto de peru

Presunto magro e presunto de peru

Os presuntos, gordos ou magros, são classificados pela OMS como carnes processadas que devemos reduzir em nossa alimentação. O peito de peru é apresentando como um bom alimento para o café da manhã ou lanche, aparentemente leve e saudável.

Realidade

Muitos presuntos de peru ou magros tem muito pouca carne e muito amido, fécula, aditivos, açúcar e água. A carne natural do frango ou peru, não processada, assada ou grelhada, pode ser preparada e consumida em lanches, substituindo o presunto. Como opção vantajosa, o “hummus” de grão de bico e o tofu, de soja, podem ser consumidos em substituição ao presunto, com vantagem.

Cereais matinais

Atualmente muito direcionados para o público feminino, por prometerem a perda de peso. A maioria dos cereais matinais é rica em açúcar, com um percentual de 15% a 20%, e menor quantidade de cereais integrais.

Realidade

A melhor escolha são os cereais integrais sem açúcar, como por exemplo, os flocos de aveia ou cereais torrados sem açúcar. Além disso, para o café da manhã as melhores opções são frutas frescas, castanhas, frutas desidratadas, apesar de perderem no quesito embalagem. Os produtos pouco processados, em sua maioria, não investem em etiqueta e embalagem.

Adoçantes

Adoçantes

Se quisermos diminuir a quantidade de açúcar na dieta talvez um produto adoçado artificialmente seja uma opção a ser considerada. Mas os produtos não são saudáveis simplesmente por serem sem açúcar ou diet.

Realidade

Estudos estão demonstrando que o uso de adoçantes faz com que menor quantidade de calorias seja ingerida em uma refeição, mas que isso será compensado mais tarde, porque haverá mais fome e a quantidade ingerida aumentará. Uma pesquisa recente realizada em Cingapura demonstrou que os consumidores de adoçante compensam a economia de calorias realizada comendo mais nas refeições seguintes. Ao final do dia, a influência na ingestão de calorias, usando adoçante, é mínima.

Os adoçantes estão ligados à obesidade, mas o seu efeito é mais complexo do que uma simples questão de calorias. Se a preocupação de uma dieta estiver reduzida a uma questão de calorias são esquecidos outros fatores importantes para o nosso organismo. Atualmente, por exemplo, está sendo demonstrado o efeito dos adoçantes sobre a flora intestinal.

Leite desnatado

Investigações recentes também estão demonstrando que laticínios desnatados não são opção tão saudável quanto se acreditava, reforçando a ideia de que devemos prestar atenção na qualidade de nossa alimentação, independente dos rótulos de que um alimento é saudável ou não, se engorda ou não. Matérias primas de qualidade, apesar de não possuírem um rótulo com informações nutricionais, muitas vezes são mais saudáveis.

Realidade

Ao contrário da opinião de que é mais saudável consumir leite e queijos desnatados, um estudo publicado no Scandinavian Journal of Primary Health Care concluiu que o consumo de lácteos ricos em gordura está relacionado a um risco menor de desenvolver obesidade. Uma explicação para essa descoberta é que os produtos integrais saciam mais e que os ácidos graxos dos laticínios tem efeito na regulação do peso.

Leite de soja

Leite de soja

Deixar de tomar leite de vaca pode limitar a ingestão de cálcio e de vitaminas A, D, E e B. Desde que não haja alergia ou intolerância à lactose, o leite de vaca é opção mais saudável do que outros tipos de leite, como o de soja, por exemplo. Dificilmente o leite de vaca consegue ser substituído como produto de riqueza nutricional.

Produtos sem glúten

Os adeptos do antiglúten crescem cada vez mais, muito por motivo de estar na moda e não por motivos de saúde. Nos Estados Unidos, já um total de um terço da população aderiu à dieta sem glúten e o mesmo pode estar acontecendo no Brasil, se prestarmos atenção à quantidade de rótulos que asseguram que não há glúten na composição do produto.

Realidade

Não se pode fazer uma modificação dietética de grande alcance por conta própria e sem consultar um médico. O Dr. Camilo Silva, da Universidade de Navarra (Espanha) assegura que a dieta pode sem glúten pode levar à maior ingestão de carnes e queijos, mas também pode se traduzir num aumento da diabetes, se o consumo de açúcar aumentar para compensar a ausência do glúten. Além de ser mais cara, a dieta antiglúten leva a uma menor ingestão associada de vitaminas e ferro.

Compartilhe esse artigo nas redes sociais:
O que você achou deste artigo? Sua avaliação é muito importante para nós!
Por favor, atribua uma nota:

avaliação
Rating

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.