Descubra o preço
do seu
Plano de Saúde

Descubra o preço do seu Plano de Saúde

Como os cuidados com a saúde bucal podem evitar doenças graves?

A saúde bucal é responsável pelo funcionamento de todo o organismo, iniciando o processo de digestão e absorção de nutrientes, além de ser uma porta para a entrada de bactérias. Justamente por isso a alimentação impacta diretamente na saúde bucal e do corpo como um todo.

Sabendo dessa informação, adotar práticas de cuidado com a saúde bucal e a alimentação é essencial para evitar doenças em qualquer idade. 

Neste artigo falaremos sobre essa relação entre a saúde bucal e doenças graves, confira! 

Como os cuidados com a saúde bucal podem evitar doenças graves?

saude bucal – idealodonto

Quais as principais doenças bucais? 

Inicialmente é importante ressaltar que as doenças bucais não acontecem apenas nos dentes, mas também nas gengivas, bochechas e na língua.

Justamente por isso, possuir um plano empresarial odontológico pode fazer a diferença em busca da solução desses problemas e na identificação dos sinais que surgem.

Isso porque nesses planos existe uma grande quantidade de especialistas que conseguem analisar e acompanhar o seu quadro de forma adequada, realizando procedimentos e apresentando novos hábitos que podem ser realizados para solucionar esses problemas.

As principais doenças bucais, que afetam grande parte das pessoas são: 

1. Tártaro

Consiste em uma placa bacteriana que não foi removida, se tornando mais densa e calcificada.

Por conta disso, o tártaro traz diversos riscos para a saúde bucal, como a gengivite e a periodontite, e devido a fixação da placa retirá-la com a escovação é mais difícil, demandando acompanhamento.

2. Gengivite

A gengivite é uma inflamação na gengiva provocada pelas bactérias que se desenvolveram na boca.

Saiba o preço do seu Plano de Saúde

Qual seu tipo de plano?

Simular

Essa inflamação tem a característica de deixar as gengivas vermelhas, provocando ardência, sangramento e até mesmo o mau hálito. 

3. Periodontite

 Essa inflamação bacteriana é uma das mais perigosas para o nosso coração! 

Ela surge de uma gengivite maltratada, onde a inflamação pode se tornar muito mais agressiva, causando o desgaste progressivo dos dentes e estruturas ósseas envolvidas.

A periodontite agressiva pode causar o enfraquecimento do osso e até mesmo a perda total do dente, necessitando que o paciente utilize um implante dentário, por exemplo. 

Com o passar do tempo, se não tratada ou não acompanhada por um profissional qualificado, as bactérias podem alcançar o coração por meio das correntes sanguíneas, gerando problemas cardiovasculares. 

Em doenças com maior gravidade como a periodontite, ter um acompanhamento adequado e frequente de um cirurgião dentista é extremamente necessário.

No caso do convênio, é válido ressaltar que o acompanhamento e identificação se tornam mais fáceis, devido a constância das consultas e os custos que se tornam mais reduzidos.

4. Cárie

 A cárie é uma das inflamações bucais mais conhecidas e ocorre ao deixar resíduos de comida na boca, gerando acúmulo de bactérias. 

Assim, por conta do acúmulo de bactérias, além das inflamações na gengiva que podem surgir, há o aumento da liberação de ácidos por essas bactérias, que se alimentam de açúcares e que corroem o esmalte do dente.

Com isso há a formação de uma lesão e que afeta diretamente a sensibilidade da arcada dentária. 

5. Halitose

A halitose pode vir junto com todas as inflamações citadas acima, pois não tratando qualquer uma delas é bem provável que o mau hálito seja desenvolvido, liberando um odor forte na boca. 

Quais os cuidados essenciais para uma boa saúde bucal? 

Os cuidados com a saúde bucal são tão importantes que muitas empresas oferecem convênio odontológico em prol da organização.

Apesar disso, é necessário conciliar o acompanhamento médico adequado aos hábitos mais saudáveis.

Por isso, a orientação é que a escovação ocorra em períodos de 30 segundos em cada dente e em movimentos circulares.

Com a escova adequada, de cerdas macias, outra medida interessante é recorrer ao uso da pasta de dente com flúor, que também auxilia na prevenção e combate de doenças e bactérias.

Contudo, o uso desse material deve ser feito com cuidado, de modo a não prejudicar o esmalte e a estrutura dental. 

Após a escovação também é importante fazer o uso do fio dental. Dessa forma os restos de comida que ficaram alojados entre os dentes são eliminados.

Como os cuidados podem influenciar na inexistência de doenças? 

Diante dessas doenças bucais, é primordial entender que prevenir e acompanhar com um plano odontológico é muito melhor do que remediar. Mas quando necessário, é imprescindível contar com profissionais especializados no tratamento.

Por esse motivo, os cuidados precisam ser reforçados e as visitas regulares aos consultórios de forma periódica são necessárias para a manutenção da saúde bucal de forma adequada, realizando as profilaxias necessárias – contendo a possível proliferação de bactérias.

Além disso, com o avanço da tecnologia os tratamentos tornaram- se mais rápidos e eficazes, otimizando os procedimentos.

Nesse sentido, procurar por um plano odontológico ou um profissional confiável para acompanhá-lo pode ser necessário, de modo a realizar os tratamentos na frequência correta e com um custo-benefício mais vantajoso.

Afinal, com um plano odontológico você terá diversos benefícios, como:

  • Atendimento mais frequente;
  • Facilidade na identificação de problemas;
  • Tratamento ágil e procedimentos de prevenção;
  • Atendimento garantido em outras redes em caso de emergência;
  • Valor mensal fixo para os tratamentos.

Assim, com uma boa higienização bucal e um acompanhamento com um bom cirurgião dentista, dificilmente você terá problemas e o seu organismo também funcionará em perfeito estado. 

Além das doenças cardiovasculares que podem ser desencadeadas pela gengivite e periodontite, a sua alimentação pode ser impactada pela falta de dentes, ou pela dor ao realizar a mastigação. 

Com isso, com uma alimentação desregrada e falha, problemas estomacais como gastrite podem ocorrer. Para explicar melhor essa relação, acompanhe o tópico a seguir.

A alimentação também é importante? 

Sem dúvidas nenhuma, justamente por isso as redes de convênios odontológicos em seus programas de prevenção orientam o consumo responsável de alimentos e redução de açúcares. 

Além disso, assim como a saúde bucal afeta a saúde do corpo, o oposto também pode ocorrer.

Quando consumidos de maneira exagerada, os açúcares são potencializadores de inflamações bucais, que podem futuramente despertar problemas no organismo. 

Já os nutrientes absorvidos podem impactar na resistência da estrutura óssea e da imunidade. Assim, é imprescindível ter cautela e adotar hábitos alimentares saudáveis.

Para isso, a orientação é que quanto mais colorido for o prato, mais saudável será o seu organismo. Ou seja, aposte em alimentos como cenoura, brócolis, pepino e tomate junto a sua alimentação diária.

Isso porque uma alimentação balanceada, ao lado de uma boa higienização bucal é a receita perfeita para ter dentes bonitos, saudáveis e resistentes por toda a vida. 

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe da Ideal Odonto.

Jeniffer Elaina da Silva

Redatora especialista em saúde e planos de saúde. Jeniffer já escreveu mais de mil artigos sobre saúde para o Planodesaude.net e publicou o ebook Cuide de Sua Saúde. Atualmente, cursa Gestão de Seguros e é formada em Marketing com pós em Administração na FGV. Possui também um curso técnico em Direito do Seguro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.