Descubra o preço
do seu
Plano de Saúde

Descubra o preço do seu Plano de Saúde

Outubro Rosa 2019 e a importância da mamografia

A população brasileira em geral ainda tem pouco conhecimento sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer de mama.

A campanha Outubro Rosa tem como objetivo chamar a atenção para a importância do combate ao câncer de mama, que começa pelo diagnóstico precoce para que milhares de vidas sejam salvas.

Pesquisa recente revela que ainda há dúvidas sobre os fatores de risco e sobre o diagnóstico do câncer de mama no Brasil.

Outubro Rosa 2019 e a importância da mamografia

Imagem: Pixabay

Mesmo com todos os avanços conseguidos com as campanhas Outubro Rosa no Brasil, que iniciaram em 2002, ainda persiste muita desinformação tanto com relação aos fatores de risco, quanto ao diagnóstico precoce do câncer de mama.

Essa foi a conclusão de pesquisa realizada pelo Laboratório Pfizer, encomendada pelo Coletivo Pink.

Um dos resultados da pesquisa foi de que as brasileiras acreditam mais no autoexame do que na mamografia e desconhecem quais são os principais fatores de risco desse tumor.

Outubro Rosa 2019 e a importância da mamografia

Imagem: Pixabay

Pesquisa com o título de “Câncer de mama hoje: como o Brasil enxerga a paciente e sua doença?” foi realizada pelo instituto Ibope Inteligência.

O levantamento entrevistou 1040 mulheres e 960 homens da cidade de São Paulo e regiões metropolitanas de Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Curitiba e Recife, através de consulta online.

Os resultados servirão para direcionar as próximas campanhas.

Após mais de 15 anos da campanha Outubro Rosa, a oncologista Marina Sahade, do Hospital Sírio-Libanês de São Paulo afirma que há muita coisa que a população brasileira não sabe.

Saiba o preço do seu Plano de Saúde

Qual seu tipo de plano?

Simular

A importância da mamografia

O Outubro Rosa dedica um mês todos os anos para divulgar a necessidade do autoexame de mama, que consiste em prestar atenção em qualquer alteração nas próprias mamas, como caroço, deformação, corrimento ou coceira, que podem ser sintomas de câncer.

Outra forma de prevenção que está sendo enfatizada para diagnóstico precoce e a mamografia.

Essa é a maneira mais eficaz par combater o problema.

A pesquisa realizada constatou que 77% preferem ficar apenas com sua própria autoavaliação e não procuram fazer a mamografia.

A importância da mamografia

Imagem: Pixabay

A mamografia é capaz de detectar nódulos menores, que não são perceptíveis, às vezes medindo milímetros, quando a chance de tratamento e cura ainda é maior.

A necessidade da mamografia, no entanto, não invalida a importância do autoexame.

Para 53% das entrevistadas, quando o exame da mamografia não encontra alterações, não é mais necessário repetir esse procedimento no futuro.

Entretanto, a recomendação de muitos médicos e do Ministério da Saúde é de que toda mulher com mais de 50 anos precisa fazer o exame a cada dois anos.

Recentemente, a maioria das organizações médicas vem orientando para que a mamografia seja realizada todos os anos, a partir dos 40 anos.

Quais são os fatores de risco para o câncer de mama

O levantamento mostrou que a maioria das pessoas não entende as causas que levam ao câncer de mama, um alto índice de 73% de entrevistadas acreditam que a maior causa é a genética.

Essa é, na verdade, uma causa menor, que corresponde a menos de 10% dos casos.

Na verdade, os fatores mais importantes estão relacionados com o estilo de vida, que levam à obesidade e sedentarismo, explica a oncologista Dra. Marina.

Apenas 23% das entrevistadas mostraram conhecer os fatores relacionados ao estilo de vida para desenvolver o câncer de mama.

Outras causas também aumentam as chances de aparecer a doença, como ter uma primeira menstruação cedo, a menopausa tardia, não amamentar, não ter filhos, alcoolismo e alimentação que abusa dos alimentos processados, de acordo com a Dra. Marina.

A desinformação sobre a prevenção ao câncer de mama existe entre mulheres e homens, nos seguintes pontos:

– Somente 10% dos brasileiros sabem que existe uma forte relação desse tumor com bebidas alcoólicas;

– Um total de 54% das pessoas não sabem ou não acreditam que comer carne processada e embutidos é uma das razões da doença;

– 52% dos entrevistados desconhece que o início da menstruação antes dos 12 anos pode representar um risco maior;

– Apenas 13% conhecem que a menopausa tardia aumenta o risco de câncer de mama

Existem ainda crenças antigas que confundem a população e que não representam a verdade.

Por exemplo, acreditar que esquentar alimentos no micro-ondas provoca a doença, para 31% dos entrevistados.

Existe também a desconfiança de que o soutien com bojo aumenta a chance de câncer de mama, em 39% das respostas.

Os oncologistas advertem para a quantidade de informações incorretas existentes na internet e sobre a necessidade de serem divulgadas informações verídicas e de qualidade.

Outubro Rosa 2019 e a importância da mamografia

Imagem: Pixabay

A consulta ao mastologista e o diagnóstico precoce

Quanto mais cedo o tumor for diagnosticado, mais cedo será tratado.

Portanto, para a prevenção do câncer de mama os exames acurados são as principais armas.

O principal deles é a mamografia.

Entretanto, segundo estudo da Rede Brasileira de Pesquisa em Mastologia, que foi realizado em parceria com a Sociedade Brasileira de Mastologia, em 2018 houve queda na realização da mamografia, em relação aos 6 últimos anos, no SUS .

Os especialistas em mastologia afirmam que o acompanhamento da saúde das mamas permite um diagnóstico precoce do câncer.

A possibilidade de fazer um tratamento menos invasivo e menos agressivo é maior e a chance de cura também aumenta.

Não apenas no Outubro Rosa, mas nos demais meses do ano, as mulheres devem se cuidar.

Conhecer a própria mama é essencial para identificar alguma alteração e procurar um especialista.

As visitas ao mastologista devem ser iniciadas aos 30 anos.

O mamógrafo é um aparelho que aperta o seio e isso assusta algumas mulheres.

Segundo alguns médicos, a maioria das pacientes não sente incômodo, mas para outras a dor do procedimento é intolerável.

No entanto, a sensibilidade não pode ser motivo de não fazer o exame, porque a mamografia demonstrou ser o único exame que reduziu a mortalidade, através da identificação precoce.

No estado da Bahia, somente em 2019, foram diagnosticados 2.870 novos casos de câncer de mama.

Na cidade de Salvador, foram 321 casos, segundo a Secretaria Municipal de Saúde.

A atividade física ajuda a prevenir câncer de mama

Outubro Rosa 2019 e a importância da mamografia

Imagem: Pixabay

Neste Outubro Rosa, alguns especialistas indicam dicas para evitar a doença e uma delas é a prática de atividade física.

De acordo com o Inca (Instituto Nacional de Câncer), 30% dos casos de câncer de mama podem ser evitados com alguns hábitos, entre eles os exercícios e a alimentação saudável.

A Mestre em Fisiologia do Exercício Bianca Vilela indica 30 minutos, 5 vezes por semana, de atividade física, como forma importante para ajudar a prevenção do problema.

O exercício, diz ela, aumenta a imunidade do corpo, equilibra a concentração de estrogênio, o que diminui as chances de o tumor aparecer.

Uma substância relacionada ao câncer de mama pós-menopausa é a leptina.

Sua quantidade diminui com os exercícios.

Por outro lado, a endorfina e os neurotransmissores, são aumentados com os esportes e práticas físicas e são benéficos ao corpo.

Após o tratamento, é preciso continuar a ter precauções.

A paciente deve se exercitar, o que vai aumentar sua força muscular, ampliar sua capacidade de movimentos e auxiliar no controle do peso.

É importante salientar que o ganho de peso é comum após o tratamento e a obesidade se torna um novo risco.

Apesar do câncer de mama aparecer principalmente em mulheres acima de 40 anos, é importante saber que também atinge mulheres a partir de 20 anos.

Regina Di Ciommo

Mestre e Doutora em Sociologia pela UNESP, pesquisadora na área de Ecologia Humana e Antropologia, Desenvolvimento e Sustentabilidade Ambiental, foi professora em cursos superiores de Sociologia e Direito, nos estados de São Paulo, Minas Gerais e Bahia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.