ENCONTRE SEU
PLANO DE SAÚDE
EM 30 SEGUNDOS!

ENCONTRE SEU PLANO DE SAÚDE EM 30 SEGUNDOS!

Qual o seu DDD?

Plano de saúde cobre fonoaudiologia?

Para assegurar os direitos do consumidor, a ANS (Agência Nacional de Saúde) definiu o chamado Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde. A lista indica todos os procedimentos e atendimentos que os planos de saúde devem cobrir, de acordo com sua segmentação. É com base nesse Rol que o plano de saúde cobre fonoaudiologia.

Segundo as regras estabelecidas, todo plano de saúde oferece atendimento fonoaudiológico. Além das consultas, este atendimento inclui exames e tratamentos indicados pelo médico responsável.

Plano de saúde cobre fonoaudiologia?

Como o plano de saúde cobre fonoaudiologia?

Desde 2016, o número de atendimentos ainda é ampliado: de acordo com as normas divulgadas naquele ano, os pacientes podem se consultar com o fonoaudiólogo periodicamente, sempre que necessário. Há ainda regras para um público específico. Quem possui transtornos da fala, de linguagem, ou gagueira, tem direito a 48 consultas anuais com o fono.

Já para indivíduos com autismo, o plano de saúde cobre fonoaudiologia em até 96 sessões anuais. O mesmo número para aqueles que se submeteram ao implante de prótese auditiva ancorada no osso.

Em todas estas situações, o acompanhamento fonoaudiológico é fundamental para manter, principalmente, a capacidade de fala e audição dos pacientes.

Assim, o plano de saúde cobre fonoaudiologia para uma série de procedimentos. Um profissional capacitado pode, como citado, diagnosticar aspectos da comunicação humana, como a linguagem, a voz e audição.

Crianças que possuem dificuldade em aprender as palavras, por exemplo, devem ser avaliadas por um fonoaudiólogo. Além de descobrir a causa da dificuldade, o médico poderá indicar exercícios e outros métodos para a melhora da linguagem.

O que a fonoaudiologia faz?

Outro ponto analisado por um fonoaudiólogo é a deglutição, tal qual a mastigação. Pacientes com dificuldades em engolir ou mastigar podem ter toda a sua nutrição prejudicada. Logo, é preciso tratar o erro para a melhora da qualidade de vida do indivíduo. O problema de deglutição é chamado de disfagia, e tem como causas principais problemas de origem neurológica, doenças no músculo do esôfago e obstruções da faringe ou do esôfago.

No caso da voz, a fonoaudiologia pode auxiliar os indivíduos a projetarem a fala. Por isso, a especialidade oferece atendimento interessante a jornalistas, atores, professores, cantores e outros que tem sua voz como “meio de trabalho”.

Entre outras, o médico ainda avalia a chamada motricidade orofacial. Ou seja, as funções relacionadas à respiração, articulação da fala, sucção e mais. Um fono pode ainda trabalhar em conjunto com fisioterapeutas e psicólogos. O tratamento multidisciplinar dos problemas costuma ter resultados ainda mais eficazes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.