Descubra o preço
do seu
Plano de Saúde

Descubra o preço do seu Plano de Saúde

Plano de saúde cobre hiperidrose?

O plano de saúde cobre hiperidrose, porém, não são todos os tratamentos que estão disponíveis pela operadora de saúde. Descubra quais pode ter acesso.

Quando se fala em problemas de saúde muita gente pensa apenas em doenças que deixam a pessoa debilitada, a verdade é que nem sempre ele pode fazer com que a pessoa fique com a aparência afetada ou mesmo nem pareça um problema.

Quem sobre com o excesso de suor quase sempre se pergunta se o plano de saúde cobre hiperidrose, já que a transpiração excessiva pode trazer desconforto e alguns outros males.

Tem quem se questiona, se transpira muito usa em desodorante que resolve, mas, não funciona. A questão vai além do uso de cosméticos para ser resolvida.

Plano de saúde cobre hiperidrose?

Imagem: Getty

O que é hiperidrose?

Todas as pessoas transpiram, afinal, esse é um processo do corpo para que possa regular a temperatura interna. A questão é que cerca de 1% da população tem suor excessivo e isso acaba prejudicando o seu convívio social e até mesmo a execução de tarefas.

Quem sofre com a hiperidrose normalmente tem transpiração excessiva nas mãos, pés, axilas e face, porém, pode ocorrer em outros locais do corpo.

As causas podem ser genéticas ou em decorrência de outras doenças como alterações endócrinas/neurológicas, uso de medicamentos, obesidade, hipertireoidismo e outros.

A hiperidrose consiste na transpiração excessiva e em alguns casos pode ser seguida de outros sintomas como falta de ar, dores no peito, febre e perda de peso.

Portanto, ela não é apenas uma questão estética pode trazer danos à saúde, por isso é considerada uma doença.

Plano de saúde cobre hiperidrose?

A boa notícia é que o plano de saúde cobre hiperidrose e o tratamento vai variar de um paciente para outro.

Saiba o preço do seu Plano de Saúde

Qual seu tipo de plano?

Simular

Os casos mais brandos podem ser tratados com o uso de desodorantes e pomadas antitranspirantes de aplicação local. Quando apenas isso não resolve, dermatologistas e endocrinologistas receitam o uso de medicamentos à base de oxibutinina. Eles vão agir nas glândulas sudoríparas impedindo que tenham uma atividade intensa.

No pior cenário é realizada a cirurgia conhecida como simpatectomia que consiste em aspirar ou bloquear as glândulas sudoríparas por meio de incisões. Após a cirurgia a pessoa não tem nenhuma alteração no funcionamento do organismo, portanto, comentários de que engorda ou afeta o desejo sexual são lendas.

Todos esses tratamentos citados, receita de pomadas, uso de medicamentos e a simpatectomia estão previstos no rol da ANS.

Isso significa que o plano de saúde cobre hiperidrose, porém, o tipo de tratamento deve ser receitado por um médico e não determinado pelo paciente. Além disso, é preciso verificar se o plano de saúde contratado dá acesso a determinado procedimento.

Existem casos em que a pessoa possui cobertura apenas para consultas e exames, se a situação for essa não conseguirá realizar a cirurgia com a sua operadora.

Há também o tratamento realizado com a aplicação de toxina botulínica, mais conhecida como botox.

Ele é considerado um tratamento paliativo, isso porque após algum tempo o botox perde seu efeito e será necessária uma nova aplicação. O botox não faz parte dos procedimentos do rol da ANS para tratamento da hiperidrose, apesar de seu utilizado para outros casos.

Portanto, quem deseja saber se o plano de saúde cobre hiperidrose, a resposta é sim, porém, apenas nos casos que já estão previstos pela ANS.

Jeniffer Elaina da Silva

Jeniffer Elaina da Silva

Especialista em seguros, Jeniffer Elaina trabalha com redação, revisão e otimização SEO desde 2012. É formada em Marketing com pós em Administração na FGV e atualmente cursa Gestão de Seguros. É apaixonada pelo que faz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.