Plano de saúde Unimed cobre peeling?

Nesse artigo, saiba se o plano de saúde Unimed cobre peeling e outros procedimentos estéticos, e o que fazer para realizá-los.

*Este texto é de conteúdo editorial e não garante a comercialização deste produto nesse site.

Muitas pessoas têm dúvidas se a Unimed plano de saúde cobre peeling ou outros procedimentos estéticos.

E a dúvida é bastante válida. Afinal, um plano de saúde cuida apenas da saúde, e não da beleza do indivíduo, certo?

De modo geral, as coberturas dos planos de saúde, causam muita polêmica. Afinal, quais as assistências oferecidas aos consumidores?

As dúvidas são ainda mais frequentes quando o assunto é a cobertura de intervenções estéticas.

O peeling nada mais é do que um procedimento que provoca a descamação e renovação da pele.

Ele é capaz de diminuir incômodos como manchas, rugas e acne.

Se você quiser saber se o plano de saúde Unimed cobre peeling, acompanhe esse artigo e entenda melhor sobre o assunto.

Plano de saúde Unimed cobre peeling?

Imagem: Getty

Quando o plano de saúde Unimed cobre peeling?

De um modo geral, todos os planos de saúde não são obrigados a cobrir procedimentos estéticos ou que envolvem apenas a melhora do bem-estar do paciente.

Por isso, conclui-se que o plano de saúde Unimed não cobre peeling. Mas, é importante verificar diretamente com a sua operadora para ter certeza, já que as coberturas variam conforme o contrato.

Os procedimentos que um plano de saúde deve cobrir estão listados no Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar).

A ANS é o órgão responsável por regular as operadoras de saúde no País.

Por meio dessa lista, o consumidor tem maior segurança em obter os atendimentos considerados “básicos” ao seu bem-estar.

A lista de procedimentos obrigatórios varia de acordo com a segmentação contratada do plano de saúde.

Um plano Hospitalar, por exemplo, cobre internação por mais de 12 horas, mas o plano Ambulatorial não faz esse tipo de cobertura.

Vale ressaltar que uma operadora pode oferecer sempre mais do que a ANS estabelece.

Nesse caso, os procedimentos “extras” aparecerão no contrato do plano, assim como as demais coberturas.

Os serviços previstos no Rol são apenas o mínimo com o que o usuário pode contar.

Exceções à regra: quando o plano cobre peeling?

Ainda que atendimentos estéticos não estejam incluídos na obrigatoriedade de cobertura, existem exceções.

Quando uma cirurgia tem cunho reparador, um procedimento estético pode servir como complemento do tratamento.

Nessas situações, o plano de saúde é obrigado, por lei, a cobrir todos os procedimentos necessários.

Um exemplo comum é a cirurgia estética para a mama feminina após um câncer.

Ou ainda a cirurgia de retirada de pele após uma bariátrica.

Portanto, se o procedimento estético estiver relacionado a um tratamento reparador, o convênio Unimed cobre peeling.

Agora, se ele tiver apenas finalidade estética, o plano de saúde não é obrigado a cobrir o procedimento.

Em todo o caso, é importante lembrar que o peeling possui poucas indicações para a saúde.

Para a que a operadora aprove o tratamento por esse método, o médico especialista precisa explicar, em detalhes, quais as razões dessa prescrição.

A empresa avaliará o pedido e se ele possui, realmente, caráter de saúde.

Só assim o atendimento será autorizado, algo que acontece em casos como o cuidado do melasma.

O melasma acontece quando surgem manchas escuras na pele, principalmente do rosto.

Seu tratamento precisa ser realizado por um dermatologista e poderá ser enviado a um laboratório Unimed para análise.

Na dúvida, fale com a Central Nacional Unimed.

Cuidar da saúde não significa apenas tratar de doenças!

De acordo com uma resolução da Organização Mundial de Saúde (OMS), cuidar da saúde não envolve apenas tratar doenças.

Isso porque,, a saúde é composta por um conjunto de ações, bens e serviços capazes de caracterizar um estado de bem-estar permanente.Essa diretriz da OMS torna ainda mais polêmica a dúvida sobre se o plano de saúde Unimed cobre peeling.

Afinal de contas, a instrução enfatiza que a saúde integral é alcançada não apenas com a cura de doenças, mas também com o estabelecimento de questões que estimulem o bem-estar pessoal.

Tudo isso seja por meio da prevenção de problemas, seja pela melhora de pequenos incômodos, atuando diretamente nos âmbitos psicológico e físico.

Neste caso, uma questão puramente estética pode, por exemplo, provocar desvios da autoestima do indivíduo e da sua saúde.

Caso considere o peeling uma solução para a questão estética e, consequentemente, a saúde mental do paciente, o médico pode indicar o procedimento.

Então, o pedido será avaliado pela operadora de saúde.

Portanto, vale a pena entrar em contato com um profissional capacitado junto ao plano de saúde e se informar melhor na Central Nacional Unimed sobre a cobertura para peeling.

Mas já adiantamos que, se o caso for apenas estético, as chances dessa cobertura acontecer são mínimas.

Porém, se o procedimento fizer parte de um tratamento de reconstrução, as possibilidades do plano de saúde Unimed cobrir peeling são um pouco maiores.

Entre em contato com seu plano e se informe melhor sobre o assunto.

Agora você já sabe quando o plano de saúde Unimed cobre peeling!

Na hora de contratar uma operadora, tenha o cuidado de conhecer cada norma do plano.

Elas estarão listadas no seu contrato e garantirão o melhor atendimento possível pela operadora.

Se não está no Rol de Procedimentos da ANS, a operadora pode oferecer cobertura para peeling? 

Sim. O Rol de Procedimentos da ANS visa assegurar aos usuários o direito a determinadas coberturas. Nele constam, especialmente, as coberturas básicas. Portanto, se a operadora quiser oferecer procedimentos estéticos, ela pode. 

Não importa se a cobertura com dermatologista inclui procedimentos como: blefaroplastia, mamoplastia redutora (redução de mama), braquiplastia ou outros, apenas com a finalidade estética, se a operadora quiser, poderá oferecer em todos os tipos de planos Unimed que trabalha. 

Então, para saber o que está incluso, olhe seu contrato. Mas, caso cubra o procedimento desejado, por exemplo, peeling, considere realizar na melhor clínica. Consulte seu guia médico Unimed com dermatologista Unimed e veja as opções disponíveis do convênio médico. 

É importante saber que a Unimed trabalha com uma rede ampla, que atende o Brasil todo. Portanto, os procedimentos oferecidos por determinada central podem não ser exatamente o mesmo de outra. Por exemplo, a Unimed Curitiba pode ter determinadas regras que diferenciam das regras da Unimed São Paulo. 

Na dúvida, consulte a Unimed Nacional e fale com um corretor.

*Publicado em 26/06/2019 e atualizado em 25/03/2022. 

5 Comentários

Maria Joana Giardini , avó dele ,dele Gustavo

Meu neto tem acne gravíssima, e está terminando o tratamento com racutan ,e vai precisar de tratamentos a leyser e ácido de hiarulonico e outros ,para acabar com as cicatrizes, do rosto, mas minha filha não consegue pagar este tratamento o qual é a segurança que finalisa as cicatrizes da acne ,e acaba com elas de vez e acaba TB com a anciedade dele ,e a depressão dele que tem 17 anos se sofre muito com isso. Por favor ,ajudem meu neto com esse tratamento ,minha filha fez o com racutan, ajudou ele nas dietas, o qual financeiramente foi uma luta para conseguir pagar, mas o tratamento a laser é necessário ,para Eliminar as manchas ,cicatrizes culoides que as acnes deixaram no rosto dele.

Comentar
Patricia Cardoso Frudeli

Olá, procure muita orientação nessa parte e um médico de estrema confiança, eu tenho 32 anos e fiz o lazer de Co2 fracionado que segundo o médico ia deixar minha pele como bunda de neném! E me arrependi muito! Paguei pelo tratamento 1500 cada seção e a recuperação é muito ruim, forma casca de ferida grossa e coça muito! E não adiantou nada!!!

Comentar
Augusta Miranda

Olá, Patricia!
Obrigada por comentar no PlanoDeSaude e contribuir com a sua experiência para nossos leitores!
Atenciosamente,
Equipe Plano de Saúde

Comentar
Kely bispo

Gostaria de tirar a dúvida se o plano Unimed cobre cirurgia plástica de rejuvenescimento facial em virtude de síndrome de Romberg. Tenho esse quadro desde os sete anos de idade e entre os 18 e 28 realizei 5 procedimentos de lipoinjectura no lado esquerdo. Na ocasião como dependente de militar fiz as cirurgias como reparadora em hospital de referência. Tenho o plano há 10 anos e nunca utilizei com está finalidade. Ocorre com o passar dos anos o envelhecimento natural da pele e a própria condição relacionada a síndrome que a face está completamente desarmônica entre os lados esquerdo e direito e isso tem ficado tão evidente a ponto de incomodar bastante. O plano cobre uma cirurgia reparadora nesse caso. Ainda não fui conversar com especialistas. Aguardo resposta

Comentar
Augusta Miranda

Olá, Kely!
Não somos operadora de plano de saúde, portanto, solicitamos aos leitores do nosso site entrar em contato com a operadora responsável para que possam tirar sua dúvida.
Aqui em nossa página solucionamos dúvidas referentes ao nosso site, como fazer cotação do plano de saúde, entre outras pertinentes. As que são relacionadas ao serviço ofertado por uma operadora, apenas ela tem autorização para resolver. Portanto, solicitamos que o leitor entre em contato diretamente com a mesma.
Se precisar, temos conteúdos com o telefone de algumas operadoras de planos de saúde. Basta filtrar pela pesquisa.
Atenciosamente,
Equipe Plano de Saúde

Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.