Descubra o preço
do seu
Plano de Saúde

Descubra o preço do seu Plano de Saúde

Protetor solar: saiba a maneira correta de usar

É importante conhecer a maneira correta de aplicação de protetor solar. O uso inadequado, em pequenas quantidades ou sem reaplicação frequente, não confere a proteção necessária, levando você a se expor à radiação UV.

Segundo o professor Dr. David Rubem Azulay, titular da Pós-Graduação em Dermatologia da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), é fundamental que as pessoas saibam como utilizar o filtro solar. Em primeiro lugar, ele precisa ser aplicado antes da exposição ao sol, pelo menos com 20 minutos de antecedência, com reaplicação a cada 2 horas.

Protetor solar: saiba a maneira correta de usar

Imagem: constantina

A radiação solar afeta a nossa pele não importando se é verão ou inverno. Seus raios são refletidos intensamente na neve, em 85%, na areia, 25% e em menor grau da água, 5%.

O Dr. Azulay explica que a maioria das pessoas aplica o protetor solar em quantidade insuficiente, cerca de um terço do que é necessário, o que diminui a eficácia do FPS do produto. Em 2011, a Food and Drug Administration (FDA), nos Estados Unidos, estabeleceu o índice de FPS 15 como o mínimo a ser usado. A partir desse número, os fatores não aumentam de forma que o efeito seja multiplicado, há pouco aumento de eficácia em fotoprotetores acima de 30. Quando se usa um FPS elevado o efeito seria para compensar a quantidade abaixo do ideal.

 Protetor solar: saiba a maneira correta de usar

Imagem: minutosaudavel

Segundo Azulay, não se deve ter a ideia de que o protetor solar representa um passaporte para abusar do sol. Ele avisa que, se houver excesso de sol e não se tomar cuidado com outras medidas complementares para proteção, o dinheiro gasto em protetores solares será inútil. Uma dessas medidas é de procurar abrigo na sombra, quando se frequenta a praia.

 Protetor solar: saiba a maneira correta de usar

Imagem: saude.abril

O protetor solar deve ser personalizado

Saber qual é o protetor solar ideal para cada um aumenta a possibilidade de sucesso no hábito de usar o produto diariamente. Pessoas com pele oleosa ou acne precisam de produtos em gel ou sem óleo, do tipo oil-free. Para regiões do corpo mais extensas ou com pelos, o ideal são loções corporais. No rosto, os atletas não devem utilizar o protetor solar perto dos olhos, porque a transpiração leva o produto aos olhos e isso costuma provocar conjuntivite química.

Proteção solar no vestuá­rio

Existem roupas com grau de proteção solar, que depende do material da confecção e podem filtrar a radiação UV, com o fator de proteção ultravioleta (FPU). Esse índice é calculado quando o tecido é colocado entre um detector de raios e uma fonte de UV. O FPU 50 é aquele que, de cada 50 raios, 1 atinge a pele, portanto, 98% dos raios são bloqueados.

 Protetor solar: saiba a maneira correta de usar

Imagem: dicasmulher

Os chapéus também oferecem fotoproteção, mas o dr. Azulay ressalta que ele precisam cobrir também o pescoço e as orelhas, ser feitos de tecidos não transparentes à radiação UV, com aba de, no mínimo, 7 cm, em torno da cabeça. Os bonés não oferecem proteção adequada, ao deixar o pescoço desprotegido.

A vitamina D

A vitamina D, ao mesmo tempo em que ajuda a proteger a pele dos danos da radiação solar, é produzida também pela exposição ao sol, entre outras fontes. A vitamina D não está presente no organismo e é obtida por três fontes: na produção através da absorção de raios UVB na pele, em pequenas doses, pela ingestão de alimentos que a contenham, como a gema de ovo, óleo de fígado de bacalhau e alguns peixes de água salgada, e  pela suplementação de vitamina D farmacêutica.

A vitamina D é essencial para o nosso corpo, desempenhando diversos papéis importantes no desenvolvimento e no desempenho físico, neurológico, cardiovascular e ósseo. Sua deficiência está relacionada à localização geográfica, pois há países com menor incidência de raios solares, estilo de vida, idade e tipo de pele, mais ou menos resistente ao sol.

Saiba o preço do seu Plano de Saúde

Qual seu tipo de plano?

Simular
 Protetor solar: saiba a maneira correta de usar

Imagem: newsroom

Proteção solar na infância

É durante a infância que acontece nossa maior exposição aos raios do sol, em função das atividades normais das crianças. Existem danos para a pele, provocados pelo excesso de exposição solar e até queimaduras provocadas pelo sol, que acontecem na infância e aumentam o risco de câncer de pele na idade adulta, porque são cumulativos. Calcula-se que a maior parte da radiação UV que recebemos durante toda a vida está concentrada até os 18 anos de idade. Por isso, é necessário que se eduque as crianças e adolescentes sobre a importância de se risco de câncer de pele e sobre os perigos do abuso ao se exporem ao sol, para que se reduza os índices de câncer de pele no futuro.

O cuidado deve ser redobrado entre os que têm história familiar de melanoma, com pele clara e muitos nevos. Em países como EUA, Austrália e Reino Unidos, já há campanhas nas escolas ensinando a proteção solar desde o ensino básico, com atitudes simples e de baixo custo, mas que têm muito impacto para redução na mortalidade por câncer de pele.

Para bebês, a melhor recomendação é evitar protetores solares até os seis meses de idade, porque ainda não há estudos sobre a segurança do seu uso entre bebês. É melhor a exposição solar nos horários indicados e o uso de chapéus e roupas adequadas. Os protetores que podem ser usados depois dos 6 meses de idade são os inorgânicos, que são menos alergênicos do que os orgânicos. Protetor solar: saiba a maneira correta de usar

Imagem: saude.abril

O uso de óculos de sol em ambientes externos é importante, para prevenir a catarata e danos para a retina. Os cuidados com a fotoproteção devem ser constantes, mesmo quando estamos trabalhando ou dirigindo. Procurar a sombra também faz parte da estratégia abrangente.

Os raios do sol causam o envelhecimento biológico, danificando as moléculas da pele. Sem proteção o dano cumulativo leva a mudanças nas bases do DNA celular, que levam a reações de mutação celular, que produzem inflamação e câncer, além do envelhecimento precoce, conforme depoimento da Dra. Claudia Marçal, dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia. O protetor solar é importante, mas muitas vezes as pessoas deixam de usar em certas partes do corpo, que podem sofrem graves alterações.

Horários adequados

Os horários adequados para se expor ao sol são aqueles até as 10 horas da manhã e depois das 4 horas da tarde, quando há uma menor incidência da radiação ultravioleta B. No intervalo entre as 10 e as 16 horas a radiação ultravioleta B está combinada com a ultravioleta A, que traz não só queimadura, mas o câncer.

Áreas de corpo que não devem ser esquecidas pelo protetor solar

Pálpebras

A região dos olhos passaram a ser preocupação porque houve um aumento da incidência de câncer de pele nessas áreas, num total de 10% dos casos registrados, de acordo com pesquisa da Universidade de Liverpool, no Reino Unido. O estudo mostrou que há uma tendência de não usar o protetor nas pálpebras e o canto interno do olho e do nariz. Ele precisa ser passado em todo o rosto, mas quando associado a chapéus e óculos de sol a proteção às pálpebras é muito maior.

 Protetor solar: saiba a maneira correta de usar

Imagem: proteste

Nariz

A ponta do nariz é um dos pontos salientes do rosto e um dos primeiros a ficar vermelho, com queimaduras, manchas e no futuro o câncer. O filtro solar deve ser bem aplicado em todo o nariz.

Boca e lábios

O protetor solar precisa ser bem aplicado na região ao redor dos lábios e do bigode, para evitar ou suavizar o aparecimento do famoso “código de barras”, aquelas rugas verticais acima do lábio superior, bem como a formação de manchas. Os batons ou protetores lábias com FPS são boas opções para os lábios.

Orelhas

Dificilmente as pessoas se lembrar da proteção solar para as orelhas. Elas podem desenvolver feridas por causa do sol. Aplique o protetor solar nas curvas e cantinhos das orelhas. O chapéu de abas largas protege bem as orelhas.

Nuca

É necessário usar o protetor solar na nuca, mesmo no caso de quem tem cabelos longos. Em piscinas ou praias, o cabelo preso ou solto, se movimento, deixando a área da nuca exposta. O filtro solar deve ser aplicado generosamente.

Pés

Não se deve ignorar o dorso dos pés. Muitas vezes se cobre o corpo com protetor solar e se negligencia os pés, que podem sofrer queimaduras. Algumas vezes se busca uma sombra e se deixa os pés ao sol, recebendo diretamente a radiação. Mesmo com a areia aderindo aos pés, não se deve deixar de usar o filtro, esse é um cuidado necessário.

Mãos

É importantíssimo proteger as mãos do sol. Elas são muito sujeitas a manchas, rugas e flacidez. As manchas são causadas pelo envelhecimento provocado pelo sol. O protetor solar precisa ser aplicado nas mãos diariamente e reaplicado ao longo do dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.