dcsimg

ENCONTRE SEU
PLANO DE SAÚDE
EM 30 SEGUNDOS!

ENCONTRE SEU PLANO DE SAÚDE EM 30 SEGUNDOS!

Qual o seu DDD?


ou ver Listas Patrocinadas

TOC ou Transtorno Obsessivo Compulsivo – exige compreensão

O TOC ou Transtorno Obsessivo Compulsivo é um condição psiquiátrica, com sintomas que causam grande sofrimento e interferência nas relações pessoais, tornando a vida menos fácil.

No Brasil, afeta aproximadamente 8 milhões de pessoas. Podem ser encontrados nas redes sociais, grupos de discussão reunindo milhares de participantes que falam sobre o tema.

TOC ou Transtorno Obsessivo Compulsivo - exige compreensão

 

Clique aqui e faça a cotação do seu plano de saúde.

O TOC é fundamentalmente derivado de obsessões. Elas são pensamentos ou imagens indesejados, persistentes e recorrentes, que causam as compulsões, que são os atos que o indivíduo realiza como resposta às obsessões, de forma rígida e repetitiva.

O preconceito para com quem tem TOC, visto como “maníaco” e outros adjetivos pejorativos, provoca muito incomodo e um sentimento de frustração em quem sofre com o transtorno. A maioria das pessoas vê os sintomas como atos engraçados, piadas, manias fáceis de serem superadas. Essas reações estão na origem do bullying e dos preconceitos.

O TOC é caracterizado por comportamentos repetidos, ou rituais, que são praticados para acalmar a mente, como escape para angústias e pensamentos impróprios desenvolvidos pela mente. Como por exemplo, o pavor de bactérias, que o impede de manusear maçanetas e corrimãos ou leva o sujeito a lavar as mãos seguidamente, para se livrar da contaminação.

TOC ou Transtorno Obsessivo Compulsivo - exige compreensãoA medicina ainda não consegue explicar totalmente a origem do problema. Alguns psiquiatras acreditam que é resultado da interação entre questões genéticas e ambientais. Circunstâncias podem desencadear o TOC, como abuso na infância, traumas vividos no parto ou mesmo infecções e outros problemas de saúde.

Que tal cuidar da sua saúde agora? Aproveite e faça a cotação do seu plano de saúde.

Os primeiros sintomas costumam aparecer na adolescência. Mas podem iniciar mais tarde, como depois do nascimento do primeiro filho, quando surgem preocupações com a saúde do bebê, que podem se tornar doentias.

O Brasil é um dos países em que mais avançou a pesquisa científica sobre o TOC. Desde 2003 há equipes acadêmicas pesquisando o assunto e entrevistando portadores de todo o país. A partir das informações coletadas, foram descritas conclusões publicadas em mais de 50 artigos científicos e foi organizado um banco de dados sobre o tema, que é referência mundial.

As informações permitem conhecer e compreender melhor os pacientes que sofrem com o transtorno, conforme afirma o fundador do grupo de estudos, professor Eurípedes Constantino Miguel, titular de psiquiatria da Faculdade de Medicina da USP.

TOC ou Transtorno Obsessivo Compulsivo - exige compreensão

O TOC é um distúrbio que não está sozinho

Depois de anos de pesquisas, o grupo de cientistas constatou que o TOC está geralmente acompanhado de outros distúrbios psiquiátricos, denotando sofrimento psíquico do paciente. Os principais problemas encontrados entre os pacientes estudados foram:

– Depressão – 68%

– Ansiedade generalizada – 63%

– Fobia social – 35%

Além disso, os estudos demonstraram que 10% dos paciente já tentou se suicidar e um terço dos pacientes sente Impulsos de suicídio, o que indica a gravidade dos sintomas de TOC.

Ter mais de um distúrbio psiquiátrico também é o que mais ocorre entre os pacientes, o que tem implicações para o tratamento escolhido.

Organização é TOC?

Organização é TOC?

Ser organizado ou gostar de organização é um comportamento que pode ser confundido com o TOC? Na verdade, a organização nas próprias coisas é um indicador comum, para o TOC ou para quem simplesmente gosta de se organizar. A diferença está no tempo dedicado a isso, nos rituais metódicos e inexplicáveis, que interferem na vida cotidiana, na capacidade de trabalhar ou estudar, ou que levam para a angústia e solidão.

O paciente ou sua família precisam buscar ajuda. O TOC faz com que os indivíduos desperdicem horas do seu dia, se atrase para os compromissos ou até mesmo desista de estudar e trabalhar. O paciente tem consciência de que suas atitudes o prejudicam e o afastam das pessoas, mas, na maioria das vezes, não conseguem se modificar ou não pedem ajuda.

O transtorno muitas vezes é mantido em segredo, durante muitos anos, em média de 10 a 14 anos, o que faz com que o tratamento demore para ser iniciado. Os próprios profissionais de saúde não tem conhecimento da enfermidade e não sabem perceber os seus sintomas ou sua seriedade. Os pacientes ou suas famílias temem o estigma de ser considerado “louco” numa sociedade que somente valoriza a eficiência e competição e tem pouca compreensão para com as doenças mentais e os deficientes.

Organização é TOC?Quais são os sinais e sintomas

São vários os sintomas do TOC, que se manifestam no comportamento, no nível do pensamento e das emoções. Os portadores do DOC sofrem com muitos medos, aflições e culpas, que levam à depressão e a evitar situações temidas.  Os sintomas que mais causam ansiedade são:

– Medo de contaminação ou germes – lavar as mãos repetidamente

– Preocupação exagerada com a limpeza

– Medo de ser assaltado ou invadido – revisar repetidamente portas e janelas ao sair ou dormir

– Medo de acidentes – revisar repetidamente o ferro de passar roupas, fogão ou gás,  antes de sair de casa ou dormir

– Pensamentos obsessivos em relação a sexo e religião

– Pensamentos agressivos – pensamentos suicidas

– Ordenar objetos em ordem perfeita, crescente, decrescente, por cores ou outra

– Contagem compulsiva

– Não conseguir controlar esses comportamentos ou pensamentos

– Dedicar mais de 1 hora por dia com esses comportamentos ou pensamentos

– Realizar esses rituais sem nenhum prazer, apenas um breve alívio da ansiedade

– Ter problemas cotidianos como consequência desses comportamentos ou pensamentos

– Ter sinais de TIC: TIC são sinais de movimento repetitivos, movimentos súbitos e breves, como piscar os olhos, movimento dos olhos, contrações faciais, encolhimento de ombro, inclinação da cabeça ou ombro, cheirar objetos, sons repetitivos com a garganta, como pigarrear.

As pessoas com TOC podem vir a usar álcool ou drogas na tentativa de se acalmarem. Quando não é tratado, o TOC pode interferir em todos os aspectos da vida do indivíduo.

Quais são os sinais e sintomasComo tratar o TOC

O diagnóstico pode ser feito pelo médico, em um consultório. Há uma série de procedimentos a serem tomados, como explicar muito bem ao paciente o que é o TOC, para que ele conheça seus riscos. A terapia comportamental vem em seguida, para tratar dos problemas emocionais que estão na origem do problema. A terapia medicamentosa é adotada, com remédios para depressão, os inibidores da reabsorção de serotonina (IRSs) e inibidores seletivos da recaptação da serotonina (ISRS), como fluoxetina, fluvoxamina e sertralina. Outro medicamento que tem sido eficaz é a clomipramina, que é membro de uma classe mais antiga de antidepressivos.

Há um índice de 60% de sucesso, mantendo essas estratégias em um tratamento de longa duração.

O que você achou deste artigo? Sua avaliação é muito importante para nós!
Por favor, atribua uma nota:

avaliação
Rating

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.