ENCONTRE SEU
PLANO DE SAÚDE
EM 30 SEGUNDOS!

ENCONTRE SEU PLANO DE SAÚDE EM 30 SEGUNDOS!

Os 6 tratamentos mais utilizados no plano de saúde

Entre os tratamentos mais utilizados no plano de saúde estão os psicológicos e gastrointestinais. Descubra quais os prazos de carência de cada um.

Na hora de adquirir uma assistência de saúde, é fundamental que o consumidor avalie as suas necessidades pessoais. Contudo, também é importante que conheça os tratamentos mais utilizados ao contratar um plano de saúde, pois pode necessitá-los. Afinal, alguns problemas afetam usuários de todas as idades e classes.

Uma mulher grávida ou que busca engravidar, por exemplo, precisa aderir a um plano com obstetrícia. Um homem ou jovem, contudo, não irá precisar do serviço. Logo, poderá aderir à outra segmentação de assistência.

No entanto, existem alguns serviços com os quais é sempre bom poder contar. São seis os tratamentos mais utilizados ao contratar um plano de saúde: psicológicos, nutricionais, de câncer, proctológicos, fonoaudiólogos e gastrointestinais. Acompanhe a seguir no que consiste cada categoria e quais os direitos dos indivíduos ao obter um plano.

Os 6 tratamentos mais utilizados ao contratar um plano de saúde

6 tratamentos mais utilizados ao contratar um plano de saúde

1. Psicológico

A Agência Nacional de Saúde (ANS) é quem regula os procedimentos, tratamentos e atendimentos com cobertura obrigatória pelos planos de Saúde no Brasil. No caso da terapia psicológica, os planos oferecem consultas e sessões com psicólogos ou terapeutas ocupacionais, e o acesso à psicoterapia.

Segundo a ANS, um paciente pode realizar ao menos 40 sessões por ano com um psicólogo. A frequência da visita ao médico deve ser avaliada pelo especialista, que também poderá indicar o método mais adequado de tratamento. As sessões só são autorizadas pelo plano após o diagnóstico e expressa recomendação do psicólogo.

O tempo de carência para consulta psicológica é de, no máximo, 180 dias. Ou seja, entre a data de adesão ao plano de saúde e a sua possibilidade de uso, o consumidor pode ter que aguardar até seis meses. Esse prazo, contudo, pode ser menor, e varia conforme a operadora. É interessante consultar o intervalo no momento de adesão ao serviço.

2. Nutricionista

Apesar de procurado, na maioria das vezes, por indivíduos que desejam emagrecer, um nutricionista pode fazer muito mais. O especialista é fundamental para a manutenção da alimentação saudável de um paciente.

Com sua ajuda, um esportista também pode descobrir quais alimentos auxiliam à sua atividade física. Ao mesmo tempo, o indivíduo pode prevenir problemas, como o diabetes ou colesterol. Logo, a consulta com um nutricionista é bastante interessante, em qualquer época da vida.

Assim como no caso de um psicólogo, o paciente pode aguardar até 180 dias de carência. Segundo a ANS, o plano de saúde deve cobrir até 12 atendimentos anuais com o nutricionista. Já portadores da diabetes melitus podem visitar o consultório médico em, pelo menos, 18 vezes por ano.

3. Tratamento do câncer

Para contar com a opção de tratamento contra o câncer, o usuário precisa receber indicação médica. Em seguida, a operadora de saúde deverá cobri-lo, após 180 dias de carência.

No caso de urgência, esse período de espera pode ser de apenas 24 horas. Se a doença for preexistente à contratação do plano, por outro lado, o prazo é de até 24 meses. Em qualquer dessas situações, é possível negociar com a operadora, se necessário.

Entre as técnicas utilizadas contra o câncer, e cobertas pelo plano, estão sessões de quimioterapia ou radioterapia, cirurgia plástica e o fornecimento de medicamentos de uso domiciliar.

4. Proctologia

Também chamada de coloproctologia, a proctologia trata doenças do intestino grosso, reto e ânus. Isso inclui, por exemplo, o tratamento de problemas como hemorroidas, constipação ou câncer colorretal. Os períodos de carência são os mesmos do caso do tratamento contra o câncer.

5. Fonoaudiologia

Os atendimentos fonoaudiológicos estão disponíveis aos consumidores de todas as segmentações assistenciais, excluindo a unicamente odontológica. O número de sessões disponíveis, contudo, varia de acordo com o grupo no qual o paciente se encaixa.

Indivíduos com transtornos da fala, de linguagem ou gagueira podem buscar o fonoaudiólogo até 48 vezes por ano. Já os pacientes com autismo, ou que se submeteram ao implante de prótese auditiva ancorada no osso, têm direito a 96 sessões anuais. As regras são definidas pela ANS.

6. Tratamento gastrointestinal

Os tratamentos gastrointestinais são direcionados a problemas que acometem os diversos órgãos do sistema digestivo. Ou seja, o esôfago, intestinos (delgado e grosso), estômago, cólon, reto, ânus, pâncreas, fígado e a vesícula biliar.

Em casos de urgência, o atendimento do consumidor deve ser realizado em até 24 horas após a contratação do plano. No caso de doenças e lesões preexistentes, o tempo de carência é de 24 meses. Nas demais situações, o tempo de aguardo pode ser de até 180 dias.

Para acesso a qualquer um destes tratamentos mais utilizados ao contratar um plano de saúde, o paciente pode entrar em contato com um corretor de planos ou com empresas específicas. Depois, deve avaliar os custos e atendimentos disponíveis na segmentação. Assim, poderá aderir à que melhor atende a toda a sua família.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.