Descubra o preço
do seu
Plano de Saúde

Descubra o preço do seu Plano de Saúde

Uso da maconha para fins medicinais

Conheça os motivos para uso medicinal da maconha e saiba como os países estão tratando esse assunto.

No Brasil e em muitos países considerada uma droga ilícita, a Cannabes Sativa, popularmente conhecida como maconha, tem sido alvo de muitos estudos sobre suas propriedades medicinais, além, é claro, de muitas polêmicas, que envolvem a sua legalização total ou apenas para quem precisa de tratamento no qual a erva seja eficiente.

Até os anos 20, a maconha era conhecida pelos seus bons resultados em tratamentos, ou seja, pelos seus princípios ativos benéficos para determinadas doenças. Naquela época, inclusive, era permitida aqui no Brasil. Cigarros de maconha importados da França poderiam ser facilmente adquiridos em uma farmácia, sem nenhum problema.

Ainda nos anos 20, estudiosos começaram a levantar a bandeira da maconha prejudicial, por ser tóxica.

Uso da maconha para fins medicinais

Imagem: Getty

Maconha: uso recreativo e uso medicinal

O uso recreativo da maconha, segundo pesquisadores, é o que mais afeta o organismo de modo prejudicial. De acordo com recentes pesquisas, os jovens que utilizam maconha para motivos de recreação têm duas partes afetadas do cérebro, que estão diretamente ligadas à emoção e motivação. O uso recreativo ainda da Cannabis ainda é ilegal na maior parte dos países, principalmente pelo seu poder tóxico e viciante.

O uso medicinal, por sua vez, tem sido cada vez mais discutido. São muitas pesquisas que afirmam o benefício da droga, no entanto, o mundo ainda encara com cautela, levantando polêmicas morais e legais.

Em alguns lugares, a maconha já vem sendo usada como medicamento essencial para o tratamento de algumas doenças. Uma das suas propriedades mais exaltadas estaria o combate à dor.

Países em que a maconha medicinal é legalizada

Entre os países que permitem o uso da maconha, de alguma forma, destacam-se: Holanda, Estados Unidos e Uruguai.

Nos Estados Unidos, a erva é legalizada para consumo de objetivo medicinal em alguns estados. As pesquisas recentes revelam que os pacientes que fazem uso de maconha para auxiliar em seus tratamentos, têm tido melhoras muito significativas, o que é um ponto positivo a favor da liberação em outros estados e, quem sabe, por todo o país.

Na Holanda, por sua vez, a Cannabis é levada de um modo mais liberal. Segundo as leis do país, qualquer pessoa que seja maior de idade pode consumir até 5g de maconha para uso recreativo. Existem coffee shops em que as pessoas podem comprar a erva.

Saiba o preço do seu Plano de Saúde

Qual seu tipo de plano?

Simular

No Uruguai, por sua vez, a maconha foi legalizada e, pela primeira vez na história mundial, um país vai controlar o mercado de uma “droga”. De acordo com o decreto sancionado pelo presidente uruguaio, cada pessoa tem direito a consumir 10g de maconha por semana.

Andréia Silveira

Andréia Silveira está cursando Turismo e fez diversos cursos na área de tecnologia. É escritora freelancer e tem uma enorme paixão pela escrita, com o interesse na criação e publicação de artigos de qualidade em diversas áreas do conhecimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.