Descubra o preço
do seu
Plano de Saúde

Descubra o preço do seu Plano de Saúde

Você sabe o que é Doença de Lyme?

A Doença de Lyme leva a uma infecção grave, marcada por fadiga, febre e dores espalhadas pelo corpo. O problema vitimou Justin Bieber e existem dúvidas que podem ser esclarecidas para melhor prevenção do problema.

Quase 20% das pessoas acometidas pela doença passam a ter does nas articulações. Esse é o caso do cantor Justin Bieber, que anunciou em janeiro que foi diagnosticado com doença de Lyme. O anúncio foi feito em uma publicação em seu Instagram. Ele revelou que já há alguns anos sofre com a doença e que tem confiança que um tratamento certo o ajudará a lidar com esse problema, que infelizmente, é incurável.

Você sabe o que é Doença de Lyme?

Imagem: Getty Images

Logicamente, depois desse anúncio o interesse em saber mais sobre essa condição cresceu enormemente em todo o mundo. O Google Brasil mostrou que as buscas pelo termo “doença de Lyme” subiram 5 000% nos dias subsequentes. A empresa revelou também quais são as principais dúvidas do público brasileiro sobre o tema, que foram respondidas pelo infectologista Edimilson Migowski, da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Doença de Lyme, o que é?

Embora não seja comum no Brasil, ela é comum nos Estados Unidos e no Canadá e é provocada por um tipo de bactéria transmitida por carrapatos. O carrapato permanece preso na pele para sugar o sangue por mais de um dia. Quanto mais tempo ele fica ali, maior o risco de inocular no sangue da pessoa o micro-organismo causador da doença de Lyme.

Sintomas da doença de Lyme

Os sinais são muito variados. Na fase inicial, pode-se observar na pele manchas vermelhas com o centro mais claro, semelhante a um alvo. Essas manchas às vezes aparecem em diferentes regiões do corpo. Nesse mesmo período, surgem sintomas típicos de infecções, como dor no corpo, febre, mal-estar e irritabilidade. Se não tratada, a doença de Lyme chega a desencadear paralisia e também o comprometimento das articulações, com dor e inchaço.

A Doença de Lyme – tem cura?

Ela possui tratamento e cura, mas, apesar dos antibióticos dominarem a infecção, mesmo com o uso desses remédios, algumas pessoas desenvolvem dor crônica nas articulações. Essa é uma reação autoimune, em que o sistema de defesa do organismo reage de maneira exagerada e passa a atacar o próprio corpo. Esse comprometimento das juntas ocorre em até 20% dos casos.

Você sabe o que é Doença de Lyme?

Imagem: Getty Images

Que bactéria causa a doença de Lyme?

A Doença de Lyme do tipo que atacou Justin Bieber, ela é provocada por uma bactéria, a chamada Borrelia burgdorferi, que é inoculada na pessoa por carrapatos contaminados. O nome da enfermidade faz referência a uma pequena cidade em Connecticut, nos Estados Unidos, em que os primeiros casos foram notificados e estudados a partir dos anos 1970.

Carrapatos transmitem um novo tipo de Doença de Lyme

Segundo os pesquisadores que publicaram relatório na revista Annals of Internal Medicine, existem várias boas razões para manter os carrapatos longe. Uma é que eles são assustadores e sugam seu sangue. Outra é que eles podem transmitir 14 doenças diferentes, não apenas a doença de Lyme. O trabalho descreve a mais nova doença transmitida por carrapatos na América do Norte, agora a doença é causada por uma bactéria conhecida como Borrelia miyamotoi.

Borrelia miyamotoi – outra infecção transmitida por carrapatos

O micróbio foi identificado pela primeira vez no Japão em 1995. O primeiro relatório veio da Rússia em 2011. Os casos começaram a aparecer no nordeste dos Estados Unidos em 2013.

Borrelia miyamotoi é uma bactéria em forma de espiral relacionada à que causa a doença de Lyme, outra infecção transmitida por carrapatos. A infecção por Borrelia miyamotoi geralmente causa febre recorrente, dores de cabeça, dores musculares e calafrios. Geralmente, não causa a erupção cutânea vista em algumas pessoas com doença de Lyme.

Saiba o preço do seu Plano de Saúde

Qual seu tipo de plano?

Simular
Você sabe o que é Doença de Lyme?

Imagem: Getty Images

Segundo o relatório da Annals, quase um quarto das pessoas diagnosticadas com a doença de Borrelia miyamotoi ficam tão doentes que precisam ser hospitalizadas. A melhor terapia até agora é o antibiótico oral doxiciclina. Essa é uma boa notícia, porque a doxiciclina também é um tratamento eficaz contra as bactérias que causam a doença de Lyme e a anaplasmose, outra doença transmitida por carrapatos.

Está aumentando?

Especialistas não sabem ao certo como é comum a doença por Borrelia miyamotoi. No relatório dos Annals, o autor principal, Dr. Philip Molloy, do Imugen, um laboratório clínico e seus colegas encontraram evidências da bactéria em 0,8% das amostras de sangue que eles testaram para uma possível infecção transmitida por carrapatos.

A doença ainda não está no radar de muitos médicos. Quando eles veem alguém com sintomas que sugerem a doença de Lyme, eles podem fazer a pessoa ser testada para essa doença, mas o teste será negativo. Também é provável que algumas pessoas que desenvolvem a doença de Borrelia miyamotoi nunca procurem um médico e a considerem gripe.

É melhor prevenir

Borrelia miyamotoi vive em carrapatos. Esses pequenos carrapatos com corpo rígido também espalham a doença de Lyme (causada pela bactéria relacionada, Borrelia burgdorferi). A melhor maneira de evitar que uma dessas doenças se espalhe por carrapatos é manter os carrapatos longe e verificar se há carrapatos depois de caminhar por áreas gramadas, onde é provável que os carrapatos vivam.

Os tipos de carrapatos e as doenças que causam variam muito. Conheça os que têm maior probabilidade de estarem presentes onde você mora.

Você sabe o que é Doença de Lyme?

Imagem: Getty Images

Aqui estão oito dicas para se proteger de carrapatos:

– Use roupas de cor clara. As cores claras facilitam a localização dos carrapatos, especialmente os pequenos carrapatos.

– Coloque as pernas da calça nas meias. Não é um visual elegante, mas enfiar as calças nas meias cria uma barreira física contra os carrapatos.

– Use repelente de insetos. O ingrediente ativo em muitos repelentes de insetos, é um pouco eficaz contra carrapatos em concentrações normais. Permetrina é um produto químico mais forte que mata os carrapatos e repele-os. Os produtos que contenham permetrina devem ser pulverizados nas roupas, não na pele.

– Os carrapatos não podem voar ou pular. Portanto, eles só podem entrar em contato com você se você entrar em contato com o tipo de ambiente em que vive. Eles preferem áreas úmidas, geralmente sombreadas, arborizadas, com muitas folhas, plantas baixas e arbustos.

– Inspecione você e seus filhos, especialmente as pernas e a virilha. A maioria dos carrapatos provavelmente é apanhada nas pernas e depois sobe em busca do jantar. O chuveiro é um bom lugar para realizar uma verificação de carrapato. Fique atento para qualquer novo inchaço na pele ensaboada.

– Se você vive em locais onde existe gado, cervos, capivaras e cavalos, coloque preferencialmente suas roupas na secadora. Os carrapatos podem sobreviver a uma lavagem com água quente, mas uma hora na secadora os matará.

– Pense ensolarado. Os carrapatos não funcionam bem em áreas secas e abertas. Coloque os móveis de gramado e os equipamentos de playground fora das áreas sombreadas e arborizadas. Se você estiver fazendo piqueniques, procure um pedaço de gramado bem cuidado ou algum terreno aberto.

– Proteja seu cão e seu gato também. Os carrapatos se prendem aos cães, gatos e também aos seres humanos. Examine seu pet diariamente e verifique se há carrapatos. Uma variedade de sprays, coleiras e produtos tópicos estão disponíveis para matar ou repelir carrapatos. As vacinas também estão disponíveis para cães.

Carrapatos – ​​primeiros socorros

Um carrapato geralmente tem que permanecer ligado à sua pele por cerca de 24 horas para a bactéria Borrelia miyamotoi ou outro micróbio transmitido por carrapato entrar na corrente sanguínea.

Se você encontrar um carrapato preso à sua pele, remova-o imediatamente, mas com cuidado e delicadeza. Use uma pinça para agarrar o carrapato o mais próximo possível da pele. Você também pode usar uma agulha para removê-la com muito cuidado.

Se o carrapato estiver inchado, pode ter preso há algum tempo. Contate o seu médico. Ele ou ela pode recomendar uma dose de antibiótico, especialmente se as doenças transmitidas por carrapatos costumarem acontecer onde você estiver.

Regina Di Ciommo

Mestre e Doutora em Sociologia pela UNESP, pesquisadora na área de Ecologia Humana e Antropologia, Desenvolvimento e Sustentabilidade Ambiental, foi professora em cursos superiores de Sociologia e Direito, nos estados de São Paulo, Minas Gerais e Bahia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.