dcsimg

ENCONTRE SEU
PLANO DE SAÚDE
EM 30 SEGUNDOS!

ENCONTRE SEU PLANO DE SAÚDE EM 30 SEGUNDOS!

Qual o seu DDD?


ou ver Listas Patrocinadas

Cotação plano de saúde: 5 dicas para escolher o plano mais barato

Quem deseja contratar um plano de saúde mais barato precisa fazer bastante pesquisa. Com a cotação plano de saúde é possível ter acesso às informações necessárias para fazer a sua adesão.

Porém, não basta apenas verificar a cotação e escolher, é preciso saber como definir qual deles é o mais adequado e oferece o melhor custo-benefício.

Para te ajudar nesse processo, veja algumas dicas que separamos.

  1. Se possível, opte por planos coletivos

Os planos fornecidos pelas empresas, ou associações, costumam ter uma valor menor. Isso acontece porque como existe uma grande quantidade de beneficiários fica mais fácil de negociar os valores.

Clique aqui e faça a cotação do seu plano de saúde.

Entretanto, é preciso ficar atento as opções disponíveis, pois essas costumam ser restritas. Não é qualquer plano que pode ser contratado, apenas os que foram acordados entre operadora e empresa.

  1. Analise a operadora

A cotação do plano de saúde permite acesso aos valores, porém, não informa se a operadora presta um bom serviço ou se está autorizada a comercializar o plano.

Para que não faça a adesão de um plano barato, mas que não lhe presta suporte e nem dá acesso aos serviços de saúde, é preciso ficar atento.

Busque se informar sobre a operadora, analise a avaliação no site da ANS e se o plano está autorizado para ser comercializado.

Que tal cuidar da sua saúde agora? Aproveite e faça a cotação do seu plano de saúde.

Essa pesquisa pode evitar que o barato acabe saindo caro.

  1. Pesquise valores de reembolso

Se optar por uma plano de saúde que oferece a opção de reembolso, veja de quanto é esse valor.

Existem alguns casos que o valor de reembolso é tão baixo que não paga o transporte para ir até o médico, quanto mais a consulta.

Nesse caso, pagará por um plano sem conseguir ter um retorno satisfatório. Se existe a opção de reembolso e de utilizar a rede credenciada, é bem possível que a segunda opção seja a mais vantajosa. Porém, sempre coloque na balança para avaliar bem.

  1. Avalie entre um plano sem ou com coparticipação

Ao fazer a cotação do plano de saúde é possível notar que existem diferentes modalidades. Os planos sem coparticipação cobram um valor fixo por mês, já os sem, tem uma taxa adicional toda vez que o serviço for utilizado.

Mas, não se pode considerar apenas o valor da mensalidade para escolher o plano mais barato. É preciso pensar em todos os custos envolvidos. As vezes, se paga menos na mensalidade, mas, a taxa de coparticipação acaba sendo tão alta que seria melhor optar por outro caminho.

Pense no quanto o plano será utilizado e faça as contas antes de escolher qual a modalidade de cobrança.

  1. Compare todas as opções

Com a cotação plano de saúde em mãos é possível comparar quais serviços estão sendo oferecidos pelas operadoras e os valores cobrados por elas.

É preciso que esses dois itens sejam comparados, as vezes vale a pena pagar um pouco mais e ter uma série de procedimentos adicionais inclusos.

Mesmo se após analisar, ainda achar que existe a possibilidade de encontrar um preço menor, não hesite em negociar com as operadoras.

O que você achou deste artigo? Sua avaliação é muito importante para nós!
Por favor, atribua uma nota:

avaliação
Rating

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.