Descubra o preço
do seu
Plano de Saúde

Descubra o preço do seu Plano de Saúde

Como superar os efeitos prejudiciais do luto na sua saúde

As mortes de amigos e familiares se tornam mais comuns à medida que você envelhece. Existem algumas indicações de médicos para que seja possível suportar o processo de luto sem adoecer mental e fisicamente.

A maioria das pessoas não enfrenta muita perda pessoal no início de suas vidas. No entanto, uma vez que se atinge certa idade, começamos a passar pela experiência de perder alguém importante – um cônjuge, um amigo, um parente – com os sentimentos de pesar que muitas vezes se sucedem.

Como superar os efeitos prejudiciais do luto na sua saúde

Getty Images.

A morte de alguém que você ama pode abalar os alicerces da sua existência e afetar a mente e o corpo. Durante um período de luto, você pode se preocupar com pensamentos, memórias e imagens, ter dificuldade em aceitar a finalidade da perda e experimentar ondas de tristeza e saudade.

O que é o luto?

O luto é uma resposta natural à perda. Pode ser a perda de um ente querido, relacionamento, gravidez, animal de estimação, emprego ou modo de vida. Outras experiências de perda podem ser devidas a crianças que saem de casa, infertilidade e separação de amigos e familiares. Quanto mais significativa a perda, mais intensa a tristeza provavelmente será.

Como superar os efeitos prejudiciais do luto na sua saúde

Imagem: biblestudytools

O luto é expresso de muitas maneiras e pode afetar todas as partes de sua vida; suas emoções, pensamentos e comportamento, crenças, saúde física, seu senso de identidade e identidade e seus relacionamentos com os outros. O luto pode deixar você triste, irritado, ansioso, chocado, arrependido, aliviado, oprimido, isolado, irritado ou entorpecido.

O pesar não tem padrão definido. Todo mundo experimenta sofrimento de forma diferente. Algumas pessoas podem sofrer por semanas e meses, enquanto outras podem descrever seu luto por anos. Através do processo de luto, no entanto, você começa a criar novas experiências e hábitos.

Segundo o Dr. Eric Bui, diretor associado de pesquisa do Centro de Ansiedade e Transtornos de Estresse Traumático e Programa de Sofrimento do Hospital Geral de Massachusetts, principalmente os homens são os que mais são abalados e atingidos pela perda de alguém próximo. Segundo ele, “O luto é uma resposta natural à perda, mas é algo para o qual os homens não estão preparados e muitas vezes eles lutam para entender como isso pode afetar suas vidas”.

Como superar os efeitos prejudiciais do luto na sua saúde

Imagem: sociedadeinteramericanadehipnose

O efeito na mente e no corpo

Os médicos classificam o luto em dois tipos: agudo e persistente. A maioria das pessoas experimenta o luto agudo, que ocorre nos primeiros seis a 12 meses após a perda e gradualmente se resolve. Alguns, no entanto, experimentam luto persistente, que é definido como luto que dura mais de 12 meses.

A morte de alguém que você ama pode abalar os alicerces da sua existência e afetar a mente e o corpo. Durante um período de luto, você pode se preocupar com pensamentos, memórias e imagens de seu amigo ou ente querido, ter dificuldade em aceitar a finalidade da perda e experimentar ondas de tristeza e saudade.

“Muitos homens de repente se sentem vulneráveis, uma vez que perderam um companheiro ou amigo que contavam como apoio”, diz o Dr. Bui. “Eles também começam a olhar mais de perto a sua própria mortalidade, muitas vezes pela primeira vez.”

Saiba o preço do seu Plano de Saúde

Qual seu tipo de plano?

Simular

O estresse crônico também é comum durante o luto agudo e pode levar a uma variedade de problemas físicos e emocionais, como depressão, dificuldade para dormir, sentimentos de raiva e amargura, ansiedade, perda de apetite e dores generalizadas. Principalmente os homens podem tentar resistir à dor, mas é importante não ignorar esses sintomas, pois o estresse constante pode trazer um risco maior de sofrer um ataque cardíaco, derrame e até a morte, especialmente nos primeiros meses depois de perder alguém.

As pessoas que experimentam luto persistente devem procurar um terapeuta ou conselheiro para ajudá-las a trabalhar durante o processo de luto. Isso pode incluir tratamentos focalizados como terapia comportamental cognitiva e terapia de luto complexo. Para o luto agudo mais comum, como acontece com qualquer outro evento de vida altamente estressante, vale a pena pensar em estratégias que podem ajudá-lo a superar ou pelo menos gerenciar o estresse que acompanha a perda.

Lidando com o luto

Um estudo conduzido pelo Dr. Bui, publicado pelo American Journal of Hospice e Palliative Medicine, descobriu que um programa especialmente desenvolvido de oito semanas pode ajudar a reduzir o estresse em idosos que perderam um cônjuge. Aqui estão os principais componentes do programa que você pode seguir ao lidar com o luto agudo:

Como superar os efeitos prejudiciais do luto na sua saúde

Imagem: melhorcomsaude

– Faça yoga ou tai chi.

Não apenas essas atividades que envolvem a mente e o corpo podem ajudá-lo a relaxar, mas também podem reverter os efeitos do estresse e da ansiedade em um nível molecular, de acordo com um estudo realizado na edição de junho de 2017 da Frontiers in Immunology. Em pessoas que se envolvem regularmente nessas práticas, os pesquisadores descobriram menos atividade de genes que criam inflamação no corpo. Muitas aulas são projetadas especificamente para redução do estresse. Você pode encontrar essas aulas on-line ou consultar os estúdios de ioga.

– Mantenha uma dieta saudável.

O estresse desencadeia o desejo por açúcar e gordura e é por isso que você procura por alimentos processados que o fazem sentir-se bem, com alto teor calórico e alto teor de gordura. No entanto, esses alimentos acabam por ter um efeito negativo e o fazem se sentir pior. Em vez disso, concentre-se em manter uma dieta bem equilibrada. Isso significa comer muitos vegetais, frutas e proteínas magras e beber muita água.

– Siga uma boa rotina de sono.

O pesar é emocionalmente desgastante. Depois de uma perda, as pessoas muitas vezes acham que o sono é interrompido, elas têm dificuldade em adormecer, acordam no meio da noite ou dormem demais. “Ir para a cama em horários regulares, seguindo uma rotina de dormir e evitar cafeína e álcool à noite ajuda a dormir mais tranquilo”, diz o Dr. Bui.

Como superar os efeitos prejudiciais do luto na sua saúde

Imagem: newsinhealth

– Mexa-se.

Uma simples caminhada diária pode ajudar a aliviar a depressão, a agitação e a tristeza relacionadas ao luto. Muitas vezes, é difícil encontrar energia para se exercitar, portanto, se você não tiver motivação, participe de um grupo de caminhada ou de exercícios.

– Mantenha o controle sobre sua saúde.

É fácil ignorar sua saúde geral quando se está de luto. Isso inclui pular as consultas médicas e esquecer de tomar seus medicamentos. Você pode agendar os exames e configurar os cronômetros do telefone ou computador para ajudar a lembrá-lo das consultas e dos medicamentos, conforme programado. Também é muito útil pedir a um amigo ou membro da família para que acompanhe o seu estado diariamente.

– Assuma novas responsabilidades.

A perda de um cônjuge ou membro da família pode significar que você tenha que assumir certos trabalhos de rotina. Por exemplo, você agora pode ser responsável pela culinária, manutenção geral da casa ou organização de registros financeiros. Embora essas tarefas possam ser fatores estressantes adicionais, é possível transformá-las em novas experiências positivas, que conferem um maior grau de responsabilidade por si mesmo.

Como superar os efeitos prejudiciais do luto na sua saúde

Imagem: legacy

– Estenda a mão para o seu círculo social.

Embora seja doloroso encontrar pessoas, é importante manter conexões com os outros. Manter esses contatos faz lembrar que você não está sozinho. Mesmo que se sinta isolado, pode haver familiares, amigos ou até mesmo vizinhos que podem dar uma mão de apoio. Marque um encontro semanal para almoçar ou tomar um café com um amigo ou parente ou convide as pessoas para um lanche mensal. Ou apenas faça um esforço para se comunicar com alguém todos os dias, seja por telefone ou por email.

Isso é depressão?

O luto e a depressão são bem diferentes, mas podem parecer semelhantes, pois ambos podem levar a sentimentos de tristeza intensa, insônia, falta de apetite e perda de peso. A depressão se destaca da tristeza como sendo mais persistente, com sentimentos constantes de vazio e desespero e uma dificuldade em sentir prazer ou alegria. Se você perceber que os sintomas da depressão persistem, ou se seu pesar começa a atrapalhar o modo como você vive, trabalha, compartilha relacionamentos ou vive o dia-a-dia, é importante obter apoio ou ajuda profissional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.