Descubra o preço
do seu
Plano de Saúde

Descubra o preço do seu Plano de Saúde

Plano de saúde cobre lipomastia?

O médico diagnosticou o problema, mas você não sabe se o plano de saúde cobre lipomastia? Então, você veio ao texto certo! Acompanhe e descubra tudo sobre o assunto.

Saber se o plano de saúde cobre lipomastia é algo importante na hora de contratar a sua assistência.

Afinal de contas, o problema é um incômodo, e pode ser necessário tratá-lo por meio de cirurgia.

Foi para esclarecer esse tipo de cobertura que produzimos este conteúdo.

Para começar, é importante dizer: em quase 100% dos casos, o plano de saúde não cobre lipomastia.

Isso porque, a lipomastia é um problema de ordem estética. Ou seja, não tem efeitos diretos na saúde do homem, apenas em sua aparência.

Os planos de saúde no Brasil só são obrigados a cobrir procedimentos relacionados à saúde dos usuários.

Plano de saúde cobre lipomastia?

Imagem: Getty

Os atendimentos aparecem listados no Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

A lipomastia é um problema caracterizado pelo aumento das mamas do homem, devido ao acúmulo de gordura na região.

Um dos seus tratamentos é uma cirurgia plástica muito semelhante à lipoaspiração, que faz a retirada de parte da gordura acumulada.

Saiba o preço do seu Plano de Saúde

Qual seu tipo de plano?

Simular

Métodos mais simples, como a prática de atividades físicas e uma dieta balanceada, também são eficazes.

Ainda assim, vale dizer que a lipomastia é bastante confundida com a ginecomastia.

A ginecomastia também é caracterizada pelo aumento das mamas masculinas mas, dessa vez, devido a uma desordem hormonal.

No homem que sofre do problema, os níveis de testosterona (hormônio masculino) caem, e os do estrógeno (hormônio feminino) sobem.

Fatores como o estresse e a puberdade podem desencadear esse desequilíbrio.

Com o problema, as mamas aumentam de tamanho e adquirem um aspecto duro.

Outros sintomas incluem desconforto, secreção dos mamilos e sensibilidade.

Cobertura do plano de saúde para a ginecomastia

Como a ginecomastia é um problema de saúde do paciente, o plano de saúde cobre a cirurgia para o seu tratamento.

Tanto que o procedimento está listado no Rol da ANS.

Para o cuidado, o paciente só precisa ser diagnosticado pelo médico e ter o pedido de cirurgia encaminhado à operadora de saúde.

Para o tratamento da condição, o indivíduo passa por uma masctectomia subcutânea.

A operação consiste na retirada da glândula mamária problemática.

Há casos em que o tratamento medicamentoso pode ser suficiente, e ele também deve ser coberto pelo plano.

A avaliação médica do quadro é essencial para a escolha do método mais eficaz de cuidado.

Plano de saúde cobre lipomastia em alguma situação?

Como explicamos até aqui, a lipomastia não é um problema de saúde e, por isso, não tem cobertura obrigatória pelo plano de saúde.

Ainda assim, há situações em que o plano pode cobrir a cirurgia.

Primeiro, quando a condição provoca problemas de ordem psicológica no paciente.

Alguns homens se sentem tão mal com a aparência resultante do crescimento das mamas que chegam a desenvolver depressão e transtornos mais graves.

Caso uma dessas condições seja diagnosticada, tendo como causa a lipomastia, o médico poderá indicar a cirurgia como um método de tratamento do distúrbio psicológico.

Então, o problema terá se tornado um incômodo à saúde, e não mais apenas à estética.

Nessas situações, se a operadora de saúde se negar a realizar a cobertura, o usuário pode fazer a solicitação de modo judicial.

Assim, o juiz responsável determinará a realização do procedimento.

Além disso, o plano de saúde pode fazer a cobertura da cirurgia sempre que desejar.

Para contar com essa assistência, vale a pena pesquisar bastante antes de contratar a operadora de saúde.

Algumas delas contam com procedimentos estéticos em seu quadro de atendimentos, e contratá-las pode ser algo vantajoso para quem deseja realizar intervenções do tipo.

Pronto! Agora você já sabe quando plano de saúde cobre lipomastia, e o que fazer se a empresa se negar a pagar pela cirurgia.

Lembre-se: o procedimento só tem cobertura obrigatória pela operadora quando seus objetivos vão além da estética.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.