Descubra o preço
do seu
Plano de Saúde

Descubra o preço do seu Plano de Saúde

Tenha um sono tranquilo novamente

Mesmo quem não tem insônia pode ter problemas para ter uma boa noite de sono.  Existem maneiras simples para dormir melhor, para isso é importante saber o que pode interferir no sono reparador.

Muitas coisas podem interferir no sono restaurador – horários de trabalho malucos, ansiedade, problemas para largar o smartphone, até o que você come e bebe. Alguns passos simples podem ajudar você a dormir melhor:

Tenha um sono tranquilo novamente

Imagem: Pixabay/Free-Photos

1 – Diminua o café

Os consumidores de cafeína podem achar mais difícil adormecer do que as pessoas que não bebem café. O seu sono é mais curto e mais leve. Para alguns, uma única xícara de café da manhã significa uma noite sem dormir. Isso ocorre porque a cafeína bloqueia os efeitos da adenosina, um neurotransmissor que promove o sono. A cafeína também pode interromper o sono, aumentando a necessidade de urinar durante a noite.

Pessoas que sofrem de insônia devem evitar o máximo possível de cafeína, pois seus efeitos podem durar muitas horas. Como a abstinência de cafeína pode causar dores de cabeça, irritabilidade e fadiga extrema, pode ser mais fácil reduzir gradualmente a quantidade de café que se toma. Aqueles que não podem ou não querem abandonar a cafeína, devem evitá-la após as 14h ou o meio dia, se forem especialmente sensíveis à cafeína.

2 – Pare de fumar

A nicotina é um estimulante do sistema nervoso central que pode causar insônia. Esta droga potente torna mais difícil adormecer porque acelera a frequência cardíaca, aumenta a pressão sanguínea e estimula a atividade rápida das ondas cerebrais que indica a vigília. Em pessoas viciadas em nicotina, algumas horas sem fumar são suficientes para induzir sintomas de abstinência; o desejo pode até acordar um fumante à noite. As pessoas que abandonam o hábito adormecem mais rapidamente e acordam com menos frequência durante a noite. Distúrbios do sono e fadiga diurna podem ocorrer durante a retirada inicial da nicotina, mas mesmo durante esse período, muitos ex-usuários relatam melhorias no sono. Se você continuar a fumar, evite fazer isso pelo menos uma a duas horas antes de dormir.

3 – Limitar a ingestão de álcool

O álcool deprime o sistema nervoso, portanto, uma bebida noturna pode ajudar algumas pessoas a adormecer. No entanto, o álcool suprime o sono REM e seus efeitos desaparecem após algumas horas. Os bebedores acordam frequentemente e têm, às vezes, sonhos assustadores. O álcool pode ser responsável por até 10% dos casos de insônia crônica. Além disso, o álcool pode piorar o ronco e outros problemas respiratórios do sono, às vezes de maneira perigosa.

Tenha um sono tranquilo novamente

Imagem: Pixabay/Pexels

Outras dicas simples podem ajudar você a ter uma boa noite de sono:

1.      Mantenha a hora de dormir e de acordar.

2.      Busque a luz do dia, mas evite a luz brilhante antes de dormir.

3.      Use sua cama apenas para dormir ou fazer amor, nunca para ler ou assistir TV. Se você não conseguir dormir depois de 15 a 20 minutos, saia da cama e vá para outro quarto. Leia em silêncio com pouca luz, mas não assista à TV, pois a luz de espectro total emitida pelo tubo tem um efeito excitante. Quando estiver com sono, volte para a cama.

4.      Não cochile durante o dia, a menos que seja absolutamente necessário. Mesmo assim, restrinja sua soneca a 15 a 20 minutos no início da tarde.

Saiba o preço do seu Plano de Saúde

Qual seu tipo de plano?

Simular

5.      Faça bastante exercício. Crie até 30 a 45 minutos de exercício moderado quase todos os dias; caminhar é uma excelente escolha. Faça o seu exercício no início do dia e tente alguns exercícios de alongamento ou ioga para relaxar os músculos e a mente na hora de dormir.

6.      Descontraia no final do dia. Sempre que possível, programe tarefas estressantes ou exigentes mais cedo e atividades menos desafiadoras mais tarde. Estabeleça uma hora de dormir regular e uma rotina relaxante para dormir, como tomar um banho quente ou ouvir música suave.

7.      Comer adequadamente. Tente evitar todas as bebidas depois do jantar, se você costuma acordar à noite para urinar. Se você gosta de um lanche para dormir, mantenha-o leve. Evite álcool após o jantar; Embora muitas pessoas pensem nisso como um sedativo, o álcool pode realmente prejudicar a qualidade do sono.

8.      Verifique se sua cama está confortável e seu quarto está escuro e silencioso. Também deve ser bem ventilado e mantido a uma temperatura constante e confortável. Tente usar uma máscara de dormir e tampões para os ouvidos.

9.      Acima de tudo, não se preocupe com o sono. Observar o relógio nunca ajuda. Exceto ao manter um diário de sono, não acompanhe a quantidade de tempo que você gasta tentando dormir. Em vez disso, apenas descanse em silêncio e em paz. Tente não deitar na cama, revendo seus problemas e planos. Se você realmente estiver sobrecarregado, levante-se da cama e faça uma lista; em seguida, volte para a cama e pense em algo relaxante e agradável.

Tenha um sono tranquilo novamente

Imagem: Pixabay/DanFa

Insônia: Restaurando o sono reparador

Quase todo mundo passou pelo menos uma noite deitado na cama desejando dormir. Mas para muitos é uma luta noturna. Poucos sortudos se beneficiam em contar ovelhas, assistir a filmes noturnos ou beber leite quente (ou algo mais forte) – mas a maioria das pessoas com insônia precisa de mais assistência. Felizmente, as mudanças no estilo de vida e o tratamento comportamental podem ajudar muitos doentes, e a medicação está disponível para aqueles que precisam.

Sono normal

O sono é essencial para a saúde, proporcionando descanso e restauração à mente e ao corpo. Não há quantidade “normal” de sono; o que importa é um sono reparador e não quanto tempo você dorme. Ainda assim, a maioria das pessoas de meia idade funciona melhor com sete a nove horas de sono, enquanto outras precisam de até 11 horas. Os requisitos de sono mudam ao longo da vida; a maioria das crianças precisa de mais sono, a maioria dos idosos, menos.

Privação de sono

A insônia priva as pessoas do sono restaurador, mas existem muitas outras causas de privação do sono. O trabalho por turnos é um exemplo de situação em que pessoas capazes de dormir bem são incapazes de dormir o que precisam. Qualquer que seja a causa, a privação do sono tem consequências previsíveis, incluindo sonolência diurna, depressão e irritabilidade, concentração e julgamento prejudicados e desempenho reduzido, tanto no trabalho quanto fora dele.

Estagiários e residentes médicos trabalham longas horas e tem pouco tempo para dormir. Ainda assim, seu sono é frequentemente interrompido por chamadas médicas. Isso importa? Com certeza sim. Vários estudos sugerem que a privação do sono está ligada ao comprometimento do desempenho clínico. Mas mesmo que estagiários sobrecarregados de trabalho não sejam perigosos para seus pacientes, eles são perigosos para si mesmos: um estudo de Harvard de 2005 descobriu que turnos de trabalho prolongados estão relacionados a adormecer ao volante e ter acidentes de carro.

Tenha um sono tranquilo novamente

Imagem: Pixabay/qimono

O que é insônia?

Como não há quantidade “normal” de sono, o diagnóstico de insônia não depende do número de horas que uma pessoa dorme. Em vez disso, é definido como uma quantidade ou qualidade inadequada de sono que interfere no funcionamento normal do dia. Para algumas pessoas, insônia significa dificuldade em adormecer, para outras é difícil manter o sono e para outras ainda é o despertar precoce.

Todo mundo tem uma ou duas noites difíceis de vez em quando e cerca de 30% dos adultos têm insônia ocasional ou a curto prazo. Insônia crônica, no entanto, dura mais de três semanas.

Sintomas da insônia

Os sintomas diurnos são realmente mais preocupantes. Eles podem incluir sonolência e fadiga, que às vezes causam acidentes no trânsito. Concentração prejudicada, mal-humorado e irritabilidade, esquecimento e depressão também podem ocorrer. Embora a insônia em si não leve a outras doenças médicas, ela pode afetar o trabalho, a vida familiar e a felicidade pessoal.

 O que causa insônia?

A insônia não é uma doença, mas um sintoma. E é um sintoma comum com muitas causas. A lista é longa: ansiedade e depressão pertencem em primeiro lugar, mas a apneia obstrutiva do sono (ronco) e a hiperplasia prostática benigna (aumento da próstata), são de particular importância para os homens. E muitas pessoas com insônia não têm nenhuma dessas condições subjacentes. Em vez disso, eles têm insônia primária. Embora os médicos não saibam o que causa insônia primária, eles sabem como ajudar, com tratamento comportamental e medicamentos específicos.

Regina Di Ciommo

Mestre e Doutora em Sociologia pela UNESP, pesquisadora na área de Ecologia Humana e Antropologia, Desenvolvimento e Sustentabilidade Ambiental, foi professora em cursos superiores de Sociologia e Direito, nos estados de São Paulo, Minas Gerais e Bahia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.