Descubra o preço
do seu
Plano de Saúde

Descubra o preço do seu Plano de Saúde

Conheça a Cúrcuma e seus benefícios para a saúde

É importante que você saiba quais são os reais benefícios da cúrcuma, com tantas promessas que são feitas sobre seus efeitos extraordinários.

Temos ouvido falar muito sobre os poderes da cúrcuma, que para alguns nutricionistas se tornou o remédio ideal para muitos problemas, e algumas pessoas podem estar criando expectativas demais sobre seus efeitos benéficos para a saúde.

Muito consumida em países asiáticos, a cúrcuma não é tão conhecida em nosso país. A forma mais comum é como tempero para o arroz. Ela é encontrada no “curry”, tempero típico indiano, e também consumida no chá.

Conheça a Cúrcuma e seus benefícios para a saúde

Imagem: Getty Images

Alguns tem indicado a cúrcuma para emagrecer, mas parece que este efeito foi desmistificado por uma pesquisa realizada pela Universidade de São Paulo, em estudo conduzido pela nutricionista Caroline Bertoncini Silva.

A cúrcuma pode não ser uma solução milagrosa para o emagrecimento, mas, por outro lado, contém propriedades fantásticas para ajudar sua saúde. Especialistas em todo o mundo estão indicando a cúrcuma por seus benefícios já comprovados.

Veja quais são os efeitos benéficos da cúrcuma

Conheça a Cúrcuma e seus benefícios para a saúde

Imagem: Getty Images

Depressão

A cúrcuma pode ser uma ótima substância de combate à depressão. Muitos cientistas estão animados com essa possibilidade. Entretanto, os resultados das pesquisas ainda não são conclusivos.

Diabetes tipo 2

Uma das principais propriedades da cúrcuma é o seu efeito para reduzir a inflamação e assim consegue manter os níveis de glicose sanguínea em estabilidade. Um estudo analisou 240 adultos, depois de tomarem suplementos de cúrcuma durante nove meses e em todos houve redução da doença.

Viroses

A cúrcuma é ótima para combater alguns tipos de vírus como o do herpes ou da gripe. No entanto, apenas 3% da cúrcuma é composta da substância curcumina e o organismo humano não a absorve facilmente. Os resultados mais favoráveis foram conseguidos no ambiente controlado de laboratório.

Colesterol alto

Os efeitos quanto ao colesterol ainda não são conclusivos. Algumas pesquisas demonstraram que a cúrcuma foi capaz de diminuir o LDL, colesterol ruim, no sangue, mas em outros estudos a mudança foi quase nula.

Reduz o risco de Alzheimer

Sendo o Alzheimer uma inflamação crônica e comprovadamente tendo a cúrcuma efeitos anti-inflamatórios, ela deveria ser um bom medicamento para a doença.  Mas as evidências ainda são escassas e ela ainda não pode ser considerada um efetivo remédio contra o Alzheimer.

Saiba o preço do seu Plano de Saúde

Qual seu tipo de plano?

Simular
Conheça a Cúrcuma e seus benefícios para a saúde

Imagem: Getty Images

Cúrcuma para artrite: será que ela realmente funciona?

Em novembro de 2019, o Dr. Robert Shmerling, da Universidade de Medicina de Harvard, publicou um artigo analisando os efeitos da cúrcuma sobre a osteoartrite.

A osteoartrite é uma doença articular degenerativa que é o tipo mais comum de artrite. Geralmente, ocorre entre pessoas em idade avançada. Mas pode começar na meia-idade ou até mais cedo, especialmente se houver uma lesão na articulação.

Embora existam tratamentos disponíveis – exercícios, aparelhos ou bengalas, perda de excesso de peso, vários analgésicos e medicamentos anti-inflamatórios, essas não são curas e nenhum dos tratamentos é efetivamente eficaz.

De fato, geralmente esses tratamentos ajudam apenas um pouco. Esteroides injetados ou lubrificantes sintéticos também podem ser testados. Quando tudo mais falha, a cirurgia de substituição da articulação pode ser altamente eficaz. Cerca de um milhão de substituições de articulações (principalmente joelhos e quadris) são realizadas a cada ano nos EUA.

Não é de surpreender que as pessoas com osteoartrite tentem praticamente qualquer coisa que pareça segura, se isso puder proporcionar alívio. O interesse pelo tratamento correto costuma variar desde dieta, incluindo alimentos anti-inflamatórios, antioxidantes, dietas com pouco glúten e muitos outros. Há poucas evidências de que a maioria dessas abordagens alimentares funcione. Quando há evidência, ela geralmente não demonstra benefícios consistentes ou claros.

É por isso que um novo estudo realizado deve ser destacado, ele conseguiu demonstrar que a curcumina, que é a substância natural encontrada na cúrcuma, pode funcionar para a osteoartrite.

Conheça a Cúrcuma e seus benefícios para a saúde

Imagem: Getty Images

Um novo estudo de curcumina para osteoartrite do joelho

No estudo, os pesquisadores registraram 139 pessoas com sintomas de osteoartrite do joelho. Seus sintomas eram pelo menos moderadamente graves e requeriam tratamento com um anti-inflamatório não esteróide (AINE). Durante um mês, receberam o AINE diclofenaco (50 mg, duas vezes ao dia) ou curcumina (500 mg, três vezes ao dia).

Por que curcumina? É uma substância que ocorre naturalmente, encontrada na cúrcuma ou açafrão. Seu uso tem sido recomendado para a saúde cardiovascular, artrite e uma série de outras condições. Aqui está o que este estudo encontrou:

  • Ambos os tratamentos aliviaram os sintomas da artrite e ajudaram em um grau semelhante: 94% daqueles que tomaram curcumina e 97% daqueles que tomaram diclofenaco relataram pelo menos 50% de melhora.
  • As pessoas relataram menos efeitos colaterais com a curcumina. Por exemplo, nenhum dos sujeitos do estudo em uso de curcumina precisou de tratamento para problemas estomacais, mas 28% dos que tomaram diclofenaco precisaram de tratamento.
  • Aqueles que tomam curcumina perderam, em média, quase 2% do seu peso corporal em apenas quatro semanas.

Pronto para começar a tomar curcumina?

Não tão rápido. É raro que um único estudo possa mudar a prática médica da noite para o dia, e este não é uma exceção. Vários fatores sugerem que se aguarde um pouco, tais como:

  • O estudo foi pequeno e durou apenas um mês.
  • Apenas osteoartrite do joelho foi estudada. Não devemos concluir que outros tipos de artrite ou que a osteoartrite de outras articulações responda de maneira semelhante.
  • A curcumina foi comparada com apenas uma dose possível de diclofenaco (não a dose mais alta recomendada). Além disso, o diclofenaco usado neste estudo não foi revestido (embora exista uma formulação revestida para facilitar o estômago). Os resultados deste estudo podem ter sido diferentes se outro antiinflamatório ou uma dose ou formulação diferente de diclofenaco tivesse sido comparada à curcumina.
  • O estudo não foi cego – ou seja, os participantes e os pesquisadores sabiam quem estava recebendo curcumina e quem estava recebendo o diclofenaco. Às vezes, isso pode influenciar os resultados alterando as expectativas de efeitos colaterais ou benefícios.
  • Não sabemos até que ponto a curcumina funcionaria ou se seria segura para os tipos de pessoas. Por exemplo, este estudo incluiu adultos com idades entre 38 e 65 anos e excluiu aqueles com doença renal ou estomacal significativa. Para pessoas mais jovens ou mais velhas, pessoas com outros problemas médicos ou pessoas que tomam vários medicamentos, os resultados poderiam ter sido diferentes.
  • A perda de peso como efeito colateral da ingestão de curcumina pode ser um problema para aqueles que já são magros.

Conclusão

Estudos desse tipo são de vital importância na tentativa de entender se as mudanças na dieta podem ser úteis para a artrite. Embora este novo estudo ofereça suporte à curcumina como tratamento para osteoartrite do joelho, seria importante ter mais estudos de longo prazo em outros tipos de doenças, para confirmar a possibilidade da cúrcuma ser indicada pelos médicos a seus pacientes.

Regina Di Ciommo

Mestre e Doutora em Sociologia pela UNESP, pesquisadora na área de Ecologia Humana e Antropologia, Desenvolvimento e Sustentabilidade Ambiental, foi professora em cursos superiores de Sociologia e Direito, nos estados de São Paulo, Minas Gerais e Bahia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.