Descubra o preço
do seu
Plano de Saúde

Descubra o preço do seu Plano de Saúde

Plano de saúde cobre fimose?

Desde que haja indicação médica, o plano de saúde cobre fimose. Isso porque, o procedimento está listado no Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar). A lista determina os exames e tratamentos que tem cobertura obrigatória pelos planos brasileiros.

A fimose ocorre quando o prepúcio forma um anel fibroso que não se retrai. O prepúcio é uma dobra de pele que protege o pênis. Ela adere à extremidade do órgão, chamada de glande, e está presente desde o nascimento do menino. Com o passar do tempo, porém, essa pele geralmente se retrai, permitindo que a glande se exteriorize.

Plano de saúde cobre fimose?

Plano de saúde cobre fimose?

Em cerca de 20% dos meninos, o prepúcio se retrai sozinho após seis meses de idade. Aos três anos, 50% dos indivíduos já contam com essa retração, e aos 17 anos, 99% a possuem.

Contudo, com o passar do tempo a não-retração pode incomodar. Os sintomas mais comuns são a dificuldade em urinar, secreções malcheirosas no pênis, sangramento e inchaço. Em casos mais graves, a retração do prepúcio pode provocar infecção urinária e balanopostites de repetição. Nessas situações, a fimose existe, e pode ser necessário realizar cirurgia para eliminá-la.

Somente o médico pode perceber a real necessidade da operação. Caso seja interessante realizar o procedimento, então, o plano de saúde cobre fimose.

De qualquer modo, é interessante que o procedimento seja feito antes da adolescência do indivíduo. Afinal, a fimose pode afetar a vida sexual do homem.

São duas as cirurgias possíveis para tratamento da fimose. A postectomia é o procedimento mais comum, e é realizada por meio da abertura do prepúcio. Em seguida, as aderências são removidas, e a pele é separada da glande.

A posteplastia, por sua vez, é menos utilizada, mas igualmente eficaz. Ambas as cirurgias são simples e rápidas, e apresentam poucas chances de complicações.

Tratamentos para a fimose

Além da cirurgia, o tratamento da fimose pode ser feito por meio de exercícios e medicamentos. O médico pode receitar, por exemplo, pomadas à base de corticoides. Com propriedades antibióticas e analgésicas, o produto facilita o deslizamento da pele sobre a glande.

Já os exercícios para tratamento consistem em “estimular” o prepúcio a se retrair. Geralmente, é indicado realizar essa atividade em meninos com mais de 5 anos, durante o banho. O movimento de “puxar” a pele precisa ser feito com cuidado.

Lembre-se de que o plano de saúde cobre fimose obrigatoriamente, assim que o médico sugerir o procedimento. Caso não o faça, envie uma reclamação à ANS, que poderá resolver o descumprimento da norma.

2 Comentários

Andressa

Olá,

Aqui diz que o plano cobre fimose, mas no hospital tenho que pagar o anestesista, como faço pois não tenho condições?

Att.

Comentar
Fabiana Ferreira

Boa tarde Andressa,

Obrigada por comentar no PlanodeSaúde.net,
Por favor, entre em contato com sua operadora para que possam tirar sua dúvida.

Atenciosamente.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.