ENCONTRE SEU
PLANO DE SAÚDE
EM 30 SEGUNDOS!

ENCONTRE SEU PLANO DE SAÚDE EM 30 SEGUNDOS!

Qual o seu DDD?

Plano de saúde cobre septoplastia?

Você sabia que plano de saúde cobre septoplastia? A cirurgia é realizada para a correção dos desvios de septo, condição que provoca a dificuldade de respiração nasal.

O septo é a estrutura interior do nariz, responsável por dividir a cavidade em duas partes. O ideal é que ele esteja sempre centralizado. Quando não está, a cirurgia é indicada para corrigi-lo.

Apesar da cobertura pelos planos, não são todos os tipos da cirurgia aceitos pela operadora de saúde. No Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar), seleção de procedimentos obrigatórios aos planos, apenas a septoplastia sem vídeo está listada. Isso significa que técnicas mais “avançadas”, como por videolaparoscopia, costumam ser negadas pela operadora.

Para a realização da cirurgia, o paciente tem pequenas incisões feitas na parte externa do nariz. Em seguida, faz-se a remoção e/ou remodelagem da estrutura óssea e cartilaginosa deformada. A mucosa nasal é então suturada, finalizando o procedimento. De modo geral, a operação dura entre 40 a 60 minutos.

Plano de saúde cobre septoplastia?

Procedimento associado

Em muitos casos, o indivíduo que sofre de desvio do septo apresenta também certa deformação visual do nariz. Ou seja, o órgão parece “torto”. Nessas situações, o médico pode indicar a realização da chamada rinosseptoplastia, também coberta pelo plano de saúde.

A rinosseptoplastia consiste na junção entre a septoplastia e a rinoplastia, cirurgia plástica do nariz. Ela trabalha a parte estética do órgão, e pode melhorar consideravelmente a autoestima do paciente. Quando há a necessidade de ambas as operações, elas são realizadas juntas, para que a recuperação do usuário seja mais facilitada.

Quando o plano de saúde cobre septoplastia?

Desde que haja indicação médica, os planos de saúde são obrigados a cobrir a realização da septoplastia ou da rinosseptoplastia. Para isso, o paciente precisa passar por consulta e diagnóstico detalhados, e apresentar o laudo médico no momento da solicitação da cirurgia.

Contudo, pode acontecer de o plano se negar a custear o procedimento. Isso ocorre quando o médico indica a realização da septoplastia com videolaparoscopia, que não está listada no Rol da ANS. A operação feita com videolaparoscopia requer menos incisões, e costuma ter recuperação mais rápida do paciente.

Então, em caso de negativa de cobertura, o indivíduo pode requerer o direito na Justiça – apesar de não haver garantia de sucesso no processo. De qualquer forma, em casos judiciais já resolvidos no País, a Justiça tem entendido que, desde que haja recomendação médica, obrigatoriamente o plano de saúde cobre septoplastia. Em alguns casos, os usuários obtém, até mesmo, indenização por danos morais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.