dcsimg

ENCONTRE SEU
PLANO DE SAÚDE
EM 30 SEGUNDOS!

ENCONTRE SEU PLANO DE SAÚDE EM 30 SEGUNDOS!

Qual o seu DDD?


ou ver Listas Patrocinadas

Como ter um plano de saúde após a demissão

Como ter um plano de saúde após a demissãoDemitidos podem continuar com o plano empresarial em algumas situações.

No atual momento em que estamos vivendo, com um número cada vez maior de desempregados e com o corte de verbas públicas para várias áreas, inclusive a saúde, o plano de saúde para demitidos passe a ser quase que obrigatório. Porém, quem perdeu o emprego sabe que o orçamento nesse momento está reduzido, sendo preciso rever as contas para que essas possam ser redimensionadas e assim mantê-las em dia.

Por outro lado, cuidar da saúde continua a ser fundamental e depender da saúde públicas está cada vez pior, ainda mais para quem tem filhos pequenos. Por isso, veja algumas dicas de como fazer para ter um plano de saúde nessa situação.

Plano empresarial para demitidos

Muita gente não sabe, mas se possuía um plano de saúde empresarial e contribuía com ele é possível ficar com ele por mais alguns tempo mesmo após o seu desligamento. A vantagem nesse caso é que os planos coorporativos costumam ter um valor menor do que os planos individuais, mas se atente que será preciso pagar o valor integral, pois nesse caso a empresa não fará nenhum subsidio, mas mesmo assim ainda vale a pena.

Clique aqui e faça a cotação do seu plano de saúde.

É possível permanecer com o plano por 1/3 do período em que contribui com ele enquanto estava na empresa, sendo que o prazo mínimo para que ele seja disponibilizado é de 6 meses e no máximo 2 anos.

Informe a operadora se for continuar com o plano

É importante que você informe a operadora de saúde se irá continuar com o plano, pois a empresa não fará isso por você. Esse comunicado deve ser feito o quanto antes, não apenas para garantir o prazo de carência das coberturas já cumpridas, mas também para aproveitar todas as vantagens, como continuar a pagar o valor.

Apesar do período máximo para fazer esse informa ser de seis meses, o quanto antes isso for comunicado melhor. Dessa forma, a operadora poderá verificar junto a empresa se o funcionário poderá continuar com o plano e se sua demissão foi sem justa causa.

Faça as contas de quanto poderá pagar

Não adianta querer ficar com o plano de saúde sem saber se poderá pagar por ele e acabar contraindo ainda mais dívidas. É preciso fazer as contas com calma de quanto irá receber de seguro desemprego, pensando sempre nas contas essenciais e assim encaixando o plano de saúde.

Que tal cuidar da sua saúde agora? Aproveite e faça a cotação do seu plano de saúde.

Faça um lista com todos os gastos previstos e enxugue os o máximos que conseguir até se reorganizar financeiramente.

Verifique outros planos e coberturas

Nem sempre o plano antigo atende bem as necessidades e oferece todas as coberturas que se precisa, ou então tem coberturas em excesso. Vale a pena verificar outras opções de planos, avaliando o que cada um oferece e qual o preço cobrado para poder fazer um comparativo e optar pelo mais vantajoso e que caiba no seu bolso.

Adotando esses cuidados, é possível ter um plano de saúde para demitidos sem que isso comprometa muito o orçamento.

 

 

O que você achou deste artigo? Sua avaliação é muito importante para nós!
Por favor, atribua uma nota:

avaliação
Rating

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.