dcsimg

ENCONTRE SEU
PLANO DE SAÚDE
EM 30 SEGUNDOS!

ENCONTRE SEU PLANO DE SAÚDE EM 30 SEGUNDOS!

Qual o seu DDD?


ou ver Listas Patrocinadas

Dúvidas sobre plano de saúde de quem foi demitido

Dúvidas sobre plano de saúde de quem foi demitidoQuem tem um plano de saúde de empresa e depois é demitido sempre fica na dúvida de como ficará essa situação e como poderá cuidar de sua saúde com a mesma qualidade de antes, já que não está mais na empresa e não tem direito ao plano.

Julius Conforti, especialista em Direito, em uma entrevista ao portal Terra, tira as principais dúvidas sobre o assunto. Veja só:

1 – Se eu tenho um plano de saúde na empresa onde pago somente uma parte e sou demitido, tenho direito a continuar com o plano?

Conforme a Lei 9656/98 e Resolução 270 da ANS (Agência Nacional de Saúde Complementar), se você for demitido sem justa causa, pode optar com continuar pagando o convênio médico. Porém, pelo fato de não haver mais vínculo com a empresa, você deve pagar o valor integral.

Clique aqui e faça a cotação do seu plano de saúde.

2 – Se eu não pagava nenhuma mensalidade no plano de saúde da empresa e tinha uma coparticipação em exames e consultas, posso continuar com o plano de saúde?

Pelo fato de ser apenas uma coparticipação, não se trata de um pagamento que você fazia, então a ANS não considera esses casos para que continue com o plano.

Porém, o Poder Judiciário entende que isso é uma contribuição e pode dar o direito de que você assuma toda a mensalidade do plano, desde que entre com uma medida judicial.

3 – Como faço para continuar com o plano sem ter que cumprir carência?

Que tal cuidar da sua saúde agora? Aproveite e faça a cotação do seu plano de saúde.

Se você contribuía com a mensalidade do plano vale ficar de olho na regra do período de manutenção, que é de um terço do tempo que havia contribuído para o pagamento das parcelas, sendo o mínimo de seis meses e máximo de 24.

Para que tenha o direito de não cumprir carência, já que pagava o plano e não foi demitido por justa causa, você deve fazer a Portabilidade Especial. Ela deve ser feita entre o primeiro dia do mês de aniversário do contrato e o último do terceiro mês subsquente ou então 60 dias antes de terminar o benefício.

4 – Se eu não contribuía com a mensalidade, posso contratar um plano sem ter carência?

Não existe nenhuma regra para esse tipo de contratação, então as empresas podem optar por aceitar ou não essa condição.

5 – Por que quando há cirurgias graves ou gravidez a carência não é aceita?

Se a empresa opta por liberar a carência do plano, geralmente limita seu uso a procedimentos mais simples, sendo que esses mais complexos demandariam mais custos para a operadora, que decide por não considerar esses procedimentos antes do prazo estipulado e não faz nada ilegal.

6 – Se eu já tinha um tratamento antes, se eu informá-lo na hora da contratação do outro plano, não poderei ser atendido devido à carência?

Você deve informar todos os tratamentos e doenças pré-existentes que tenha antes de fazer o plano devido a ter pena de omissão, caso não o faça.

Após isso, a empresa pode limitar a carência e estabelecer 24 meses para a CPT – Cobertura Parcial Temporária, deixando o tratamento limitado.

E então, conseguiu tiras suas dúvidas sobre plano de saúde para quem foi demitido?

O que você achou deste artigo? Sua avaliação é muito importante para nós!
Por favor, atribua uma nota:

avaliação
Rating

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.