dcsimg

ENCONTRE SEU
PLANO DE SAÚDE
EM 30 SEGUNDOS!

ENCONTRE SEU PLANO DE SAÚDE EM 30 SEGUNDOS!

Qual plano você precisa?

Osteoporose não é doença! Vamos salvar nossos Ossos!

osteoporoseExiste uma nova maneira de curar a osteoporose, impedir sua progressão ou prevenir seu aparecimento. É o que encontramos de forma simples no Programa para Salvar nossos ossos, em livro ainda não editado no Brasil, escrito pela Dra. Vivian Goldschmidt,  graduada pela Universidade de Nova Yorque, com um mestrado em Ciências da Nutrição e Bioquímica.  Apoiada em dados científicos, combinados com uma valiosa sabedoria, a Dra. Vivian descobriu o quanto o sistema médico substituiu o senso comum e recursos nutricionais antes amplamente conhecidos por medicamentos perigosos e não suficientemente testados.

O seu programa, a ser seguido em três passos, parte do princípio de que é necessário identificar e solucionar a causa da osteoporose ao invés de apenas tratar seus sintomas. Ele mostra o caminho para aumentar a densidade dos ossos.

Primeiro Passo – Reavaliação da Saúde de seus Ossos. Este passo já é suficiente para dar tranquilidade a quem sofre com o problema.

Segundo passo – Elimine os Ladrões de Osso – mostra o que exatamente causa a perda óssea. O melhor da história é saber que é possível ficar livre desses ladrões de ossos.

Clique aqui e faça a cotação do seu plano de saúde.

Terceiro passo – Reconstrua seus Ossos – apresenta um plano de ação para a saúde dos ossos, incluindo os alimentos fundamentais que criam ossos, além dos suplementos vitamínicos que aceleram o aumento da densidade óssea. Esta é uma solução acessível, revolucionária e fácil de seguir, que possibilita que você substitua o seu medo de fraturas por uma feliz paz de espírito.

Reavalie a saúde de seus ossos

  • Definição correta da osteoporose, um equilíbrio delicado:

“A condição do sistema do esqueleto, comum na meia idade e indivíduos mais velhos, causada principalmente pela tentativa do corpo de corrigir um desequilíbrio bioquímico doentio através da utilização do cálcio que normalmente permanece nos ossos, causando perda da densidade óssea. Entretanto, a menos que estejam presentes condições endócrinas ou/e gastrointestinais anormais, o desequilíbrio bioquímico pode ser corrigido pela dieta e mudança no estilo de vida.”

  • Nem todo teste de densidade é confiável

É preciso muito cuidado para não se deixar levar pelo discurso de que a osteoporose é uma doença. Os testes de densidade dos ossos medem qualquer resultado negativo em relação ao desvio padrão, interpretando como perda óssea. Se o desvio for de 1.01 a 2.4 pontos abaixo do normal o diagnóstico é de osteopenia e se for abaixo de 2.5 é interpretado como confirmação de osteoporose. Entretanto, não existe informação médica para afirmar que alguém com osteopenia, muito comum em homens e mulheres, irá irrevogavelmente desenvolver osteoporose e, ainda assim, os médicos acreditam que faz sentido prescrever drogas para prevenir futuras perdas.

Existem pelo menos três indústrias que fabricam equipamentos para o diagnóstico da densidade óssea. De acordo com estudos científicos, as diferenças entre os resultados obtidos por eles são clinicamente importantes. É possível que o diagnóstico seja de densidade óssea normal em uma máquina e de osteopenia em outra. Somente haveria precisão de diagnóstico se os exames fossem feitos, ao longo dos anos, sempre na mesma máquina.

Que tal cuidar da sua saúde agora? Aproveite e faça a cotação do seu plano de saúde.

Outro problema dos testes de densidade é que comparam mulheres que necessariamente são diferentes através dos mesmos parâmetros. Uma mulher com ossos pequenos pode mostrar um resultado de densidade óssea mais baixo de que uma mulher de ossos grandes, que tem mais tecido ósseo. A variação entre uma pessoa e outra é grande e está relacionada com a genética, alimentação, estresse, saúde em geral e exercícios ou a falta deles. Muitos indivíduos já apresentam densidade óssea abaixo do padrão normal na juventude.

  •  O que as estatísticas mostram
  1.    75% da massa óssea é determinada por fatores genéticos-  estudo realizado por Cheng e Akifumi, em 1994, publicado na Nature Magazine.
  2.  63% das pessoas que sofrem fraturas tem alta densidade óssea-  estudo feito pela Universidade de Leeds.
  3.  83% de pessoas com osteoporose não sofrem fraturas –  conforme estudo realizado com 8.065 idosos com osteoporose, com a idade média de 72 anos. Pesquisa realizada pela equipe do Dr. Wainwright, publicada no Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism.
  • Do que os ossos são feitos? A importância de compreender a dinâmica dos ossos saudáveis.

Os ossos são feitos de 65% de colágeno mineralizado, que lhes dá a infraestrutura sólida e 35% de colágeno matriz, feito de nutrientes e minerais que lhes dá flexibilidade, para que resistam à ruptura. Eles estão sendo constantemente remodelados, assim como outros tecidos, como a pele.

Durante o processo de remodelação dos ossos, as células chamadas de osteoclastos se movem no tecido do osso capturando e removendo osso velho. Quando isso acontece pequenos espaços são deixados para que as células chamadas de osteoblastos possam depositar osso novo, substituindo o que foi removido. O osso novo é mais tem mais resistência à compressão e à tensão do que o velho. Assim de 5 a 10% dos tecidos ósseos são substituídos no período de um ano. Dá para entender que sem os osteoclastos não é possível que os osteoblastos desempenhem sua função, e os ossos velhos que não são renovados perdem a capacidade de resistir à compressão ou impactos. Por isso, um osso duro e seco pode ser mais frágil do que um osso fino, mas bem integrado. Assim como músculos, os ossos ficam fortes com o uso. Porque os ossos são um tecido ativo e dinâmico, você pode agir para fortalecer os seus ossos a qualquer tempo em sua vida.

Quando o seu médico lhe receita medicamentos para osteoporose, que são indicados para milhões de pessoas, eles vão agir interrompendo o processo de remodelamento normal, inibindo a atividade dos osteoclastos, o que, por sua vez, impedem o crescimento de osso novo.

Elimine os ladrões de ossos

As drogas comumente prescritas para osteoporose são classificadas como biofosfonatos, que são análogos sinteticamente aos pirofosfonatos. É um ingrediente utilizado há muitos anos em sabão, fertilizantes e lubrificantes industriais, que previnem a corrosão. São também muito usados na indústria têxtil e nas pastas de dente. Só isso já deveria deixar você alerta!

Movimentando um mercado com vendas que atingiram 10.4 bilhões de dólares em 2011, a indústria de medicamentos investe pesadamente em campanhas de marketing, colocando os médicos sob pressão para prescreverem essas drogas, sob ameaça de serem processados por má conduta médica, caso um paciente quebre algum osso.

Os biofosfonatos ou o alendronato atacam a matriz do osso, alterando seu funcionamento normal para substituição de ossos velhos por novos. A reabsorção e perda óssea realmente diminuem, mas o preço é também impedir a regeneração, mantendo os ossos grossos, sem flexibilidade e mais propensos a fraturas.

Os cirurgiões dentistas foram os que primeiramente registraram a necrose da mandíbula, em pacientes que haviam tomado injeções intravenosas de biofosfonatos ou alendronato. Além dessa, foram registradas outras sérias complicações, como dificuldade de recuperação de fraturas, danos nos rins, febres, dores musculares e fraqueza, além de sérias complicações cardíacas. Os mesmos efeitos terríveis foram encontrados para o raloxifeno e para o denosumabe, que vem sendo comercializado no Brasil como uma “novidade”. São efeitos colaterais piores do que o mal que pretendem combater.

Você deve estar se perguntando o que vai acontecer se parar de tomar biofosfonatos. Os cirurgiões dentistas constataram que a droga que circula no sangue é eliminada pelos rins em aproximadamente três ou quatro meses. A substância que aderiu aos ossos permanece por 10 anos, mas com o tempo novo tecido ósseo começará a ser formado e cobrirá o que foi atingido, que se tornará inativo.

Qual a causa real da osteoporose?

Você vai ficar admirada com a simplicidade das explicações da Dra. Vivian sobre as causas reais da osteoporose e dos motivos pelos quais nunca ouvimos falar nessas informações.

A perda óssea é causada por reações bioquímicas e desequilíbrios e o mais importante é que os ossos se tornam fracos quanto há muita acumulação de resíduos ácidos no corpo e o cálcio, que normalmente deveria permanecer nos ossos é usado para corrigir esse desequilíbrio. Por essa razão, existe uma relação direta entre a perda óssea e a acidez do corpo. Quando os níveis ácidos na dieta são altos, o corpo neutraliza a acidez com o cálcio dos ossos. Em outras palavras, a chave para ossos saudáveis está em manter níveis alcalinos apropriados em todos os tecidos do nosso corpo. Este aspecto bioquímico pode ser facilmente controlado através de uma alimentação balanceada correta.

Elimine os ladrões de ossos com a combinação certa de alimentos

save-our-bonesOs ladrões de ossos são aqueles elementos que estão roubando seus ossos dos nutrientes essenciais que eles precisam. O equilíbrio entre os níveis alcalinos e ácidos do corpo pode ser conseguido com alimentação.

Quando existe o desequilíbrio entre ácidos e alcalinos o cálcio é retirado de nossos ossos, que são nossas reservas alcalinas. As comidas “modernas” são ácidas, compostas por muita proteína animal, alimentos processados e sintéticos, açúcar, conservantes, colorantes. Elas levam o corpo a usar o cálcio dos ossos para neutralizá-las e por essa razão a osteoporose está se tornando epidêmica. Os refrigerantes como sodas, colas e outros tem um pH muito ácido, pois contém ácido fosfórico. Quando você toma um copo de 200 ml de refrigerante é preciso que o seu corpo o dilua 100 vezes para que o seu efeito seja equilibrado. Obviamente seu corpo não vai conseguir fazer isso e o que vai acontecer é que o cálcio dos ossos vai ser utilizado para neutralizar esse tremendo ataque ácido!

O que você bebe é tão importante quanto o que você come. Os refrigerantes são ricos em fósforo, que impede a absorção do cálcio que está nos alimentos. Os que são adoçados artificialmente também contêm os elementos acidificantes dos adoçantes artificiais. A melhor bebida é a água purificada com algumas gotas de limão fresco. Evite a água da torneira, pois ela contém cloro e flúor, que são elementos químicos perigosos, apesar de serem amplamente utilizados pelo poder público para tratar a água.

O leite pasteurizado, que é ingerido porque é fonte de cálcio, na verdade tem um pH tão ácido, que ele na verdade causa perda óssea.

Alcalinize seu corpo com combinações de alimentos

Manter o equilíbrio entre o ácido e o alcalino em nossos não é difícil de conseguir.

O equilíbrio do pH ideal para a saúde dos ossos é adquirido quando você come uma proporção de 80% de alimentos alcalinos para 20% de alimentos ácidos. Um prato ideal é o que contém 4 tipos de verduras e vegetais para 1 tipo de carne ou arroz ou pasta. Visualmente você consegue avaliar se a proporção está correta. Se você só conseguir manter uma proporção de 70%/30%, tudo bem, porém quanto mais mantiver o equilíbrio terapêutico, melhores serão os resultados.

Os alimentos alcalinos contêm diversos minerais essenciais, como cálcio, potássio, cobalto, sódio e magnésio. Alimentos ácidos contêm fósforo, iodo, cloro, fluoreto e silicone. O sal marinho é alcalino, mas o sal processado é acidificante. O sal está presente nos ossos.  O sal sempre teve um papel vital nas civilizações, foi o primeiro elemento na história a ser taxado e era o meio de pagar o “salário” às tropas do Império Romano. O principal papel do sódio, presente no sal, é manter o equilíbrio de fluídos nas células e ao redor delas e é condutor dos impulsos das células nervosas. Sem sal não podemos viver, mas é claro que seu excesso faz mal, aumentando a pressão e levando a problemas dos rins.  O sal de mesa é clareado para parecer branco, com vários aditivos, enquanto que o sal marinho, que secou ao sol, sem aditivos, pode ser usado para dar mais sabor e equilibrar a alimentação.

Outra dica é que devemos mastigar muito bem o alimento, porque a saliva contém uma enzima alcalina e, portanto, quanto mais você mastigar, melhor. Outra coisa é que não se deve beber enquanto se come, porque os líquidos diluem o efeito alcalino e as enzimas da digestão.

A Tabela do Sucesso em Saúde dos Ossos

A Dra. Vivian oferece as sugestões para prevenir e acabar com a degradação de cálcio nos ossos, criando um ambiente alcalino nos tecidos do corpo. Comendo as comidas certas, nas proporções corretas e aderindo a um estilo de vida saudável, qualquer um, em qualquer idade pode conseguir se livrar da perda óssea.

Aqui vão algumas dessas sugestões:

3.1 – Alimentos alcalinos recomendados – sua comida é seu remédio

Vegetais – cenoura, brócolis, aspargos, couve-flor, pepino, berinjela, alho, alface, cogumelos, folhas de mostarda, cebolas, pimentões, acelga, repolho, brotos de cevada, brotos de alfafa, alcachofra, nabo, ervilhas, batatas, abóbora, ruibarbo, espinafre, batata doce, tomates, brotos de trigo, abobrinha, rabanetes, agrião, shitake, feijão, soja.

Frutas – maça, damasco, abacate, banana, coco, figos, abacaxi, laranja, pêssego, pera, nectarina, romã, tangerina, morangos, melão, lima, limão, groselha, grapefruit, tâmaras, melancia.

Nozes e sementes – amêndoas, de abóbora, girassol, gergelim, castanhas e linho.

Óleos – de amêndoas, de canola, de coco, de milhos, de oliva, de gergelim, de girassol e de soja.

Bebidas – leite de amêndoa, sucos de frutas, chás de ervas, leite integral cru, leite de arroz, leite de soja, sucos de vegetais, água (com exceção de água da torneira).

Alimentos orgânicos – pesquisas confirmam que frutas e vegetais cultivados organicamente tem maior nível de minerais, vitaminas e antioxidantes, além de não terem sido pulverizados com pesticidas. Animais criados de forma orgânica também são mais saudáveis.

Suplementos vitamínicos – Para finalizar, use suplementos vitamínicos, contendo vitaminas C, D, complexo B, ômega-3, etc. Eles nutrem seus ossos. A terra está se tornando mais degradada em nutrientes do que no passado, o uso de fertilizantes torna o solo mais pobre ao longo do tempo e os produtos cultivados tornam-se deficientes em nutrientes.

Dicas finais

Respire! Não durma com a porta do quarto e as janelas fechadas. A circulação de oxigênio faz bem para os ossos.

– Aproveite a vida! A felicidade é o maior incentivo para cuidar da saúde.

Se você gostou desta matéria, envie sua opinião para este site. A osteoporose pode ser evitada e controlada, sem apelar para os remédios caríssimos que você já tomou ou que pretendia tomar e que trazem tantos efeitos colaterais péssimos. O controle de sua saúde está em suas mãos!

Participe aqui com sua experiência. A sua contribuição é muito importante!

Compartilhe esse artigo nas redes sociais:
O que você achou deste artigo? Sua avaliação é muito importante para nós!
Por favor, atribua uma nota:

avaliação
Rating

10 Comentários

Leila Alves Matias

Olá,

Estou bastante confusa com a notícia que tenho osteoporose . Observei que não posso tomar nenhum medicamento que contenha cálcio pois fico com dores nas articulações. Não sei qual profissional devo procurar, pois o reumatologista me receitou cálcio e fiquei pior. Ficaria feliz se você me desse uma dica de como me tratar.

Obrigada

Sanaira Silveira

Boa tarde Leila,

Obrigada por comentar no planodesaude.net,
Caso tenha interesse em fazer uma cotação de plano, entre em nosso site e preencha o formulário para que possamos entrar em contato com você.

Abraço

Ana Maria da Cruz Sakiyama

Olá,

Eu creio que tudo que li é muito importante, eu tenho há muitos anos esta bendita doença.

Att

Sanaira Silveira

Bom dia Ana Maria,

Obrigada por comentar no planodesaude.net,
Caso tenha interesse em fazer a cotação de um plano, entre em nosso site e preencha o formulário para que um de nossos vendedores entre em contato com você.

Abraço.

Naime Gonçalves dos Santos Martins

Olá,

Tomo remédio para oesteoporose que custa caríssímo, ele vai me prejudicar mais adiante?

Grata

Rosa Maria R. Fernandes

Boa noite,
Gostaria de uma opinião, tenho osteoporose e fiz o uso de Alendronato por 2 anos, e tendo que fazer implante dentário, tive que parar com a medicação. De volta a médica com o novo exame, o resultado foi aumento da osteoporose. Agora ela receitou Protos 2 mg. Verifiquei, e esse medicamento dá muitos efeitos colaterais. Será que vocês me dariam uma opinião do que fazer?

Obrigada

Sanaira Silveira

Bom dia Rosa,

Peço que procure um profissional especializado para tirar sua dúvida.
Caso você tenha interesse em fazer uma cotação de plano de saúde, o planodesaude.net é o melhor lugar. Visite nosso site e faça sua cotação! Preencha o formulário em nossa página http://www.planodesaude.net e receba todas as informações necessárias para a realização de sua proposta.

Obrigada!

vanir cardoso de oliveira rezende

Bom dia,

Muito bom este alerta quanto ao uso indiscriminado de medicamentos para osteoporose, que, na verdade, faz efeito contrário. Os alimentos suprem esta necessidade. Mas não se falou da importância do magnésio como coadjuvante do cálcio. Também se indicou óleo refinado, incluindo o de canola (o pior de todos), que são acidificantes também. Não o seriam se fossem óleos prensados a frio, inviável para o dia-a-dia.

zoraide m.r. de oliveira

Doutora,

Adorei mesmo, porém fiquei confusa, pois tinha início de osteoporose e desapareceu com o referido medicamento.

Att.

Jonadir A. da Silva

Olá,
Maravilha! Adorei porque é um anti-remédio.
Att.

Fechado para comentários.